Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Flebocortid - bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : 21-succinato sódico de hidrocortisona

Classe terapêutica : Corticosteroides Sistemicos.

Apresentação :

Injetível 100, 300, 500 mg
Caixas com 50 frascos-ampolas, acompanhado de ampolas de solvente.

Indicação : distúrbios alérgicos: asma brônquica, hipersensibilidade a drogas (choque anafiltico), dermatite atépica, edema larngeo, enfermidade do soro, urticária Pós-transfusional.
. distúrbios endócrinos: insuficiência adrenocortical primria ou secundária (administrado junto com mineralocorticóides), insuficiência adrenocortical aguda, choque resistente terapêutica convencional quando se suspeita de insuficiência adrenocortical.
. Afecções reumáticas: episódios agudos ou exacerbações de artrite reumatéide, sinovite, bursite e artrite gotosa.
. Doenças do colgeno: lupus eritematoso sistémico, dermatomiosite e cardite reumática aguda.
. Miscelneo: edema cerebral por traumatismo craneocefólico ou Pós-cirúrgico, profilaxia da síndrome de dificuldade respiratéria do recêm-nascido, distúrbios dermatológicos, gastrintestinais ou respiratérios que evoluem com componente inflamatório agudo e naqueles onde a terapia corticosteridea oral não seja possível.

Efeito Colateral :

Os glicocorticóides apresentam uma ampla gama de reações indesejáveis muitas das quais dependem de suas próprias ações farmacológicas.
A maioria delas não constituem um perigo eminente nos casos de tratamentos agudos (1 - 2 dias); sem dvida o risco de aparecimento está na relação direta com as doses e o tempo de Administração.
As mais frequentes são: distúrbios hidroeletrolíticos (retenção de sódio, edema e alcalose hipopotassmica); mêsculo-esquelticas (fraqueza muscular, perda de massa muscular e osteoporose); gastrintestinais (úlcera péptica e pancreatite); dermatológicas (atraso na cicatrização, acne, equimoses e petquias); neurológicas (convulsão, vertigem e cefaleia); psicológicas (euforia, insônia e psicose); endócrinas (síndrome de Cushing, atraso de crescimento, distúrbios menstruais, pseudodiabetes e insuficiência adrenocortical); metabólicas (balanão nitrogenado negativo); hirsutismo.

Fórmula :

100 mg
Cada frasco-ampola do produto liofilizado contém:
21-succinato sódico de hidrocortisona, o equivalente a atividade de 100 mg de hidrocortisona base.
Cada ampola de solvente contém:
água bidestilada.................... 2 ml
300 mg
Cada frasco-ampola do produto liofilizado contém:
21-succinato sódico de hidrocortisona, o equivalente a atividade de 300 mg de hidrocortisona base.
Cada ampola de solvente contém:
água bidestilada.................... 3 ml
500 mg
Cada frasco-ampola do produto liofilizado contém:
21-succinato sódico de hidrocortisona, o equivalente a atividade de 500 mg de hidrocortisona base.
Cada ampola de solvente contém:
água bidestilada.................... 5 ml

Contra indicação :

O produto é contra indicado em pacientes com úlcera péptica, diabetes, cardiopatias congestivas, hipertensão arterial, lesões herPóticas, infecções micticas generalizadas, psicose aguda, tromboembolismo, estados convulsivos e tuberculose ativa.

Informações ao paciênte

Conservar em lugar fresco e ao abrigo da luz.
Prazo de validade: 3 anos. Não use medicamento com prazo de validade vencido.
Siga corretamente as instruções de seu médico, não modificando ou interrompendo o tratamento sem antes consult-lo. Informe-o também se estiver grávida, amamentando ou se ficar grávida durante o tratamento. Qualquer reação desagradável deve ser comunicada ao médico. Com o uso prolongado podem ocorrer aumento de pressão, edema, fraqueza, maior facilidade para sofrer fraturas, úlcera, atraso na cicatrização da pele, alterações de comportamento, aumento da glicose no sangue e alterações hormonais (endócrinas).
Se ocorrerem alterações visuais durante o tratamento, consulte seu médico.
Enquanto em tratamento com corticóides, os pacientes não deverão ser vacinados contra sarampo ou outras infecções virais.
Informe ao seu médico caso voc tenha úlcera, diabete, problemas cardíacos, hipertensão, doenças infecciosas, psicose, estados convulsivos ou tuberculose. Informe-o também se estiver tomando outros medicamentos.
TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS. NO TOME Remédio SEM O CONHECIMENTO DO SEU médico. PODE SER PERIGOSO PARA SUA Saúde.

Modo de Usar :

50-200 mg/kg/dia, de acordo com a gravidade do quadro clínico e as condições do paciente; administrar por via intramuscular e nos casos de emergência por via endovenosa.
O tratamento deve iniciar-se com a administração E.V. rápida (100 mg em 1 minuto ou 500 mg em 10 minutos). Em geral, estas doses altas podem ser repetidas com intervalos de 2, 4 e 6 horas, de acordo com a resposta clínica do paciente. Este tratamento não deve ser prolongado por mais de 72 horas. Superado o perãodo de emergência e se as circunstâncias permitirem, deve-se continuar ao tratamento com preparações de maior tempo de ação ou com Administração oral.
Para a prevenção da síndrome de Dificuldade Respiratéria do recêm-nascido, pode-se administrar 500 mg me, com 24-48 horas de antecipação ao parto.

Precauções e Advertências

Os corticosteróides podem mascarar os sinais de infecção e assim dificultar seu diagnóstico. Nos casos de tratamentos prolongados podem aparecer catarata, glaucoma e complicações infecciosas oculares de origem viral ou mictica.
O uso de hidrocortisona em caso de tuberculose ativa ou disseminada só deve ser utilizado quando concomitantemente está sendo administrada terapêutica seletiva.
O uso de glicocorticóide em altas doses e por perãodos prolongados pode causar insuficiência adrenocortical. Nestes casos aconselha-se reduzir gradualmente as doses antes de suspender o tratamento.
Por outro lado, nestas mesmas circunstâncias pode observar-se aumento da pressão arterial, retenção de sal e água e aumento da excreção de potássio e cálcio.
Nesses casos ser necessário instituir uma dieta pobre em sal, com suplemento de potássio.
Enquanto o paciente estiver sob tratamento com corticosteride, nunca deve ser vacinado contra sarampo ou outras infecções virais, pois poderá haver complicações neurológicas, Além da ausência de resposta imunológica por insuficiente formação de anticorpos.

Uso na Gravidez

Como não há investigação realizada com glicocorticóides durante a gravidez, sua administração nestes casos deve ser feita avaliando-se criticamente a relação risco/benefício, não s para a me como também para o feto ou recêm-nascido.
Deve-se identificar sinais de hipoadrenalismo nos recêm-nascidos de mães que receberam altas doses de glicocorticóides.

Fabricante :

Merrell Lepetit Farmacêutica Ltda.

Rua Goianinha , 321 , Curicica, Rio de Janeiro - RJ

Medicamentos do mesmo fabricante :

Calcort, Dorflex, Equilid 200 mg, Flebocortid, Plasil, Rifocina M, Sabril


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A automedicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.