Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Flaxedil - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : Galamina.

Classe terapêutica : Bloqueadores Musculares (curare).

Apresentação : Caixa com 25 ampolas de 2 ml a 40 mg.

Indicação : Cirurgia: til como adjuvante da anestesia geral em: cirurgia abdominoPólvica; cirurgia torácica e pulmonar; cirurgia dos membros (ortopódica, em particular). Por facilitar a entubação traqueal, é utilizado, tambm, em: anestesias endotraqueais; intervenções cervicofaciais, sob narcose por barbitúricos intravenosos; exames endoscpicos. Obstetrcia: Flaxedil pode ser utilizado durante o parto, no estágio de completa dilatação, pois aumenta o limiar da dor sem alterar a eficácia das contrações. Medicina geral: Flaxedil pode igualmente ser til em certas manifestações que se acompanham de espasmos musculares, tais como, contrações de origem traumática ou reumática, miosites, tátano, distonias extrapiramidais e nas diversas paraplegias espasmédicas.

Efeito Colateral :

Taquicardia pode aparecer com o uso de Flaxedil e, Às vezes, persistir por mais tempo que o efeito miorrelaxante do produto. Elevação importante da pressão intra-ocular foi descrita. reações alérgicas podem aparecer em pacientes que apresentam sensibilidade particular aos derivados iodados.

Precauções :

Como todos os medicamentos curarizantes, o Flaxedil só pode ser administrado por um anestesista competente, dispondo de material necessário, para entubação traqueal, oxignio e medicação antdota apropriada (neostigmina injetível). O Flaxedil deve ser utilizado com prudncia em pacientes com hipertensão e insuficiência cardíaca, principalmente nos casos em que um episódio de taquicardia poderia ser perigoso. - Interações Medicamentosas:: o Flaxedil exalta os efeitos do éter e dos barbitúricos intravenosos, cujas doses, por este motivo, devem ser reduzidas. O uso simultâneo com aminoglicosdeos e polimixina pode aumentar a ação do Flaxedil.

Fórmula :

Trietiliodeto de galamina.

Contra indicação :

Pacientes com miastenia, insuficiência renal e em pacientes que tenham apresentado acidentes anteriores de hipersensibilidade ao iodo.

Modo de Usar :

Cirurgia: injeções intravenosas. A posologia É essencialmente individual, sendo que a única Referência, cuja fidelidade ainda não de todo absoluta, é o peso corporal. Adultos: em média, para uma intervenção abdominal, com duração de 11/2 h a 2 horas, sob narcose intravenosa, a dose de Flaxedil próxima de 2 mg/kg. Entretanto, o melhor é administrar-se Flaxedil de acordo com a necessidade, seguindo cuidadosamente as etapas da curarização. A tátulo indicativo, podemos dizer que a injeção inicial varia entre 40 e 80 mg (1 a 2 ampolas). Ela deve ser praticada na fase de indução, a partir do momento em que ocorra perda de consciência. O relaxamento muscular notado após cerca de 4 minutos. Ele se inicia com os mêsculos elevadores das Pólpebras e atinge, sucessivamente, os mastigatérios, a musculatura dos membros, os abdominais, os intercostais e, por últim o diafragma. A partir do momento em que a maxila está relaxada, procede-se entubação traqueal. Os efeitos do Flaxedil duram de 30 a 50 minutos. Reinjeções podem ser praticadas depois de 30 e 80 minutos, iguais, respectivamente, metade e a um quarto da dose inicial. a administração de Flaxedil exige oxigenação contínua e, eventualmente, respiração controlada. Soluções de Flaxedil são quimicamente compatéveis com as de tiopental sódico (tiobarbitúrico para narcose intravenosa). A curarização permite recorrer somente a uma anestesia superficial e, mesmo assim, compatével com as exigncias da intervenção. Crianças: 500 g a 1 mg/kg/24 horas. Obstetrcia e Medicina Geral: injeções intramusculares. Nestes casos, o Flaxedil é administrado, por via intramuscular, na dose de 20 a 40 mg (1/2 a 1 ampola). - Superdosagem: em caso de dosagem excessiva ou, de um modo geral, quando se quer obter a reversibilidade do efeito, o antídoto indicado é atropina-neostigmina.

Fabricante :

Rhodia Brasil Ltda.

Faz São Francisco - Jd Vista Alegre
CEP: 13140-000 - Paulínia / SP

Tel.: (19) 3874-8000

Medicamentos do mesmo fabricante :

Azmacort, Calsynar, Cisplatyl, Clexane, Contrathion, Ebastel, Flagyl, Flaxedil, Frademicina, Gardenal, Granocyte, Imovane, Intal nasal 2, Intal nasal 4, Intal nasal, Intal, Keduril 100 mg, Keduril gel, Keduril gotas 2, Keduril, Maalox plus, Maalox tc, Menorest, Metrotex, Motrin, Narcan, Neozine, Neuleptil, Nubain, Oddibil, Opticrom, Paluther, Peflacin 2, Peflacin, Pentaspan, Periodontil, piportil l4, piportil, pipram, postafen, primasone, profenid iv, Rilutek, Ronal, Rovamicina, Secnidal 450 mg, Secnidal 500 mg, Secnidal 900 mg, Secnidal, Solu cortef, Vincristina


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A automedicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.