Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Fenozan - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : bromidrato de fenoterol

Apresentação : Solução a 0,5% (gotas): frasco com 20 ml. Xarope pediátrico: frasco com 120 ml.

Indicação : Tratamento sintomático de crises agudas da asma. Profilaxia da asma induzida por esforo. Tratamento sintomático da asma brônquica e outras enfermidades com constrição reversível das vias respiratórias, como bronquite obstrutiva crônica, enfisema e transtornos broncopulmonares (silicose, bronquiectasias, tuberculose, carcinoma brônquico) e na bronquite esPóstica da criança. interessante considerar-se a adoção de um tratamento antiinflamatório concomitante. Para eliminação do broncospasmo agudo antes da terapia por aerossol com corticosteride, secretomucolíticos, soluções salinas fisiológicas e cromoglicato dissódico, para favorecer a penetração destas substâncias nas pequenas vias aéreas.

Efeito Colateral :

Em geral, Fenozan é bem tolerado. Efeitos indesejáveis frequentes são atribudos ao produto como leves tremores dos mêsculos esquelticos e nervosismo. Menos frequentes são taquicardia, inquietação, vertigens, palpitações, fadiga, cefaleia, sudorese, secura da boca e transtornos ventriculares do ritmo cardíaco. O tratamento com beta 2-agonistas pode resultar numa hipocalemia potencialmente grave. Restrições e cuidados que devem ser considerados: como ocorre com outros medicamentos, no 1 trimestre de gravidez, o bromidrato de fenoterol somente poderá ser utilizado sob prescrição médica estrita. O mesmo valido no perãodo imediatamente anterior ao parto, devido ao efeito tocoltico da substância, recomenda-se evitar o uso do bromidrato de fenoterol, sobretudo em altas doses, em pacientes com infarto do miocárdio e graves alterações vasculares ou cardíacas de origem orgânica. Recomenda-se precaução em casos de diabetes melito descompensado, glaucoma de ângulo fechado, feocromocitoma, hipertensão arterial. - Uso geritrico: o produto poderá ser usado por pessoas acima de 65 anos de idade, desde que observadas as precauções comuns ao medicamento.

Precauções :

No 1 trimestre da gravidez e no perãodo imediatamente anterior ao parto, Fenozan somente poderá ser utilizado sob estrita prescrição médica. Somente sob rigorosa supervisão médica, outros broncodilatadores devem ser utilizados, sendo que broncodilatadores anticolinrgicos podem ser inalados simultaneamente. O produto deve ser utilizado após análise minuciosa do risco e do benefício em pacientes com diabetes melito descompensado, infarto recente do miocárdio, glaucoma de ângulo fechado, hipertensão arterial, graves alterações vasculares ou cardíacas de origem orgânica, hipertiroidismo. Em caso de dispnéia aguda ou em estado de agravamento, o médico deve ser consultado imediatamente. Uso prolongado: deve-se reservar apenas aos momentos de agravamento dos sintomas o uso contínuo do produto. Principalmente em caso de uso contínuo, os pacientes devem ser reavaliados para a administração ou intensificação do tratamento antiinflamatório; pouco apropriado e eventualmente perigoso aumentar o uso de beta 2-agonistas, por perãodos de tempo prolongados, se a obstrução brônquica piorar. O tratamento com beta 2-agonistas pode provocar hipotassemia potencialmente grave. Recomenda-se precaução em asma grave, pois seu efeito pode ser potenciado pela administração concomitante de derivados da xantina e esteroides. - Gravidez e lactação: até o momento não foram constatados efeitos nocivos durante a gravidez e nem está provada sua segurança durante a lactação. - Interações Medicamentosas:: o efeito de Fenozan pode ser potenciado por beta-adrenérgicos, anticolinrgicos derivados da xantina e corticosteróides. O brometo de Ipratrópio potencializa o efeito broncodilatador de Fenozan. Recomenda-se precaução especial no uso concomitante ou recente de inibidores da MAO. Fenozan pode diminuir o efeito hipoglicemiante de terapia antidiabtica. O uso com digitlicos e glicosódios e levodopa aumenta o risco de arritmias cardíacas.

Fórmula :

Cada ml (=20 gotas) da solução gotas contém: bromidrato de fenoterol 5,0 mg. Excipientes: cloreto de benzalcnio, ácido etilenodiaminotetracético e cloreto de sódio. Cada 10 ml do xarope pediátrico (1 copo-medida) contém: bromidrato de fenoterol 2,5 mg. Excipientes: sacarina sódica, ciclamato de sódio, corante vermelho ponceaux, essência de morango, propilparabeno, metilparabeno, ácido etilenodiaminotetracético, propilenoglicol e álcool etlico.

Contra indicação :

Hipertireoidismo, estenose artica subvalvular, sensibilidade a simpaticomimáticos, cardiomiopatia obstrutiva hipertrófica, taquiarritmias, hipersensibilidade ao bromidrato de fenoterol.

Modo de Usar :

Xarope pediátrico: crianças de 6 a 14 anos: 1 copo-medida (10 ml), 3 vezes ao dia. Crianças de 1 a 6 anos: 1/2 a 1 copo-medida (5 a 10 ml), 3 vezes ao dia. Crianças menores de 1 ano: 1/2 copo-medida (5 ml), 2 a 3 vezes ao dia. Fenozan xarope pode ser utilizado por pacientes diabéticos, sem restrições dietáticas. Gotas (1 ml = 20 gotas = 5,0 mg; 1 gota = 0,25 mg). Uso oral: adultos: 10 a 20 gotas, 3 vezes ao dia. Crianças de 6 a 14 anos: 10 gotas, 3 vezes ao dia. Crianças de 2 a 6 anos: 5 a 10 gotas, 3 vezes ao dia. Crianças até 2 anos: 3 a 7 gotas, 3 vezes ao dia. Para inalação: adultos e crianças acima de 7 anos (peso corporal igual ou superior a 25 kg): 8 a 10 gotas, diludas em 5 ml de soro fisiológico, 3 vezes ao dia, a critério médico. Crianças menores de 7 anos (peso corporal inferior a 25 kg): 1 gota para cada 3 kg de peso corporal, diludas em 2 a 5 ml de soro fisiológico, 3 vezes ao dia, a critério médico. O tempo de inalação de 5 minutos, se na crise o paciente não apresentar melhoria dentro de 30 minutos, a inalação poderá ser repetida. - Superdosagem: sintomas: poderão ocorrer rubor facial, tremores das mos, náusea, fadiga, taquicardia, palpitações, cefaleias, aumento da pressão arterial sistlica e queda da pressão arterial diastlica, opressão, excitação e, eventualmente, extra-sstoles. Tratamento: após o uso oral, lavagem gástrica. Administrar sedativos, tranqilizantes; em casos graves, medidas de tratamento intensivo. Como antídoto específico recomendam-se bloqueadores dos beta-receptores; se possível, bloqueadores dos beta 1-receptores; nos pacientes com asma brônquica, deve-se considerar uma possível potencialização da obstrução brônquica e estabelecer cuidadosamente a dose do antídoto.

Fabricante :

Zambon Laboratórios Farmacêuticos LTDA

Avenida Ibirapuera, 2332 - 12º andar - torre 1 - CEP 04028-002 Moema São Paulo - SP

Medicamentos do mesmo fabricante :

Cardioregis, Cobactin, Coenzima b12, Cortasm, Desacil, Dividol, Escandine, Fenozan, Fluibil, Fluimucil 20, Fluimucil 600, Fluimucil a 10, Fluimucil d, Glitisol 500, Glitisol g, Glitisol, Gratusminal, H sal, Iguassina, Iprabon, Mercaptina, Monuri, Panotil_nf, Panotil, Procamide, Revivan, Saltamol, Seki, Spidufen 400, Spidufen, Ursacol


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A auto-medicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.

Emagrecimento e Aumento de Massa Muscular