Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Fenistil - Cápsulas de Libertação Prolongada - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : Maleato de dimetindeno

Apresentação : 4mg

Cápsulas de libertação prolongada

Indicação :

- Tratamento sintomático de reações alérgicas cutâneas: urticária e prurido associado a eczemas e dermatites, se o seu médico lhe diagnosticou estas condições anteriormente.

- Tratamento sintomático da rinite alérgica perene ou sazonal, se o seu médico lhe diagnosticou esta condição anteriormente.

Em caso de agravamento ou persistância dos sintomas após 3 dias, consulte o seu médico.

2.é antes de tomar Fenistil cápsulas de libertação prolongada
Não tome Fenistil cápsulas de libertação prolongada

- se tem alergia (hipersensibilidade) à substância ativa ou a qualquer outro componente.

- crianças com idade inferior a 12 anos.

Tome especial cuidado com Fenistil cápsulas de libertação prolongada Embora nunca tenham sido relatadas complicações com o uso de Fenistil recomenda-se cuidado, como com qualquer Anti-histamínico, no caso de Administração a doentes com glaucoma, obstrução do colo da bexiga (por ex., hipertrofia prostática) e doença pulmonar obstrutiva crônica.

O Fenistil cápsulas não deve ser utilizado por crianças com menos de 12 anos de idade.

Ao tomar Fenistil cápsulas de libertação prolongada com outros medicamentos

Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica.

O efeito sedativo dos depressores do sistema nervoso central, como os tranquilizantes, hipnéticos ou álcool, pode ser reforçado. a administração simultânea de inibidores da monoaminoxidase (IMAO) pode reforar os efeitos anti-colinrgicos e depressores do SNC dos Anti-histamínicos; assim, o uso concomitante não é recomendado.

Os antidepressivos tricclicos e os anticolinrgicos podem ter um efeito anticolinrgico aditivo com Anti-histamínicos.

Ao tomar Fenistil cápsulas de libertação prolongada com alimentos e bebidas

Como muitos outros Anti-histamínicos, o Fenistil cápsulas de libertação prolongada pode aumentar os efeitos do álcool.

Gravidez e aleitamento

Consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento.

Se estiver grávida ou a amamentar, não utilize o Fenistil cápsulas de libertação prolongada a não ser por indicação médica.

Condução de veículos e utilização de máquinas

Na dose recomendada, o Fenistil cápsulas de libertação prolongada tomado à noite não diminui, habitualmente o alerta mental, ou afecta as capacidades de trabalho e concentração.

Contudo, pacientes que ocasionalmente experimentem fadiga ou diminuição do alerta devem ser cautelosos enquanto conduzem ou operam com máquinas.

Informaçães importantes sobre alguns componentes de Fenistil cápsulas de libertação prolongada

Fenistil cápsulas de libertação prolongada contém lactose. Se foi informado pelo seu médico que tem intolerância a alguns açúcares, contacte-o antes de tomar este medicamento.

Como tomar Fenistil cápsulas de libertação prolongada

Adultos e crianças com mais de 12 anos:

1 cápsula por dia à noite.

Tome a cápsula com um copo de água; não esmague ou mastigue antes de engolir. Em caso de trabalho por turnos, o medicamento deve ser tomado antes de deitar.

Se tomar mais Fenistil cápsulas de libertação prolongada do que deveria

Em caso de sobredosagem, contacte imediatamente o médico ou farmacêutico.

Caso se tenha esquecido de tomar Fenistil cápsulas de libertação prolongada

Se se esquecer de tomar uma dose, tome outra logo que possível, excepto se faltarem menos de 12 horas para a próxima dose prevista. Prossiga depois o tratamento, como habitual.

Não tome uma dose dobrada para compensar uma dose que se esqueceu de tomar.

Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu médico ou farmacêutico.

Efeitos secundários Fenstil cápsulas de libertação prolongada

Como os demais medicamentos, Fenistil cápsulas de libertação prolongada pode causar efeitos secundários, no entanto estes não se manifestam em todas as pessoas.

O Fenistil cápsulas de libertação prolongada , em geral, bem tolerado. No entanto, verificaram-se alguns casos de fadiga ou sonolência. Em casos raros, podem ocorrer distúrbios gastrointestinais, náuseas, nervosismo, cefaleias, secura da boca e tonturas.

Em casos muito isolados, foram referidos erupção cutânea, edema da face ou da garganta, espasmos musculares e dificuldade respiratéria. Se experimentar algum destes sintomas, interrompa o uso de Fenistil cápsulas e contacte imediatamente o seu médico.

Como conservar Fenistil cápsulas de libertação prolongada

Conservar a temperatura inferior a 25ºC

Proteger da luz e da humidade.

Conservar os blisters dentro da embalagem exterior.

Manter fora do alcance e da vista das crianças.

Não utilize Fenistil cápsulas de libertação prolongada após o prazo de validade impresso na embalagem. O prazo de validade corresponde ao últim dia do mês indicado.

Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao seu farmacêutico como eliminar os medicamentos de que já não necessita. Estas medidas irão ajudar a proteger o ambiente.

Outras informações

Qual a composição de Fenistil cápsulas de libertação prolongada A substância ativa é o, maleato de dimetindeno, 4 mg.

As cápsulas são de libertação prolongada, de forma a assegurar a atividade do medicamento, pelo menos durante 24 horas.

Os outros componentes são: lactose, celulose microcristalina, amido de batata pré-gelatinizado, ácido glutémico, emulsão de silicone, hidroxipropilmetilcelulose, dióxido de titânio, talco, Eudragit NE 30D, Aquacoat ECD 30. As cápsulas são compostas por: gelatina, dióxido de titânio, xido amarelo de ferro e xido vermelho de ferro.

Qual o aspecto de Fenistil cápsulas de libertação prolongada e conteúdo da embalagem

Embalagem de 10 e 20 unidades.

Fabricante :Novartis Consumer Health-Produtos farmacêuticos e Nutrição, Lda Av. Jos Malhoa n 16 B 1-1. 2 1099-092 Lisboa Portugal

Tel: 21 781 10 00 Fabricante

Famar Itlia, S.p.A. (Fab. Baranzate di Bollate)

Via Zambeletti, 25

20021 Baranzate di Bollate Milano

Itlia


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A auto-medicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.


Jesus a Chave Hermenêutica, Curso exclussivo com o Pastor Caio Fábio