Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Femsete - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : estradiol hemi-hidratado

Apresentação : 50 microgramas/24 horas, sistema transdrmico

Indicação :

O que existe nos sistemas FemSete?
A substância ativa é o estradiol hemi-hidratado, sendo que cada sistema contém 1,5 mgde estradiol hemi-hidratado, libertando 50 microgramas de estradiol em 24 h.
O estradiol pertence a uma classe de hormonas chamadas estrognios.
Os sistemas transdrmicos de FemSete são compostos por adesivos octagonais,transparentes e flexveis, com as extremidades arredondadas. Cada sistema transdrmico
revestido por adesivo e colocado sobre uma cobertura camada protectora de maioresdimenses e removvel.
O adesivo É constituído por uma mistura de polómeros e resina modificada contendo asubstância ativa.
Os outros ingredientes são uma folha de tereftalato de polietileno transparente, ocopolómero de estireno-isopreno e steres de glicerina de resinas totalmentehidrogenadas.
Cada embalagem contém 4 ou 12 sistemas, o que permite um ou 3 meses de tratamento,respectivamente.
FemSete fabricado por Laboratoire Tháramex, 6, Avenue Albert II, Zone F Bloc B ?
7me tage, Monaco

Para que servem os sistemas FemSete?
Os sistemas FemSete são utilizados para ajudar no alívio dos sintomas desagradveis damenopausa.
Se estiver com um risco elevado de fracturas devido ao adelgaamento dos ossos
(osteoporose), mas não puder fazer outros tratamentos ou estes sejam ineficazes, FemSetepode também ser utilizado para prevenir a osteoporose. O seu médico deve discutirconsigo todas as opções disponíveis.

Os sistemas transdrmicos FemSete são adequados para as mulheres que tenham sidosubmetidas a uma histerectomia (cirurgia para retirar o étero). Se não for este o seu caso,o seu médico irá prescrever-lhe uma outra hormona suplementar (chamadaprogestagénio) para utilizar em associação com o FemSete.

O progestagénio ajuda protecção do endométrio (camada de revestimento do étero). Sefoi submetida a uma histerectomia devido a uma endometriose, o seu médico poderátambm prescrever-lhe um progestagénio, uma vez que este irá ajudar protecção dequalquer parte do endométrio que tenha ficado. .

Como funcionam os sistemas de FemSete?
O FemSete é um tipo de terapêutica Hormonal de Substituição (THS) e é utilizado paraaliviar os sintomas da menopausa ou ?mudança de idade?. Nesta altura estáo a diminuiros níveis de estrognio no seu corpo, o que pode provocar sintomas perturbadores taiscomo transpiração, afrontamentos e secura vaginal. Os sistemas de FemSete fornecemlentamente, através da pele, os estrognios de que o seu organismo necessita. O estradiolcontido no sistema idntico hormona produzida pelos seus oVários antes damenopausa. Deve comear a notar um alívio dos sintomas no decorrer das primeirassemanas de tratamento.

2. ANTES DE UTILIZAR FEMSETE

Não utilize FemSete:
Se lhe foi diagnosticado cancro da mama ou se se suspeita de cancro da mama, ou se oteve no passado;
Se lhe foi diagnosticado, ou se se suspeita que tenha um cancro estrognio-dependente,tal como o cancro do endométrio (camada de revestimento do étero);
Se já não for menstruada, mas tiver alguma hemorragia ocasional;
Se tiver hiperplasia do endométrio (aumento da espessura do revestimento do étero);
Se tiver sofrido uma trombose arterial (cogulo sanguíneo numa artria) que tenhaoriginado ataque cardíaco, doença cardíaca ou acidente vascular cerebral
Se tiver sofrido uma trombose venosa (cogulo sanguíneo numa veia), tal como trombosevenosa profunda nas pernas ou nos pulmães;
Se tem porfria (uma perturbação metabólica);
Se tem alergia (hipersensibilidade) ao estradiol ou a qualquer outro componente de
FemSete;

Tome especial cuidado com FemSete:
Se tiver tido hiperplasia endometrial (espessamento das paredes do étero);
Se tiver tido perãodos menstruais inesperados ou anormalmente intensos;
Se tiver doenças de fgado;
Se está grávida ou em perãodo de aleitamento;

O seu médico pode necessitar de observ-la mais frequentemente:

Se tem história familiar de cancro da mama (ver secção sobre cancro da mama sob otátulo ?Efeitos secundários Possveis?);
Se tiver sofrido uma trombose (cogulo sanguíneo) no passado, ou se tem uma históriafamiliar com antecedentes de trombose (ver secção sobre cogulos sanguíneos sob otátulo ?Efeitos secundários Possveis?);
Se tem uma doença cutânea chamada lpus (lpus eritmatoso sistémico ou LES);
Se tiver tido fibroses uterinas ou endometriose (perturbações do revestimento do étero);
Se tiver pressão arterial elevada;
Se tiver diabetes;
Se tiver asma;
Se tiver epilepsia;
Se tiver perturbações na vescula biliar ou célculos biliares;
Se sofre de perda repentina de audição (otosclerose);
Se sofre de enxaquecas ou cefaleias graves;
Se tem problemas cardíacos ou renais;
Se a informaram que tem uma concentração elevada de triglicridos (gordura) no sangue,ou se tem uma história clínica familiar desta perturbação;
Relembre o seu médico que se encontra a realizar THS se necessitar de efetuarquaisquer análises clínicas.

Interrompa a utilização de FemSete e contacte imediatamente o seu médico:
Se desenvolver um inchao doloroso numa perna, dor de peito repentina, ou dificuldadeem respirar, uma vez que estes podem ser sintomas de trombose (cogulo sanguíneo);
Ficar grávida;
Desenvolver icterícia (amarelecimento da pele e do branco dos olhos);
Comear a ter enxaquecas;
Comear a ter qualquer uma das condições apresentadas no item ?Não utilize FemSete?.

Ao utilizar FemSete com outros medicamentos
Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentementeoutros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica.
Especialmente:
Anticonvulsivantes (usados para prevenir consulses) tais como carbamazepina, fenitonaou fenobarbital;
Anti-infecciosos tais como rifampicina e rifabutina, nevirapina, efavirenz, ritonavir, ounilfenavir;
Hiperico (uma erva medicinal);

Tal como tem benefícios, a THS tem alguns riscos que tem de ter em conta quando está adecidir se deve utilizá-la ou continuar a sua utilização.

Exames médicos completos
Antes de iniciar THS, o seu médico deve question-la acerca da sua história clínica, bemcomo da da sua família .

O seu médico pode decidir examinar o seu peito e/ou o seu abdômen e pode fazer umexame interno ? mas somente se estes exames forem necessários para si, ou se estiverespecialmente preocupada com alguma situação.
Uma vez iniciada a THS, deve consultar o seu médico para exames médicos completos
(pelo menos uma vez por ano). Nestes exames médicos, o seu médico poderá discutirconsigo os benefícios e riscos de continuar a fazer THS.
Certifique-se de que:
Faz rastreios mamrios e esfregaos cervico-vaginais
Faz regularmente auto-exame da mama, tendo em conta quaisquer modificações taiscomo depresses na pele, alterações no mamilo, ou quaisquer salincias que veja ou sinta
Efeitos no seu coração ou circulação
Doena cardíaca
A THS não recomendada a mulheres com problemas cardíacos, ou que tenham tidoproblemas cardíacos recentemente. Se alguma vez teve problemas de coração, fale com oseu médico para saber se deveria estar a fazer THS. A THS não vai ajudar a prevenirproblemas cardíacos.
Estudos realizados com um tipo de THS (contendo estrognio conjugado e progestagénio
MPA) mostraram que as mulheres podem ter uma ligeira maior probabilidade de terproblemas cardíacos durante o primeiro ano de tratamento. Para outros tipos de THS, orisco , provavelmente, semelhante, embora esta informação não seja ainda definitiva.
Se tiver:
Dor no peito que se espalha para o brao ou pescoo ? consulte um médico assim quepossível e não continue a THS até o seu médico a informar de que o pode fazer. Esta dorpode ser um sinal de problemas cardíacos.
Acidente Vascular Cerebral
Pesquisas recentes sugerem que a THS aumenta ligeiramente o risco de ter um acidentevascular cerebral (AVC). Outras situações que podem aumentar o risco de um AVCincluem:
Envelhecer
Pressão arterial elevada
Fumar
Beber muito álcool
Batimentos cardíacos irregulares
Se estiver preocupada acerca de alguma destas situações ou se teve um AVC no passadofale com o seu médico para saber se deve fazer THS.
Em mulheres entre os 50 e os 60 anos que não estáo a fazer THS, em média, num perãodode 5 anos, 3 em cada 1000 deverão ter um AVC. Em mulheres entre os 50 e os 60 anosque estáo a fazer THS, o valor seria de 4 em cada 1000.
Em mulheres entre os 60 e os 70 anos que não estáo a fazer THS, em média, num perãodode 5 anos, 11 em cada 1000 deverão ter um AVC. Em mulheres entre os 60 e os 70 anosque estáo a fazer THS, o valor seria de 15 em cada 1000.
Se tiver:
Dores de cabeça fortes (tipo enxaqueca), com ou sem perturbações da visão ? consulteum médico assim que possível e não continue a THS até o seu médico a informar de queo pode fazer. Esta dor pode ser um sinal antecipado de AVC.
Cogulos sanguíneos

A THS pode aumentar o risco de cogulos sanguíneos nas veias (tambm denominadospor trombose venosa profunda ou TVP), especialmente durante o primeiro ano detratamento.
Estes cogulos sanguíneos nem sempre são graves, mas se um deles se deslocar até aospulmães, pode causar dores no peito, falta de ar, colapso ou até a morte. Esta situaçãodenomina-se embolia pulmonar ou EP. TVP e PE são exemplos de uma situaçãoconhecida por tromboembolia venosa ou TEV.
Tem maior probabilidade de ter um cogulo sanguíneo se:
Estiver seriamente com excesso de peso
já teve um cogulo sanguíneo antes
Algum dos seus parentes próximos já teve cogulos sanguíneos
já teve um ou mais abortos espontneos
Tem algum problema de coagulação do sangue que necessite de tratamento com ummedicamento tal como a varfarina
Estiver sem se apoiar nas pernas durante um largo perãodo de tempo devido a grandecirurgia, ferimento ou doença
Tiver uma doença rara denominada LES
Se alguma destas situações se aplicam a si, fale com o seu médico para ver se deve fazer
THS.
Em mulheres entre os 50 e os 60 anos que não estáo a fazer THS, em média, num perãodode 5 anos, 3 em cada 1000 deverão ter um cogulo sanguíneo. Em mulheres entre os 50 eos 60 anos que estáo a fazer THS, o valor seria de 7 em cada 1000.
Em mulheres entre os 60 e os 70 anos que não estáo a fazer THS, em média, num perãodode 5 anos, 8 em cada 1000 deverão ter um cogulo sanguíneo. Em mulheres entre os 60 eos 70 anos que estáo a fazer THS, o valor seria de 17 em cada 1000.
Se tiver:
Inchao doloroso na perna
Dor no peito repentina
Dificuldade em respirar
Consulte um médico assim que possível e não continue a THS até o seu médico ainformar de que o pode fazer. Estes podem ser sinais de um cogulo sanguíneo.
Certifique-se de que o médico tem conhecimento destes factos, se for submetida a umacirurgia. Pode necessitar de interromper a THS cerca de 4-6 semanas antes da operação,para reduzir os riscos de um cogulo sanguíneo. O seu médico irá inform-la quandopoderá voltar a fazer a THS.

Efeitos sobre o risco de desenvolver cancro
Cancro da mama
Mulheres que tém, ou tiveram, cancro da mama não devem fazer THS. Fazer THSaumenta ligeiramente o risco de cancro da mama; tal como ter uma menopausa tardia. Orisco para uma mulher Pós-menopausica a fazer THS apenas com estrognio, durante 5anos é aproximadamente o mesmo que para uma mulher da mesma idade que continue ater os perãodos menstruais nessa altura e não esteja a fazer THS. O risco para uma mulherque esteja a fazer THS com estrognio e progestagénio mais elevado do que se fizesse
THS apenas com estrognio (mas THS com estrognio e progestagénio benfica para oendométrio, ver ?Cancro do Endométrio?, abaixo).

Para todos os tipos de THS, o risco extra de cancro da mama aumenta medida que continuada a terapia, mas volta ao normal dentro de 5 anos após a paragem da THS. Orisco de cancro da mama está também aumentado se:
Tiver uma parente próxima (me, irmé ou av) que tenha tido cancro da mama
Estiver seriamente com excesso de peso
Em mulheres com 50 anos que não estáo a fazer THS, em média, 32 em cada 1000 serãodiagnosticadas com cancro da mama quando chegarem aos 65 anos.
Em mulheres que iniciam THS apenas com estrognio aos 50 anos e a continuam durante
5 anos, o valor ser entre 33 e 34 em cada 1000 (isto , 1-2 casos adicionais). Se fizerem
THS apenas com estrognio durante 10 anos, o valor ser de 37 em cada 1000 (isto , 5casos adicionais). Em mulheres que iniciam THS com estrognio e progestagénio aos 50anos e continuam a terapia durante 5 anos, o valor ser de 38 em cada 1000 (isto , 6casos adicionais). Se fizerem THS com estrognio e progestagénio durante 10 anos, ovalor ser de 51 em cada 1000 (isto , 19 casos adicionais).
Se notar quaisquer mudanças no seu peito, tais como:
Depresses na pele
Alterações no mamilo
Quaisquer salincias que veja ou sinta
Consulte um médico assim que possível.
Cancro do endométrio (cancro do revestimento do étero)
Fazer THS apenas com estrognio durante um largo perãodo de tempo pode aumentar orisco de cancro do revestimento do étero (o endométrio). Utilizar um progestagénio bemcomo um estrognio ajuda a diminuir o risco adicional.
Se ainda tiver o seu étero, o seu médico pode prescrever um progestagénio, bem comoum estrognio. Caso assim seja, estes podem ser prescritos separadamente ou sob a formade um produto de THS contendo uma associação.
Se o seu étero tiver sido removido (histerectomia), o seu médico irá discutir consigo sepoderá utilizar um estrognio sem um progestagénio. Se o seu étero foi removido devidoa endometriose, qualquer endométrio que tenha restado no seu corpo poderá estar emrisco. Deste modo, o seu médico poderá prescrever THS que inclua um progestagénio eum estrognio.
Este produto, FemSete, contém apenas estrognio.
Em mulheres que ainda tém o étero e não fazem THS, em média, 5 em cada 1000 serãodiagnosticadas com cancro do endométrio entre as idades de 50 e 65 anos. Em mulheresque fazem THS apenas com estrognio, o nmero ser 2 a 12 vezes maior, dependendoda dose e durante quanto faz a terapia. A adição de um progestagénio THS apenas comestrognio reduz substancialmente o risco de cancro do endométrio.
Se tiver hemorragia de disrupção ou microrragia (hemorragia mínima) não ,normalmente, razo para preocupações, especialmente durante os primeiros meses de
THS. Contudo, se a hemorragia ou microrragia:
Continuar para Além de alguns meses
Comear após ter iniciado a THS há algum tempo
Continuar após ter interrompido a THS
Consulte o seu médico. Estes podem ser sinais de espessamento do seu endométrio.
Cancro do ovrio

O cancro do ovrio muito raro, mas grave. Pode ser difcil de diagnosticar porque,muitas vezes, não há sinais bvios da doença. Alguns estudos indicaram que utilizar THSapenas com estrognio durante mais de 5 anos pode aumentar o risco de cancro doovrio. Ainda não se conhece se outros tipos de THS aumentam o risco do mesmo modo.
Gravidez e aleitamento
Consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento.

3. COMO UTILIZAR FEMSETE

Utilizar o FemSete sempre de acordo com as Indicaçõesdo médico. Fale com o seumédico ou farmacêutico se tiver dúvidas.
Crianças: Não é indicado o uso de FemSete em crianças.
Mulheres adultas e idosas : O seu médico irá, provavelmente, receitar-lhe a dose maisbaixa para aliviar os seus sintomas e irá dizer-lhe quando deve comear a utilizar ossistemas transdrmicos. Normalmente, poderá iniciar o tratamento em qualquer dia quelhe seja conveniente, excepto se ainda tiver o seu étero e está a mudar de outro produtode THS para FemSete. Nesse caso, deve iniciar o tratamentocom FemSete imediatamente após a sua hemorragia deprivação. Cada sistema é utilizado durante 7 dias esubstituído por um novo no dia seguinte, de modo a queesteja sempre a usar um sistema transdrmico. Normalmente,utilizaré um sistema de cada vez.
Colocar um sistema:
Depois de retirar o sistema da respectiva sache comoindicado nas figuras 1 e 2, descole metade da películaprotectora pelo corte em forma de ?S? e cole o adesivo napele, como indicado nas figuras 3 e 4. Evite tocar com osdedos no lado adesivo, uma vez que isso poderá fazer comque o adesivo não adira to bem pele. Descole a outrametade da película e com a palma da mo, pressione osistema pele durante cerca de 30 segundos conforme
indicado nas figuras 5 e 6. O calor do corpo ajuda a umamelhor colagem do sistema.
Escolha um local onde a pele tenha menos rugas e onde não seja descolado pelo contactocom a roupa, por exemplo nas nádegas, ancas, ou abdômen (evite a cintura). Não apliqueo sistema na mama, ou na sua proximidade. Não coloque um sistema novo na mesma
rea da pele do que acabou de remover.
Certifique-se que a zona da pele usada está limpa, seca e sem lesões ou irritação. Se osistema foi bem aplicado, pouco provável que este se descole quando tomar banho,duche ou nadar. Não Deverá expor o sistema luz solar.
O que fazer no caso de o sistema se descolar antes de completar 7 dias :
Se um sistema se descolar parcialmente antes de terminados os 7 dias de utilização, deveretirá-lo completamente e aplicar um novo sistema. A aplicação desse novo sistemaDeverá ser feita quando seria normalmente feita a substituição.

Para remover o sistema de FemSete, basta descolar de uma das extremidades e puxar.
Dobre o adesivo ao meio (adesivo contra adesivo) e deite fora.
Caso se tenha esquecido de substituir o sistema:
Substitua o sistema logo que possa e retome o seu calendrio original.
Se ainda tiver tiver o seu étero, a hemorragia de privação mais provável se se esquecerde substituir o seu sistema a tempo.

Se tiver aplicado demasiados sistemas:
A sobredosagem pouco provável, sendo a remoção dos sistemas a única açãonecessária.

4. Efeitos secundários POSSVEIS

Como todos os medicamentos, FemSete pode causar efeitos secundários, no entanto estesnão se manifestam em todas as pessoas.
Se algum dos efeitos se agravar ou detectar quaisquer efeitos secundários não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.
O efeito secundário mais comum com a utilização de FemSete, são as erupções cutâneas
(com ou sem comicháo) no local de aplicação . Foram também relatadas zonas dedescoloração da pele. Estes efeitos secundários normalmente desaparecem 2 a 3 dias apósa remoção do sistema.
Outros efeitos secundários comuns são: dores de cabeça e sensação de desconforto namama (por exemplo, dor, aumento da sensibilidade, inchao).
Efeitos secundários menos comuns, que já ocorreram com tratamento com estrognios,incluem: alterações do cabelo, transpiração aumentada, dor das articulações, cãibras naspernas, tonturas, formigueiro nos dedos das mos e dos Pós, dores de cabeça fortes
(enxaquecas), ansiedade, aumento do apetite, depressão, dificuldade em adormecer,nervosismo, naseas, indigestáo, vômitos, dores abdominais, alterações na pressãoarterial, dor de peito, perturbações das veias, corrimento vaginal, hemorragia de privação,cancro da mama (ver ?Antes de utilizar FemSete?), inchao, alterações de peso esensação de cansaço.
Um efeito secundário raro é o agravamento de fibroses uterinas (crescimentos benignosdo étero).
Os efeitos secundários que já foram referidos utilizando o tratamento de associação deestrognios e progestagénios são: cancro do étero, tromboembolia venosa (cogulosanguíneo numa veia), ataque cardíaco, AVC (ver ?Antes de utilizar FemSete?),perturbações da vescula, cloasma (zonas de escurecimento na face), eritema polimorfo
(tipo grave de erupção cutânea), eritema nodoso (erupção cutânea avermelhada firme,geralmente na parte inferior da perna) ou púrpura vascular (ndoas negras) oudeterioração da função hepática.
Demncia: A THS não previne a perda de memria. Num estudo com mulheres queiniciaram a utilização THS combinada após os 65 anos de idade, observou-se umpequeno aumento do risco de demncia. Se sentir alguns sintomas pouco usuais, tal comodores inexplicveis no peito, no abdômen ou pernas, deve consultar o seu médicoimediatamente, uma vez que poderá ser um sintoma de trombose (cogulo sanguíneo).

Não se alarme com esta lista de possveis efeitos secundários. A maioria das mulheresmedicadas com FemSete não tem qualquer problema.

5. CONSERVAção DE FEMSETE

Manter fora da vista e do alcance e das crianças

Não conservar acima de 30 C.
Conserve os sistemas dentro das saches até é altura da sua utilização.
Não utilize FemSete após o prazo de validade impresso na sache, após VAL. O prazode validade corresponde ao últim dia do mês indicado.
Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico.
Pergunte ao seu farmacêutico como eliminar os medicamentos de que já não necessita.
Estas medidas irão ajudar a proteger o ambiente.

Fabricante :

Titular de Autorização de Introdução no Mercado:

Laboratoire Tháramex
6, Avenue Albert II
Zone F Bloc B ? 8eme etage
98000 Monaco
MC Monaco

Fabricante :

Laboratoire Tháramex
6, Avenue Albert II
Zone F Bloc B
98000 Monaco
MC Monaco.

Distribuidor/Representante:
OM PHARMA S.A.
R.da Indústria, 2 ? Quinta Grande
2610-088 Amadora ? Lisboa ? Portugal


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A auto-medicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.

Emagrecimento e Aumento de Massa Muscular