Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Famotidina - para que serve

Bula do medicamento antagonistas dos receptores H2, usado para tratar a úlcera no estômago ou na parte inicial do intestino.

Princípio ativo : Famotidina

Classe terapêutica : Antiácidos e anti-ulcerosos, modificadores da secreção gástrica e antagonistas dos receptores H2.

Apresentação :

20 mg Comprimidos
40 mg Comprimidos

Indicação :

A famotidina é um antagonista dos receptores H2 altamente eficaz e de ação duradoura.

A Famotidina Generis tem um incio de ação rápido e apresenta um elevado grau de especificidade para aqueles receptores da histamina. .

Indicações terapêuticas

A Famotidina Generis está indicada nas seguintes situações:

- Úlcera duodenal;
- Úlcera gástrica benigna;
- Situações de hipersecreção gástrica, tais como o síndrome de Zollinger-Ellison;
- Prevenção das recidivas de úlcera duodenal;
- Prevenção das recidivas de úlcera gástrica benigna;
- Alívio sintomático da esofagite de refluxo;
- Cicatrização das erosões ou ulcerações do esófago associadas à esofagite de refluxo;
- Prevenção das recidivas dos sintomas e erosões ou ulcerações associadas esofagite de refluxo.

Antes de Tomar

Não tome Famotidina Generis

- Se tem alergia (hipersensibilidade) famotidina ou a qualquer outro componente de Famotidina Generis.

Tome especial cuidado com Famotidina Generis

Deverá prevenir o seu médico nas seguintes situações:

Neoplasia gástrica

Deverá ser excluída a existência de neoplasia gástrica antes de iniciar o tratamento da úlcera gástrica com Famotidina Generis.

A resposta sintomática ao tratamento da úlcera gástrica com Famotidina Generis não exclui a presença de neoplasia gástrica.

Insuficiência renal

Uma vez que a famotidina excretada principalmente pelo rim deverá ser usada com precaução em doentes com insuficiência renal

Crianças

Não foram ainda estabelecidas a segurança e eficácia de famotidina em crianças.

Idosos

Não há necessidade de ajustamentos da posologia com base apenas na idade.

Tomar Famotidina Generis com outros medicamentos

Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica.

Não foram identificadas quaisquer interações de importância clínica.

A Famotidina Generis não interage com o sistema enzimática biotransformador de fármacos dependente do citocromo P-450.

Tomar Famotidina Generis com alimentos e bebidas

Os comprimidos de Famotidina Generis destinam-se a ser administrados por via oral.

Estudos com famotidina não demonstraram qualquer aumento dos níveis de álcool no sangue esperados após ingestão de álcool..

Gravidez e aleitamento

Consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento.

Gravidez

Não recomendada a utilização de Famotidina Generis durante a gravidez e só deverá ser prescrito se for claramente necessário.

Antes de decidir a utilização de Famotidina

Generis durante a gravidez, o médico Deverá pesar os benefícios possíveis contra os riscos potenciais envolvidos.

Aleitamento:

Famotidina Generis detectável no leite humano.

As mães que amamentam deverão suspender este medicamento ou deixar de amamentar.

Condução de veículos e utilização de máquinas

Famotidina Generis não afeta a capacidade de conduzir veículos e de utilizar máquinas.

Informações importantes sobre alguns componentes de Famotidina Generis

Este medicamento contém lactose.

Se foi informado pelo seu médico que tem intolerância a alguns açúcares, contate-o antes de tomar este medicamento.

Modo de Usar:

Tomar Famotidina Generis sempre de acordo com as Indicações do seu médico.

Fale com o seu médico ou farmacêutico se tiver dúvidas.

Posologia e modo de Administração

Úlcera duodenal

Terapêutica inicial

A dose recomendada de Famotidina Generis de um comprimido de 40 mg por dia, tomado à noite.

O tratamento Deverá ser mantido durante 4 a 8 semanas mas a sua duração pode ser encurtada se a endoscopia revelar cicatrização completa da úlcera.

Na maioria dos casos de úlcera duodenal, a cicatrização ocorre dentro das primeiras 4semanas deste esquema.

Nos doentes em que as úlceras não tenham cicatrizado completamente após 4 semanas, o tratamento deverá ser continuado por mais 4 semanas.

Terapêutica de manutenção

Para a prevenção de recidivas da ulceração duodenal, recomendado que o tratamento seja continuado com Famotidina Generis, na dose diária de um comprimido de 20 mg à noite.

Úlcera gástrica benigna

Terapêutica inicial

A dose recomendada é de um comprimido diário de 40 mg tomado à noite.

O tratamento Deverá ser mantido por 4-8 semanas mas a sua duração pode ser encurtada se a endoscopia revelar cicatrização da úlcera.

Terapêutica de manutenção

A dose recomendada para a prevenção da recorrência de úlcera gástrica benigna de um comprimido de 20 mg, tomado à noite, e que pode ser administrado por um período até humano.

Síndrome de Zollinger-Ellinson

Doentes sem prévia terapêutica anti-secretária deverão iniciar Famotidina Generis na dose de 20 mg de 6 em 6 horas.

A posologia deverá ser reajustada e individualizada de acordo com as necessidades do doente e mantida pelo tempo clinicamente indicado têm sido utilizadas doses diárias até 800 mg por períodos até um ano, sem desencadear efeitos adversos significativos ou taquifilaxia. Doentes que tenham estado a tomar outro antagonista H2 podem ser imediatamente transferidos para Famotidina

Generis numa dose inicial mais elevada que a recomendada para novos casos; esta dose inicial depender da severidade da situação e da última dose requerida para o antagonista H2 previamente utilizado.

Esofagite de Refluxo

Terapêutica inicial

A posologia recomendada para alívio sintomático da esofagite de refluxo de 20 mg defamotidina duas vezes por dia.

No tratamento da erosão ou ulceração do esófago associadas à esofagite de refluxo, a posologia recomendada é de 40 mg de famotidina duas vezes por dia.

Terapêutica de Manutenção

A posologia recomendada para a prevenção da recorrência dos sintomas e erosões ou ulcerações associadas à esofagite de refluxo de 20 mg de famotidina duas vezes por dia.

Ajustamentos de posologia em doentes com insuficiência renal grave

Em doentes com insuficiência renal grave (depuração da creatinina inferior a 10ml/min), a posologia da Famotidina Generis deverá ser reduzida para 20 mg tomados à noite.

Duração do tratamento

O seu médico indicar-lhe-á a duração do seu tratamento com Famotidina Generis.

Não suspenda o tratamento antes, uma vez que o tratamento poderá não ser eficaz.

Dependo da sua resposta ao tratamento, o seu médico poderá ajustar a sua dose.

Fale com o seu médico ou farmacêutico se tiver a impressão de que Famotidina

Generis é demasiado forte ou demasiado fraca.

Se tomar mais Famotidina Generis do que deveria se tomar acidentalmente demasiados comprimidos de Famotidina Generis, ou se outra pessoa ou criança tomar o seu medicamento, fale com o seu médico ou farmacêutico.

Até ao momento não existe experiência de sobredosagem.

Doentes com síndrome de ZoIlinger-EIlison toleraram doses até 800 mg por dia, durante mais de um ano, sem desenvolvimento de efeitos colaterais significativos.

Dever-se-á empregar os métodos usuais de remoção do produto não absorvido do trato gastrointestinal, proceder-se a vigilância clínica e a tratamento de suporte.

Caso se tenha esquecido de tomar Famotidina Generis

Tente tomar diariamente este medicamento conforme indicado pelo seu médico, no entanto, se se esqueceu de tomar uma dose, deverá tomá-la assim que se lembrar.

Não tome uma toma a dobrar para compensar a dose que se esqueceu de tomar.

Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu médico ou farmacêutico.

Efeitos secundários possíveis:

Como os demais medicamentos, Famotidina Generis pode causar efeitos secundários,no entanto estes não se manifestam em todas as pessoas.

Foi demonstrado que a Famotidina Generis geralmente bem tolerada.

Foram referidas raramente cefaleias (dor de cabeça), tonturas, obstipação e diarreia.

Foram relatados ainda menos frequentemente outros efeitos colaterais, como sejam:secura da boca, náusea e/ou vômito, desconforto abdominal ou distensão, anorexia,fadiga, exantema (manifestação cutânea característica de uma doença infecciosa ou contagiosa), prurido (comichão) e urticária (erupção cutânea), anomalias nas enzimas hepáticas, icterícia celostática, anafilase (reação alérgica), angioedema, artralgia (dornas articulações), cãibras musculares, perturbações psíquicas reversíveis, incluindo depressão, ansiedade, agitação, confusão e alucinações.

Foi relatada, embora raramente, necrose epidérmica tóxica com os antagonistas dos receptores H2.

Modo de Conservar:

Manter fora do alcance e da vista das crianças.

Não necessita de precauções especiais de conservação.

Não utilize Famotidina Generis após expirar o prazo de validade indicado na caixa.

Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico.

Pergunte ao seu farmacêutico como eliminar os medicamentos de que já não necessita.

Estas medidas irão ajudar a proteger o ambiente

Outras informações

Qual a composição de Famotidina Generis

A substância ativa deste medicamento é a famotidina. Cada comprimido contém 20 mgou 40 mg de famotidina.

Os restantes componentes são: lactose mono-hidratada, celulose microcristalina,estearato de magnésio e amido glicolato de sódio.

A dosagem de 20 mg contém ainda o corante Buff PB 24826 e a dosagem de 40 mg contém ainda o corante Tan PB 27219.

Qual o aspecto de Famotidina Generis e conteúdo da embalagem

Famotidina Generis apresenta-se na forma farmacêutica de comprimidos, estando disponível em embalagens de 14, 20, 28, 56 e 60.
Algumas destas Apresentações podem não estar comercializadas.

Fabricante :

Generis farmacêutica, S.A.
Office Park da Beloura, Edifício 4
2710 - 444 Sintra
Portugal

FARMA-APS, Produtos farmacêuticos S.A.
Rua João de Deus, 19, Venda Nova
2700-487 Amadora
Portugal

Medicamento sujeito a receita médica.

Bibliografia :

_ Revista Brasileira de medicina, Volume 52, Edições 2-7 - 1995.

LANCE, LEONARD L., MORTON P GOLDMAN, CHARLES F. LACY, LORA L. ARMSTRONG., Medicamentos Lexi-comp Manole - Editora Manole Ltda, 2009.

Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A automedicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.