Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Famoset - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : Famotidina.

Apresentação :

Famoset 20 mg: caixa com 30 comprimidos revestidos.
Famoset 40 mg: caixa com 30 comprimidos revestidos.

Indicação :

úlcera duodenal;
úlcera gástrica benigna;
Condições de hipersecreção, tais como síndrome de Zollinger-Ellison;
Prevenção de recidivas de ulceração duodenal.

Efeito Colateral :

FAMOSET geralmente bem tolerado. Raramente foram relatadas diarreia, cefaleia,
tonturas e constipação. Outras reações adversas, ainda menos frequentemente relatadas incluram boca seca, náuseas e/ou vômitos, exantema, desconforto ou distensão abdominal, anorexia e fadiga.

Precauções :

Neoplasia gástrica
A malignidade gástrica deve ser excluída antes do incio da terapia de úlcera gástrica com FAMOSET. Resposta sintomática terapia com FAMOSET para úlcera gástrica não exclui a presença de malignidade gástrica.
Disfunção renal ou hepática
Como a famotidina parcialmente metabolizada no fgado e excretada primariamente
pelos rins, deve-se ter cautela na administração da famotidina a pacientes com disfunção hepática ou renal.
A redução da posologia deve ser considerada se a depuração de creatinina for menor que 10ml/min.
Uso geritrico
Não foi observado qualquer aumento na Incidência ou mudança do tipo de efeito colateral em pacientes idosos. Não é necessário alterar a posologia com base apenas na idade.
Uso na gravidez e lactação
Não se recomenda o uso de FAMOSET durante a gravidez, devendo apenas ser prescrito a critério médico e quando os benefícios superarem os riscos potenciais envolvidos.
Não se sabe ainda se a famotidina excretada no leite materno; portanto, as lactantes deverão suspender a amamentação ou o tratamento.
Uso pediátrico
A segurança e eficácia em crianças ainda não foram estabelecidas.

Fórmula :

Cada comprimido revestido contém:
Famotidina .................... 20 mg .................... 40 mg
Excipientes: celulose microcristalina, lactose, amido de milho, polivinilpirrolidona, goma arbica, copolividona, croscarmelose sódica, dióxido de silício coloidal, estearato de magnésio, polómero do ácido metacrílico, polietilenoglicol, corante, dióxido de titânio, talco, q.s.p. .................... 1 comprimido revestido

Contra indicação :

Não há Contra Indicações conhecidas ao uso de famotidina. Entretanto, como com todos os medicamentos, a possibilidade de hipersensibilidade famotidina ou aos demais componentes do produto não pode ser excluída. Se houver evidências de hipersensibilidade, o medicamento deve ser descontinuado.

Interação Medicamentosa :

A famotidina não interage com o sistema enzimático de metabolismo de drogas ligado ao citocromo P450; portanto, se espera que drogas como warfarina, propranolol, teofilina e diazepam, que são metabolizadas através desse sistema, não interajam com a famotidina.

Modo de Usar :

Administração ORAL
úlcerA DUODENAL
Terapia inicial
A dose recomendada de FAMOSET é de 1 comprimido de 40 mg/dia, ao deitar.
A duração do tratamento de 4 a 8 semanas, podendo ser abreviada se a endoscopia revelar que a úlcera foi curada.
Na maioria dos casos de úlcera duodenal, a cura ocorre dentro de 4 semanas, com este regime posológico. Nos casos em que a cura completa não se verifica após 4 semanas, o tratamento deve ser continuado por um perãodo adicional de 4 semanas.
Terapia de manutenção
Para a prevenção da recorrência da ulceração duodenal, recomenda-se que a terapia com o FAMOSET seja mantida com um comprimido de 20 mg/dia, ao deitar.
úlcerA gástricA BENIGNA
A dose recomendada de FAMOSET de um comprimido de 40 mg/dia, ao deitar. A
duração do tratamento de 4 a 8 semanas, podendo ser abreviada se a endoscopia revelar que a úlcera foi curada.
síndrome DE ZOLLINGER-ELLISON
Pacientes sem terapia anti-secretária anterior devem ser tratados, inicialmente, com uma dose de 20 mg a cada 6 horas. A posologia deve ser ajustada s necessidades individuais do paciente e deve ser mantida, enquanto houver indicação clínica. Doses de até 800 mg/dia tém sido usadas, por até um ano, sem o desenvolvimento de efeitos adversos significativos ou
taquifilaxia. Os pacientes que estavam recebendo outro antagonista H2 podem passar
diretamente para o uso de FAMOSETÉ com uma dose inicial mais alta do que aquela
recomendada para casos novos; esta dose inicial depender da gravidade da condição e da última dose de antagonista H2 previamente utilizada.
Ajuste posológico para pacientes com insuficiência renal grave (depuração da creatinina abaixo de 10 ml/min): a dose de FAMOSET deve ser reduzida para 20 mg, ao deitar.

Superdosagem :

Não há experiência, até o momento, com superdosagem. Devem ser empregadas as medidas habituais para a remoção do material não absorvido do trato gastrintestinal, monitorização clínica e medidas de suporte.

Fabricante :

Solvay Farma Ltda.

Rua Salvador Branco de Andrade, 93 Taboão da Serra - SP

Indústria Brasileira CNPJ: 60.499.639/0001-95 SAC: 0800141500

Medicamentos do mesmo fabricante :

Alfasin, Burinax, Cetrizin, Cobavital, Creon, Cynt, Deltacid, Duspatalin, Edhanol, Endronax, Famoset, Floxid, Geriavite, Menotensil, Neurium, Pankreoflat, Piascledine_300, Piroxene, Poliginax, Sintalgin, Sintozima, Valmane, Vibral



Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A automedicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.