Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Elamax - para que serve

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo: valerato deestradiol

Apresentação: Caixa com estojo calendrio contendo 21 drágeas (11 brancas e 10 rosadas).

Tratamento de reposição hormonal na sintomatologia climatérica, manifestações de involução da pele e do trato urogenital, estados depressivos do climatério, manifestações carenciais Pós-ovariectomia em doenças não carcinomatosas e prevenção de osteoporose Pós-menopausa.

Efeito Colateral:

Foram relatados casos de cefaleia, náuseas, vômitos, tensão mamria, alterações do peso, da libido e do humor. O tratamento prolongado pode aumentar a ausência de sangramento durante os sete dias de descanso.

Precauções:

Deve-se realizar história e exames clínico e ginecológico completos antes de prescrever o tratamento com Elamax. Atenção especial deve ser dedicada pressão arterial, mamas, abdômen e rgos Pólvicos, assim como totalmente afastada a possibilidade de gravidez. Gravidez: durante o tratamento com Elamax a paciente não deve engravidar. Para tanto Deverá utilizar métodos não hormonais de contracepção, com exceção dos métodos de ritmo (Ogino-Knaus) e da temperatura. Hemorragias: a Ocorrência de hemorragias vaginais durante as três semanas de uso do produto não motivo para interromper o tratamento. Uma hemorragia leve pode desaparecer por si s. Se o sangramento tiver intensidade semelhante a da menstruação normal, o médico deve ser informado. Ausência de hemorragia: o tratamento prolongado com Elamax aumenta a ausência de sangramento durante os sete dias de descanso. Se houver suspeita de gravidez, deve-se interromper a tomada e excluir tal possibilidade. Durante tratamentos prolongados, a paciente deve submeter-se a completos exames de controle a cada 6 meses. Deve-se estabelecer rigorosa vigilância caso a paciente apresente: antecedentes ou mesmo diabetes, hipertensão, varizes, otosclerose, esclerose múltipla, epilepsia, porfiria, tetania, coria menor e antecedentes de flebite. A medicação deve ser suspensa nos casos de Ocorrência de cefaleia semelhante enxaqueca, ou de cefaleias com frequência e intensidade não habituais, perturbações repentinas da visão, audição ou de outros sentidos, sinais precursores de tromboflebites ou tromboembolias (edemas ou dores não habituais nas pernas, dor ao respirar, tosse de origem desconhecida), sensação de dor e constrição do trax, cirurgias programadas (6 semanas de antecedncia), imobilidade forçada, aparecimento de icterícia, hepatite, prurido generalizado, aumento de crises epilticas, acentuada elevação da pressão arterial e gravidez. Raramente foram observadas alterações hepáticas em pacientes sob uso prolongado de hormônios, que obriguem sua suspensão. Caso a paciente apresente dores abdominais intensas e constantes, deve-se considerar a existância de hepatopatia. - Interações Medicamentosas:: barbitúricos, hidantona, fenilbutazona, ampicilina, rifampicina e tetraciclina: quando administrados conjuntamente com Elamax podem diminuir a eficácia deste últim. Insulina ou outros antidiabéticos: os hormônios podem diminuir a tolerância glicose, aumentando assim as necessidades de insulina ou outros medicamentos antidiabéticos orais.

Fórmula:

Cada drágea branca contém: valerato deestradiol 2 mg; cada drágea rosada contém: acetato de ciproterona 1 mg e valerato de estradiol 2 mg. Excipientes: lactose, amido, polividona, estearato de magnésio, sacarose, silicato de magnésio, dióxido de titânio, macrogol e corante de eritrosina.

Contra indicação:

Pacientes com hipersensibilidade ao medicamento; gravidez suspeita ou diagnosticada; durante o perãodo de aleitamento; tromboflebite e distúrbios tromboemblicos ou antecedentes dos mesmos, bem como estados que predisPóem a tais enfermidades; alterações graves da função hepática; tumores hepáticos (atual ou já tratado) e estrgeno-dependentes confirmados ou suspeitos; carcinomas de mama e dos genitais ou suspeita dos mesmos; hemorragia genital anormal não diagnosticada; endometriose; icterícia ou prurido gestacional grave; otosclerose agravada durante a gravidez anterior; distúrbios no metabolismo liPódico, antecedentes de herpes gestacional; anemia falciforme e diabetes grave com alteração vascular.

Modo de Usar:

Para se obter maior eficácia, Elamax deve ser administrado conforme as instruções, em intervalos diários que não ultrapassem 24 horas. As pacientes devem ser orientadas para tomar Elamax juntamente com pequena quantidade de líquido, sem mastigar e sempre mesma hora escolhida do dia, de pReferência após o café da manhã ou jantar. Elamax traz impresso em seu estojo-calendrio os dias de uma semana completa (dom., seg., ter., qua., qui., sex., sb.). Ao iniciar o tratamento perfure, no dia da semana correspondente e comece pela drágea identificada (incio) no 5 dia do ciclo menstrual (5 dia de sangramento). Tome uma drágea diariamente, segundo o sentido das setas impressas no estojo-calendrio, até o trmino do mesmo (21 dias). após o trmino das 21 drágeas de Elamax, deve-se fazer uma pausa de 7 dias, durante a qual Deverá ocorrer sangramento semelhante menstruação. após este intervalo, salvo outra prescrição médica, reiniciar o tratamento com Elamax com a primeira drágea do estojo seguinte identificada como incio, no mesmo dia da semana que o estojo anterior, independente do sangramento ter cessado ou não. Caso de esquecimento: desde que não tenha passado 12 horas do horrio escolhido para o tratamento, a paciente deve tomar a drágea de Elamax na mesma hora que perceber o esquecimento, e a próxima drágea no horrio habitual. - Superdosagem: os sintomas incluem náuseas, vômitos e sangramento vaginal por supressão. O tratamento não específico e, caso necessário, proceder à lavagem gástrica e tratamento geral de suporte.

Fabricante:

Biolab Sanus Farm.

Medicamentos com o mesmo princípio ativo:


Advertências:

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A automedicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos:

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma:

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.