Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Duphalac - para que serve

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : Duphalac é a lactulose, um dissacrido sintético. Cada 15 ml de Duphalaccontém: 10 g de lactulose.

Classe terapêutica : Aparelho digestivo: Laxantes osmáticos.

Apresentação : Frascos de 200 ml

Fórmula :

Lactulose 500 mg/ml; veículo q.b.p. 100% p/p.

Xarope, Frascos de 200 ml de lactulose.

Indicação :

- Obstipação

- Encefalopatia Porto-Sistémica, pré-coma e coma hepático

- Salmonelose

Situações em que as fezes moles sejam consideradas um beneficio clínico (hemorróidas, fissura anal, fstulas, abcessos anais, úlceras solitérias e no Pós-operatério ano-rectal).

Contra indicação :

DUPHALAC, contendo galactose (até 1, 5g/15 ml), está contra indicado em doentes submetidos a uma dieta pobre em galactose.

- Obstrução intestinal

- Hipersensibilidade a qualquer dos componentes do medicamento.

EFEITOS indesejáveIS

De incio, durante os primeiros dias de tratamento, pode haver flatulência. Estes sintomas geralmente desaparecem com a continuação do tratamento. Pode ocorrer diarreia, especialmente quando se usam doses mais elevadas, tal como no decorrer do tratamento da Encefalopatia Porto-Sistémica. A dose deve ser ajustada de modo a obter 2-3 dejecções de fezes moles por dia.

Interações Medicamentosas: E OUTRAS FORMAS DE INTERação

Pelo seu mecanismo de ação, a lactulose provoca uma acidificação do conteúdo do célon (baixa do pH), o que poderá inativar medicamentos cuja ação esteja dependente do valor de pH do célon.

PRECAUções ESPECIAIS DE utilização

DUPHALAC contém lactose (até 0,9 g/15 ml) e galactose (até 1, 5 g/15 ml).

Esta Advertência deve ser tida em conta quando se tratam doentes com intolerância lactose ou sofrendo de galactosmia.

Se a obstipação persistir após alguns dias de tratamento ou voltar a ocorrer após o tratamento, deve consultar-se o médico.

A dose normalmente usada para tratamento da obstipação não Deverá representar um problema para os diabéticos.

A dose usada para tratamento da encefalopatia porto-sistémica e do (pr)-coma hepático habitualmente mais elevada. Tal deve ser tido em consideração pelos doentes diabéticos.

EFEITOS EM grávidaS, LACTENTES, crianças, IDOSOS E DOENTES COM PATOLOGIAS ESPECIAIS:

De acordo com os conhecimentos Atuais, DUPHALAC pode ser administrado com segurança, nas doses terapêuticas recomendadas, durante a gravidez e lactação.

EFEITOS SOBRE A CAPACIDADE DE CONDUZIR E UTILIZAR máquinaS:

DUPHALAC não influencia a capacidade de conduzir e utilizar máquinas.

EXCIPIENTES

Não são adicionados excipientes no processo de produção de DUPHALAC.

POSOLOGIA USUAL

A. Obstipação ou situações clínicas que sejam necessárias fezes moles:

A dose de DUPHALAC para o tratamento da obstipação varia segundo a resposta individual. A tátulo de exemplo, indica-se o seguinte esquema posológico:

Dose Inicial (3 dias) ml por dia

Dose de Manutenção ml por dia

Adultos

10 45

10 25

Crianças (7-14 anos)

15

10

Crianças (1 6 anos)

5 10

5 10

Lactentes

A regularização da defecação poderá demorar 1-2 dias a ter incio, uma vez que DUPHALAC exerce o seu efeito terapêutico somente após atingir o célon.

DUPHALAC pode ser tomado, misturado com alimentos (p. ex. iogurte) ou com líquidos (sumos, água).

B. Encefalopatia Porto-Sistémica, pré-Coma e coma hepático:

Dose inicial: 30-50 ml, 3 vezes por dia.

Dose de manutenção: a estabelecer individualmente de forma a não provocar diarreia.

C. Salmonelose:

Adultos

1 ciclo de tratamento (10-12 dias): 15 ml, 3 vezes por dia.

2 ciclo de tratamento (10-12 dias), após um intervalo de 7 dias sem tratamento: 15 ml, 5 vezes por dia.

Se for necessário, realizar-se-é um 3 ciclo de tratamento após um intervalo de 7 dias sem tratamento: 30 ml, 3 vezes por dia.

A dose deve ser ajustada gradual e individualmente, e de acordo com a idade, de modo a originar 2-3 dejecções moles por dia. Deve evitar-se a diarreia.

Crianças

A dose para crianças (7-14 anos) Deverá ser metade da dose recomendada para os adultos.

Para crianças (1-6 anos) Deverá administrar-se 1 terão da dose do adulto. Medir a dose com o auxílio do copo-medida graduado.

MODO E VIA DE Administração

Administração oral.

INDICAção DO MOMENTO MAIS FAVORVEL é Administração DO MEDICAMENTO

A dose deve ser administrada, preferencialmente, durante o pequeno-almoço e numa única toma.

DUração DO TRATAMENTO MDIO

Varia segundo a resposta individual.

INSTRUções SOBRE A ATITUDE A TOMAR QUANDO FOR OMITIDA a administração DE UMA OU MAIS DOSES

No caso de omitir a administração de uma dose, esta não Deverá ser duplicada na toma seguinte. Deverá prosseguir-se o tratamento de acordo com a prescrição médica

INDICAção DE COMO SUSPENDER O TRATAMENTO SE A SUA SUSPENsão CAUSAR EFEITOS DE PRIVAção

Não Deverá suspender a administração sem aconselhar-se com o seu médico assistente.

MEDIDAS A ADOPTAR EM CASO DE SOBREDOSAGEM E/OU INTOXICAção, NOMEADAMENTE SINTOMAS, MEDIDAS DE urgência E antídotoS

Não existe documentação disponível sobre a sobredosagem. No entanto, se a dose administrada for muito elevada podem ocorrer cefaleias e diarreia. Neste caso, a suspensão do medicamento , geralmente, suficiente.

Devem ser comunicados ao seu médico ou farmacêutico os efeitos indesejáveis detectados que não constem desta bula.

Deve sempre verificar o prazo de validade que está inscrito na embalagem.

Manter for a do alcance e da vista das crianças

PRECAUções PARTICULARES DE Conservação

Manter o frasco dentro da embalagem exterior.

Fabricante :

Solvayfarma, Lda.

Av. Marechal Gomes da Costa, 33

1800-255 Lisboa

DATA DA última REVIsão DO FOLHETO .


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A automedicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.