Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Dorflex - bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : Cafena, Dipirona e Orfenadrina.

Apresentação : Comprimidos. caixas com 192
Solução. frascos com 15 ml.

Indicação : No alívio da dor associada a contraturas musculares decorrentes de processos traumáticos ou inflamatórios e em cefaleias tensionais.

Efeito Colateral :

A orfenadrina, como todo anticolinrgico, pode produzir bradicardia ou taquicardia, arritmias cardíacas, secura da boca, sede, diminuição da sudorese, midrase, dificuldade de acomodação visual ("visão borrada"). Em doses tóxicas podem ocorrer, Além dos sintomas mencionados, ataxia, distúrbio da fala, disfagia, agitação, pele seca e quente, disria, diminuição dos movimentos peristlticos intestinais, aumento da pressão intraocular, náuseas, vômitos, cefaleia, constipação, tonturas, alucinações, delírio e coma. Pacientes idosos também podem sentir um certo grau de confusão mental.
A dipirona pode produzir distúrbios da crase sanguínea: trombocitopenia, pancitopenia, agranulocitose, anemia hemoltica e metahemoglobinemia, já tendo sido relatados casos de aplasia medular, embora raros. Com maior frequência em pacientes com história de hipersensibilidade a outras drogas ou substâncias, a dipirona pode produzir o aparecimento de reações alérgicas, síndrome de Stevens-Johnson e eventualmente até anafilaxia (choque). Neste caso o medicamento (DORFLEX) deve ser suspenso e instituído o tratamento médico adequado. Em caso de reação anafiltica, epinefrina aquosa é a droga de escolha. Pode ser injetada por via endovenosa, lentamente, na dose de 1 ml, em diluição de 1:10.000 (1 ml de epinefrina a 1:1.000 diludo em 10 ml de soro fisiológico). A seguir, procede-se É corticoterapia, se necessário, e reposição de volume com expansores de plasma.

Fórmula :

COMPRIMIDOS
Cada comprimido contém:
Citrato de orfenadrina .................... 35 mg
Dipirona .................... 300 mg
Cafena .................... 50 mg
SOLUção
Cada ml contém:
Citrato de orfenadrina .................... 35 mg
Dipirona .................... 300 mg
Cafena .................... 50 mg

Contra indicação :

. Gravidez.
. intolerância a qualquer um dos componentes da fórmula.
. Devido ao fraco efeito anticolinrgico da orfenadrina, não deve ser utilizado em pacientes com glaucoma, obstrução pilrica ou duodenal, acalasia do esfago, úlcera péptica estenosante, hipertrofia prostática, obstrução do colo vesical ou miastenia grave.
. devido à presença de dipirona, DORFLEX não deve ser administrado a pacientes com hipersensibilidade aos derivados pirazolúnicos, ou com doenças metabólicas como porfiria ou deficiência congnita da glicose 6-fosfato-desidrogenase.

Interação Medicamentosa :

Confusão, ansiedade e tremores foram relatados em alguns pacientes que receberam orfenadrina concomitantemente com propoxifeno.
Os fenotiazúnicos, como a clorpromazina, podem interferir no controle de termorregulação corporal, causando tanto hipotermia como hipertermia. A dipirona pode potencializar eventual hipotermia causada por fenotiazúnicos.
Agentes anticolinrgicos, como a orfenadrina, não controlam a discinesia tardia associada ao uso prolongado de antipsicóticos. Seu uso pode mesmo exacerbar os sintomas de liberação extrapiramidal associados a estas drogas.

Modo de Usar :

ADULTOS: 1 a 2 comprimidos ou 30 a 60 gotas, 3 a 4 vezes ao dia. Não ultrapassar estes limites.

Precauções e Advertências

DORFLEX não deve ser administrado a crianças menores de 12 anos de idade.
A segurança de DORFLEX durante a lactação não está estabelecida.
Em tratamentos prolongados, deve-se controlar o perfil hematológico, com hemogramas frequentes, e também a função hepática e renal do paciente.
Em pacientes com deficiências de protrombina, a dipirona pode agravar a tendência hemorragia.
A orfenadrina pode prejudicar a capacidade do paciente para o desempenho de atividades como operar máquinas ou conduzir veículos.
também devido à orfenadrina, DORFLEX deve ser utilizado com cautela em pacientes com taquicardia, arritmias cardíacas, insuficiência coronária ou descompensação cardíaca.
DORFLEX não deve ser utilizado concomitantemente com álcool, propoxifeno ou fenotiazúnicos.
DORFLEX não deve ser utilizado para tratamento de rigidez muscular associada ao uso de anti-psicóticos.

Superdosagem :

A orfenadrina é uma droga potencialmente tóxica e há relatos de mortes associadas à superdosagem (ingestão de 2 a 3 g de uma s vez). efeitos txicos, tipicamente anticolinrgicos, podem ocorrer, rapidamente em 2 horas, em intoxicação aguda, com convulsões, arritmias cardíacas e morte. a dipirona, como antiinflamatório não-hormonal, em doses tóxicas pode também produzir sintomas centrais excitatérios, Além de alterações do equilíbrio ácido-básico, náuseas, vômitos e fenmenos hemorrágicos. a cafena tem ação estimulante central, podendo acentuar os sintomas excitatérios das duas drogas anteriores.
Em caso de superdosagem aguda de dorflex, a absorção do medicamento deve ser reduzida por indução de emese, lavagem gástrica, Administração de carvo ativado ou combinação das três medidas. deve-se manter o paciente hidratado, sob rigoroso controle do equilíbrio ácido-básico e monitoração das condições respiratórias, cardíacas e neurológicas.
Fisostigmina, na dose de 0,5 a 2 mg por via subcutânea, endovenosa ou intramuscular, repetida a cada 1 ou 2 horas, é antídoto dos efeitos anticolinrgicos da orfenadrina, quando estes forem muito intensos. sua utilização deve, entretanto, ser ponderada, pois ela pode produzir Vários efeitos cardíacos e respiratérios. em caso de superdosagem não-complicada mais seguro aguardar a remissão espontnea de toxicidade do anticolinrgico.

Fabricante :

Merrell Lepetit Farmacêutica Ltda.

Rua Goianinha , 321 , Curicica, Rio de Janeiro - RJ

Medicamentos do mesmo fabricante :

Calcort, Dorflex, Equilid 200 mg, Flebocortid, Plasil, Rifocina M, Sabril


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A automedicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.