Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Desay - 6 mg - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : Deflazacorte

Classe terapêutica : glucocorticóides.

Apresentação : Comprimidos

O nome do seu medicamento Desay 6 mg e apresenta-se sob a forma farmacêutica de comprimido.

Indicação :

Desay é utilizado nas seguintes situações:

Insuficiência cortico-suprarrenal primria ou secundária. Doenças reumáticas. Colagenoses. Doenças pulmonares. Alergias. Doenças hematológicas. Doenças neoplsicas. Doenças dermatológicas. Doenças renais. Doenças gastrointestinais. Doenças oftalmológicas. Alterações do sistema nervoso perifrico.

Em vista dos menores efeitos nos ossos e no crescimento, Desay tem utilidade especial em casos de necessidade de doses altas e/ou de tratamentos de longa duração, sobretudo quando há outros factores de risco de osteoporose ou de atraso do crescimento.

Devido ao efeito diabetogúnico reduzido, Desay torna-se valioso no tratamento dos diabéticos (quando há indicação imperiosa) e nos doentes com risco aumentado de diabetes (pré-diabéticos, antecedentes familiares).

Antes de tomar DESAY

Não tome Desay:

-Se é alérgico ao deflazacorte ou a qualquer outro ingrediente de Desay. -Se está a receber imunização com vrus vivo.

Tome especial cuidado com Desay se:

-tiver uma infecção (vrus, bactrias ou fungos) pois os glucocorticóides dissimulam sinais de infecção e aumentam o risco de infecção; nestes casos precisa de vigilância médica estreita. O tratamento prolongado aumenta a probabilidade de infecção dos olhos por vrus ou fungos.

-tiver tuberculose latente ou reação positiva tuberculina, são necessários exames médicos repetidos, dado o risco de reativação da tuberculose; o médico decidirá da oportunidade de quimioprofilaxia. Quando se suspende o deflazacorte após tratamento prolongado podem aparecer dores musculares e articulares, febre e mal-estar.

As seguintes situações imPóem precaução:

-Doenças cardíacas, tromboembolismo e hipertensão. Pode ser preciso diminuir o sal nos alimentos e ingerir frutos ricos em potássio (bananas, laranjas).

-Gastrite ou esofagite, diverticulite, colite ulcerosa se houver risco de perfuração, abcesso ou infecção piogênica, operação cirúrgica recente de anastomose intestinal, úlcera de estômago ou do duodeno.

-Diabetes, osteoporose, miastenia grave, insuficiência renal.

-Instabilidade emocional ou tendência psicótica. Epilepsia.

-Hipotiroidismo. Cirrose hepática.

-Herpes simples ocular.

-Tratamento de longa duração em crianças.

Perante grave situação agressiva (por exemplo, intervenção de grande cirurgia), durante tratamento prolongado com deflazacorte ou nos 12 meses após a sua suspensão, pode necessitar de dose aumentada, ou de retomar a medicação , ou de receber por via endovenosa um corticosteride com atividade mineralocorticóide. importante informar o médico que está ou esteve medicado durante Vários meses com deflazacorte.

Ao tomar Desay com outros medicamentos:

Informe o seu médico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo aqueles que comprou sem receita médica.

Não foram observadas interações com deflazacorte. Todavia, é bem conhecido que o fenobarbital, a fenitona, a rifampicina, os anticoagulantes cumarúnicos e a efedrina diminuem o efeito dos glucocorticóides, o que obriga a aumentar a dose de manutenção. Por outro lado, a eritromicina, os estrognios e as formulações com estrognios aumentam o efeito dos glucocorticóides, pelo que a dose de manutenção deve ser reduzida.

Deve também ter-se em consideração, tal como com outros glucocorticóides, a possibilidade de diminuição de níveis de salicilatos, aumento do risco de hipocalemia com uso concomitante de diuréticos ou glucosidos cardíacos, e a uma relaxação prolongada após Administração de relaxantes musculares não despolarizantes.

Gravidez e aleitamento:

Desay não deve ser tomado durante a gravidez e o perãodo de aleitamento, mas compete ao médico avaliar a relação risco/benefício e decidir a melhor atitude terapêutica.

Condução de veículos e utilização de máquinas:

Desay não afecta a sua capacidade de conduzir veículos ou utilizar máquinas.

Informaçães importantes sobre alguns componentes de Desay:

Os comprimidos de Desay contém lactose. Se o seu médico lhe disse que tem intolerância a alguns açúcares, contacte o seu médico antes de tomar este medicamento.

COMO TOMAR DESAY

Tomar Desay sempre de acordo com as Indicaçõesdo médico. Fale com o seu médico ou farmacêutico se tiver dúvidas. Desay destina-se a administração oral, de pReferência de manhã, excepto indicação em contrrio do seu médico.

A dose deve ser sempre indicada pelo médico.

Adultos:

Doena aguda: doses variveis, podendo ir Além do limite habitual de 90 mg/dia, até 120 mg/dia, durante alguns dias. De acordo com a resposta terapêutica, o médico reduzirá gradualmente até alcançar a dose mínima eficaz.

Doena crônica: A dose de manutenção não costuma ultrapassar 18 mg/dia mas o médico persistirá na avaliação repetida do estado clínico e consideraré a redução da dose ou a suspensão gradual do tratamento, se for possível.

A dose mínima eficaz de 3 mg/dia em toma única ou, para doses elevadas, em 2 ou 3 tomas diárias.

Crianças:

0,25 a 1,5 mg/Kg/dia.

Se tomar mais Desay do que deveria:

Se tomar Desay mais do que deveria, contacte o seu médico ou o hospital mais próximo.

Caso se tenha esquecido de tomar Desay:

Não tome uma dose dobrada para compensar uma dose que se esqueceu de tomar. Quando não for tomada uma ou mais doses, o tratamento Deverá continuar na dose indicada pelo médico.

Se parar de tomar Desay

Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento fale com o seu médico ou farmacêutico.

Efeitos secundários DESAY

Como todos os medicamentos, Desay pode causar efeitos secundários, no entanto estes não se manifestam em todas as pessoas.

Para Além do efeito diabetogúnico reduzido e menores efeitos indesejáveis nos ossos, deflazacorte tem os efeitos adversos conhecidos da Classe terapêutica : glucocorticóides: susceptibilidade aumentada a infecções, alterações digestivas, desequilíbrio hidro-electroltico, efeitos mêsculo-esquelticos, cutâneos, oftálmicos, perturbações neuropsiquitricas, casos raros de reações alérgicas e efeitos endócrinos. Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundários não mencionados nesta bula, informe ou seu médico ou farmacêutico.

COMO CONSERVAR DESAY

Manter fora do alcance e da vista das crianças.

O medicamento não necessita de quaisquer precauções especiais de Conservação.

Conservar na embalagem de origem.

Não utilize Desay após o prazo de validade impresso na embalagem exterior, após “VAL.”. O prazo de validade corresponde ao últim dia do mês indicado.

Não utilize Desay se verificar que a embalagem se encontra danificada ou com sinais visíveis de adulteração.

Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao seu farmacêutico como eliminar os medicamentos de que já não necessita. Estas medidas irão ajudar a proteger o ambiente.

6.é outras informações

Qual a composição de Desay

A substância ativa é o deflazacorte. Cada comprimido contém 6 mg de deflazacorte. Os outros componentes são lactose mono-hidratada, hidroxipropilmetilcelulose, crospovidona, celulose microcristalina, amido de milho pré-gelificado e estearato de magnésio.

Qual o aspecto de Desay e conteúdo da embalagem

Os comprimidos são acondicionados em blister de PVC + PVdC/Alumínio + PVdC.

Desay 6 mg apresenta-se em embalagens de 20 e 60 comprimidos.

Fabricante :

TECNIMEDE Sociedade Tecnico-Medicinal S/A

Rua da Tapada Grande, nº2
2710-089 Abrunheira
Sintra – Portugal

Telefone +351 210 414 100
Fax +351 219 412 157
Email clientes@atlanticpharma.pt

Medicamentos do mesmo fabricante :

Alopexidil, Autritis, Bicalutamida tecnimede, Cipiram, Desay 6, Desay 30, Irinotecano farmoz, Levofloxacina farmoz-5, Levofloxacina loxadin-250, Lisolac-tilactase, Losartan tecnimede, Omeprazol almus, Paroxetina tecnimede, Propofol tecnimede


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A auto-medicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.

Emagrecimento e Aumento de Massa Muscular