Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Denacen - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : deflazacort

Apresentação : Caixas com 20 comprimidos de 6 mg. Caixa com 10 comprimidos de 30 mg.

Indicação : Tratamento de: doenças reumáticas: artrite reumatéide, artrite psorisica, espondilite anquilosante, artrite gotosa aguda, osteoartrite, bursite aguda e subaguda, tenossinovite aguda não especfica, epicondilite; doenças do tecido conjuntivo: lpus eritematoso sistémico, dermatomiosite sistémica (polimiosite), cardite reumática aguda, polimialgia reumática, poliarterite nodosa, arterite temporal, granulomatose de Wegener; doenças dermatológicas: Pónfigo, dermatite herpetiforme bolhosa, eritema multiforme grave (síndrome de Stevens-Johnson), dermatite esfoliativa, micose fungide, psorase grave, dermatite seborrica grave; estados alérgicos: controle de reações alérgicas graves ou incapacitantes que não respondem a drogas não esteroidais, rinite alérgica sazonal ou perene, asma brônquica, dermatite de contato, dermatite atépica, doença do soro, reações de hipersensibilidade a drogas; doenças respiratórias: sarcoidose sistémica, síndrome de Loefler, sarcoidose, pneumonia alérgica ou por aspiração, fibrose pulmonar idioPótica; doenças oculares: inflamação da crnea, uvete posterior difusa e coroidite, oftalmia simPótica, conjuntivite alérgica, ceratite, coriorretinite, neurite tica, irite e iridociclite, herpes-zster ocular; distúrbios hematológicos: púrpura trombocitoPónica idioPótica, trombocitopenia secundária, anemia hemoltica auto-imune, eritroblastopenia, anemia hipoplástica congnita (eritride); doenças gastrintestinais: colite ulcerativa, enterite regional, hepatite crônica; doenças neoplsicas: leucemia, linfomas, mieloma múltiplo; doenças neurológicas: esclerose múltipla em exacerbação; doenças renais: síndrome nefrtica; doenças endócrinas: insuficiência supra-renal primria ou secundária (a hidrocortisona ou cortisona são as drogas de escolha. O deflazacort, devido a seus poucos efeitos mineralocorticóides, deve ser usado em conjunto com um mineralocorticóide), hiperplasia supra-renal congnita, tireoidite não supurativa. devido à propriedade protetora dos ossos, o deflazacort pode ser a droga de escolha para pessoas que necessitam de tratamento com glicocorticóides, especialmente aquelas que apresentam maior risco de osteoporose. Seus reduzidos efeitos diabetogúnicos fazem com que ele seja o glicocorticóide sistémico de escolha em pacientes diabéticos e pré-diabéticos.

Efeito Colateral :

Os glicocorticóides causam reações adversas, as quais são relacionadas com a dose e duração do tratamento. são elas: aumento da susceptibilidade a infecções, efeitos gastrintestinais (dispepsia, ulceração péptica, hemorragia e pancreatite agudas, especialmente em crianças), alterações do equilíbrio hidreletrolítico, balanão negativo de nitrognio, fraqueza musculoesqueltica (miopatia e fraturas), fragilidade e afinamento da pele, atraso no processo de cicatrização, acne, alterações neuropsiquitricas (cefaleia, vertigem, euforia, insônia, agitação, depressão, hipertensão endocraniana, convulsões, pseudotumor cerebral em crianças), reações oftlmicas (catarata posterior subcapsular, aumento da pressão intra-ocular), supressão da função hipotAlémica-hiPófise-adrenal, alterações corporais (distribuição cushingide, aumento de peso e cara de lua-cheia), hirsutismo, amenorria, diabetes mellitus, diminuição do crescimento em crianças e raros casos de reações alérgicas. Quando comparado a outros glicocorticóides, o deflazacort tem mostrado menor Incidência de reações adversas ósseas e do metabolismo de carboidratos.

Fórmula :

Cada comprimido contém, respectivamente,deflazacort 6 mg e 30 mg. Excipientes: explotab, cellactose e estearato de magnésio.

Contra indicação :

É contraindicado para pessoas com hipersensibilidade ao deflazacort ou qualquer outro componente da fórmula.

Modo de Usar :

A dose necessária varivel e deve ser individualizada de acordo com a doença a ser tratada e a resposta do paciente. Adultos: dose inicial: 6 a 90 mg/dia, dependendo da gravidade dos sintomas. Crianças: 0,22 a 1,65 mg/kg/dia ou mais em dias alternados. Em doenças menos graves, doses mais baixas podem ser suficientes, enquanto que as mais graves podem requerer doses maiores. A dose inicial deve ser mantida ou ajustada até obtenção de uma resposta clínica satisfatéria. Se esta não ocorrer, o tratamento deve ser interrompido e substituído por outro. Depois de se alcançar uma resposta inicial favorvel, a dose de manutenção adequada ser determinada pela diminuição da dose inicial em pequenas frações até atingir a menor dose capaz de manter a resposta clínica desejada. Assim como para outros glicocorticóides, a suspensão do tratamento deve ser feita, reduzindo-se gradualmente a dose de Denacen. Manutenção: os pacientes devem ser controlados cuidadosamente, identificando os sinais e sintomas que possam identificar a necessidade de se ajustar a dose, incluindo alterações no quadro clínico resultante de remissão ou exacerbação da doença, resposta individual droga e efeitos do estresse (por exemplo: cirurgia, infecção, traumatismo). Durante o estresse, pode ser necessário aumentar temporariamente a dose. Superdosagem: na superdosagem aguda recomenda-se o tratamento de suporte sintomático.

Dizeres Legais :

Farmacêutico Responsável: Regina Helena Vieira de Souza Marques CRF/SP no 6394

Fabricante : Marjan Farma Indústria e Comércio

Endereço: R. Gibraltar, 165 - Santo Amaro, São Paulo - SP, 04755-070
Telefone: (11) 5642-9888

E-mail e SAC: 0800-55-4545

Medicamentos do mesmo fabricante :

Ambroten, ambroten, anemofer, aplause, asdron, bactricin, barivit, calde k2, calde Mag, calde, climadil, colpagex N, denacen, dexagil, foliron ITF, foliron, inflanan FC, inflanan, iperisan, ketonan, magnen b6, magstress, modelo, monaless, nicord, normaten FIT, ostenan, pasalix, permear, prostat-hpb, prostat, radan, sonoripan, takil, tamaril, tenag, tenflax, trivagel N, vagi C, vecasten, vicog, vinocard Q10, vitergan pre natal, vitersol d


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A auto-medicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.

Emagrecimento e Aumento de Massa Muscular