Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

 

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo: Ácido cromoglícico

Classe terapêutica: Medicamentos usados em afecções oculares.
Anti-inflamatórios. Outros anti-inflamatórios, descongestionantes e antialérgicos.

Apresentação: 20 mg/ml Colírio, solução
Cromoglicato de sódio 1. O que é Davicrome E para que é utilizado

Indicação: Davicrome é indicado, principalmente, na profilaxia das alergias ocularesenvolvendo reações de hipersensibilidade tipo I (IgE ? mediadas), tais comoconjuntivites da febre dos fenos, conjuntivite alérgica aguda e crônica (causadapor outros alergenos Além dos Pólens), e queratoconjuntivite vernal. O Colírio,solução de cromoglicato de sódio tem pouco efeito nas reações dehipersensibilidade do tipo II, III e IV. Contudo, está comprovada a sua utilidadena conjuntivite papilar gigante, a qual está associada ao uso de lentes decontacto ou de prteses oculares.

2. ANTES DE UTILIZAR DAVICROME

Não utilize Davicrome
-Se tem alergia (hipersensibilidade) à substância ativa ou a qualquer outrocomponente de Davicrome.

Tome especial cuidado com Davicrome

Os portadores de lentes de contacto, devem retirar as lentes antes da aplicação de Davicrome.
Evitar qualquer contacto do frasco com o olho.

Utilizar Davicrome com outros medicamentos
Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver tomando ou tiver tomadorecentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos semreceita médica.

Não estáo descritas interações com outros medicamentos.

Gravidez e aleitamento
Consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento.

Não há nada a referir nestes casos.

Condução de veículos e utilização de máquinas
Não estáo descritas situações em que ocorra interferncia com a capacidade decondução de veículos e utilização de máquinas

Informaçães importantes sobre alguns componentes de Davicome
Davicrome contém cloreto de benzalconio, o qual pode causar irritação ocular.
Evitar o contacto com lentes de contacto moles.
Remover as lentes de contacto antes da aplicação e esperar pelo menos 15minutos antes de as recolocar.
Passvel de descolorar lentes de contacto moles.

Davicrome contém tiomersal, o qual pode causar reações alérgicas.

3. COMO UTILIZAR Davicrome

Uso oftálmico.

Utilizar Davicrome sempre de acordo com as Indicaçõesdo médico. Fale com oseu médico ou farmacêutico se tiver dúvidas.

Seguir escrupulosamente a indicação médica. Como média, recomenda-se ainstilação de uma (1) a duas (2) gotas em cada olho, quatro (4) vezes ao dia.

Se utilizar mais Davicrome do que deveria
Desconhecem-se reações de sobredosagem.

Caso se tenha esquecido de utilizar Davicrome
Não utilize uma dose a dobrar para compensar uma dose que se esqueceu deutilizar. Retomar o esquema prescrito pelo médico logo que possível.

Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu médico ou farmacêutico.

Efeitos secundários possíveis

Como todos os medicamentos, Davicrome pode causar efeitos secundários, no entanto estes não se manifestam em todas as pessoas.

Pode ocorrer sensação de queimadura quando da instilação da soluçãooftlmica. No entanto, esta sensação transitéria.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundários não mencionados nesta bula, informe o seu médico oufarmacêutico.

5. COMO CONSERVAR Davicrome

Manter fora do alcance e da vista das crianças.

Não utilizar para Além de 28 dias após a abertura do frasco conta gotas.

Conservar a temperatura inferior a 25ºC.
Conservar na embalagem de origem. Conservar ao abrigo da luz.

Não utilize Davicrome após o prazo de validade impresso no rótulo do frascoconta-gotas e na embalagem exterior a seguir a ?VAL?. O prazo de validadecorresponde ao últim dia do mês indicado.
após interrupção do tratamento, não Deverá guardar o Colírio, solução paraposterior utilização.

Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixodoméstico. Pergunte ao seu farmacêutico como eliminar os medicamentos deque já não necessita. Estas medidas irão ajudar a proteger o ambiente.

6. Outras informações

Qual a composição de Davicrome
-A substância ativa é: cromoglicato de sódio. Cada mililitro de Colírio, solução,contém 20 mg de cromoglicato de sódio.
-Os outros componentes são: cloreto de benzalcnio, cloreto de sódio, fosfatodissódico di-hidratado, fosfato monossódico mono-hidratado, tiomersal, ácido

clordrico 1 M (q.b.p. pH 6 7), hidróxido de sódio a 10 % (q.b.p. pH 6 7) e águapara preparações injetáveis.

Qual o aspecto de Davicrome e conteúdo da embalagem
Davicrome apresenta-se na forma farmacêutica de Colírio, solução,acondicionado em frasco conta-gotas de LDPE com tampa de HDPE.
Embalagem com um frasco conta-gotas com 10 ml de Colírio, solução.

Fabricante:

LABESFAL Laboratórios Almiro, S.A.

E-mail: geral@labesfalgenericos.pt
Linha directa Labesfal Genéricos: 918643285
Telefone: +351 232 857 035
Fax: +351 232 853 036

Endereços:

Labesfal Genéricos S.A
Av. Dr. Afonso Costa, nº1370
3465-051 Campo de Besteiros

Labesfal Genéricos, S.A.
Rua D. Luís de Noronha nº4,
7º Andar, 1050-072 Lisboa

Medicamentos do mesmo fabricante:

Acetilsalicilato de Lisina Labesfal 900, Acetilsalicilato de Lisina Labesfal Pó, Acetilsalicilato de Lisina Labesfal, Acetilsalicilato de Lisina, Água Para Preparações Injetáveis basi, Água Para Preparações Injetáveis labesfal, Alfuzosina decafarma, Amoxicilina labesfal, Ampicilina, Besflo, Canef, Carbamazepina Labesfal 200, Carbamazepina Labesfal 400, Ceftriaxona labesfal 500, Ceftriaxona Labesfal 1000, Ceftriaxona Labesfal 2000, Davicrome, Davilose, Dek, enalapril hidroclorotiazida labesfal, Estreptomicina, Fenitoina Labesfal, Fenobarbital Labesfal, Fluoxetina Mer, Gliclazida fresenius, Gliclazida jaba, Isoprenalina, Lisinopril Hidroclorotiazida Basi, Lisinopril Hidroclorotiazida Labesfal, Lisinopril Hidroclorotiazida Mepha, Lisinopril Labesfal 5, Lisinopril Labesfal 10, Lisinopril Labesfal 20, Lisinopril Ranbaxy, Loratadina Crizin, Meloxicam Labesfal, Morfina Labesfal, Paroxetina Labesfal, Pirimetamina, Ramipril Labesfa, Risperidona Labesfa, Sinvastatina Labesfal,

Advertências:

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A automedicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos:

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma:

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.