Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Dalacin V - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : fosfato de clindamicina

Classe terapêutica : lincosaminas

Apresentação : Dalacin v creme vaginal em embalagem contendo uma bisnaga com 20 g + 3 aplicadores.

Indicação :

É indicado no tratamento da vaginose bacteriana (anteriormente conhecida como vaginite por Haemophylus, vaginite por Gardnerella, vaginite não-especfica, vaginite por Corynebacterium, ou vaginose anaerbia).

Efeito Colateral :

Dalacin V (fosfato de clindamicina) creme vaginal foi bem tolerado nos estudos clínicos realizados, tanto em mulheres não-grávidas quanto em mulheres no segundo trimestre de gravidez.
As seguintes reações adversas foram relatadas, por menos de 10% das pacientes:
Sistema urogenital Monilase vaginal, doença vulvovaginal, vulvovaginite, vaginite por Trichomonas, infecção vaginal/vaginite, distúrbio menstrual, dor vaginal, metrorragia, disria, corrimento vaginal, infecção do trato urinário, trabalho de parto anormal, endometriose, glicosria e proteinária.
Geral
Monilase (corpo), infecção fngica, dor abdominal generalizada, dor abdominal localizada, infecção bacteriana, célica abdominal, cefaleia, dor Pólvica, halitose, edema inflamatório, infecção do trato respiratério superior, dor generalizada, dor nas costas, distensão abdominal, teste microbiológico alterado e reações alérgicas.
Sistema gastrintestinal
diarreia, náuseas, vômitos, constipação, dispepsia, flatulência e disfunção gastrintestinal.
Sistema dermatológico
Prurido (não localizado no local da aplicação ), rash, rash maculopapular, eritema, prurido (não localizado no local da aplicação ), monilase (pele) e urticária.
Sistema nervoso central
Vertigem e tontura.
Sistema endócrino
Hipertireoidismo.
Sistema respiratério
Epistaxe.
rgos dos sentidos especiais
Alteração do paladar.

Advertências e Precauções

O uso de Dalacin V (fosfato de clindamicina) creme vaginal pode levar ao
superdesenvolvimento de microrganismos não-sucetíveis na vagina, principalmente
leveduras.
Da mesma forma que praticamente todos os outros antibióticos, a clindamicina administrada por via oral ou parenteral tem sido associada ao aparecimento de diarreia e, em alguns casos, de colite associada é antibioticoterapia. após o uso de Dalacin V creme vaginal, a absorção da clindamicina mínima; apesar disso, se ocorrer diarreia significativa ou prolongada, a medicação deve ser descontinuada e deve-se proceder ao diagnóstico e tratamento adequados, se necessário.
A paciente deve ser orientada a não utilizar outros produtos por via intravaginal (inclusive absorventes internos ou duchas vaginais) e a não manter relações sexuais vaginais durante o perãodo de tratamento com este produto.

Contra indicação :

Dalacin V (fosfato de clindamicina) creme vaginal É contraindicado a pacientes com hipersensibilidade clindamicina, lincomicina ou a qualquer componente da fórmula. É também contraindicado a pacientes com história de enterites regionais, colites ulcerativas ou em história de colite associada a antibióticos.

Interação Medicamentosa :

A clindamicina, quando administrada concomitantemente com agentes bloqueadores
neuromusculares, pode potencializar a ação desses agentes.

Modo de Usar :

A dose recomendada é de um aplicador cheio de Dalacin V (fosfato de clindamicina)
creme vaginal (5 gramas, correspondendo a cerca de 100 mg de fosfato de clindamicina) por via intravaginal, por três a sete dias consecutivos, de pReferência ao deitar.

Fabricante :

LABORATÓRIOS PFIZER LTDA.

Av. Presidente Tancredo de Almeida Neves, 1555 CEP 07112-070 – Guarulhos – SP CNPJ no 46.070.868/0001-69

Fale Pfizer 0800-7701575

VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA USO RESTRITO A HOSPITAIS

CUIDADO: AGENTE CITOTÓXICO

Medicamentos do mesm fabricante :

Adriblastina, Aracytin, Aromasin, Bextra, Caverject, Dalacin V, Dalacin, Detrusitol, Diabinese, Dostinex, Dostinex, Drenol, Ecalta, Epelin, Eunades, Farlutal, Farmorubicina, Feldene, Fibrase, Fragmin, Frontal, Gelfoam, Genotropin, Geodon, Gino-fibrase, Gino-pletil, Gino-tralen, Kitnos, Legifol, Lomotil, Loniten, Lopid, Lyrica, Macugem, Mansil, Miantrex, Miantrex, Minipres, Minipress, Neuronti, Norvas, Ponsta, Propi, Vncizinacs


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A auto-medicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.

Emagrecimento e Aumento de Massa Muscular