Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Dalacin T - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo: Clindamicina.

Classe terapêutica: lincosaminas

Apresentação: Dalacin t (fosfato de clindamicina) solução tópica é apresentado em frascos individuais de 30 ml com aplicador (10 mg de clindamicina por ml).
O aplicador é apresentado de tal forma que a solução pode ser aplicada diretamente pele afetada.

Indicação: DALACIN T (fosfato de clindamicina) Solução tópica É indicado no tratamento de infecções cutâneas sensíveis clindamicina, inclusive acne vulgaris. Em uma comparação com a tetraciclina administrada por via oral, DALACIN T Solução tópica reduziu as lesões por acne em 61%, contra 49% com a tetraciclina. Em estudos controlados adicionais, DALACIN T Solução tópica provocou diminuição de 58% em lesões por acne comparadas com uma redução de 33% com placebo (veículo alcolico).

Efeito Colateral:

Relatérios de efeitos colaterais com DALACIN T (fosfato de clindamicina) tém sido infrequentes. Irritação, ardncia e eritema (provavelmente causados por veículo alcolico) foram reportadas com frequência. reações gastrintestinais (diarreia, náusea, vômitos) foram relatadas por seis pacientes que foram tratados com DALACIN T Solução tópica. Nenhum deles foi considerado como relacionado com a droga, segundo o relatério médico (ver Advertências). Foram apresentados relatérios isolados de garganta irritada, dor de cabeça, náuseas, torcicolo, frequência urinária, vaginite e dermatite de contato. Dois casos de fadiga e dois casos de pele oleosa foram relatados. DALACIN T Solução tópica foi aplicado duas vezes, durante 56 dias ou mais a voluntários, tendo sido bem tolerado.

Precauções:

DALACIN T (fosfato de clindamicina) contém base de álcool, que poderá provocar queimadura e irritação nos olhos. No caso de contato acidental com superfcies sensíveis (olhos, pele desgastada, membranas mucosas), lavar com copiosa quantidade de água fria de torneira. A solução tem um gosto desagradável e deve-se tomar cuidado quando a medicação for aplicada ao redor da boca. DALACIN T Solução tópica deve ser prescrito com cuidado a indivíduos atépicos. O uso concomitante de outros preparados disponível. para acne, por exemplo, perxido benzol, ácido retinico, foi relatado em estudos não-controlados. Não foi estabelecida a segurança de DALACIN T Solução tópica no perãodo de gravidez. Não se sabe se a clindamicina excretada no leite humano após o uso de DALACIN T Solução tópica. Entretanto, a clindamicina administrada por via oral ou parenteral foi detectada no leite humano. Como regra geral, a amamentação não deve ser efetuada durante o tratamento com esta droga. Não usar sobre feridas ou queimaduras (solução de continuidade da pele).

Advertências

diarreia, diarreia sanguinolenta, colite não-especfica e colite pseudomembranosa (induzida por antibiótico) foram relatadas com muitos antibióticos usados sistemicamente, incluindo a clindamicina. Não ocorreu qualquer diarreia ou colite pseudomembranosa em trabalhos clínicos controlados com DALACIN T Solução tópica. Entretanto, teoricamente possível que a clindamicina possa estar presente sistemicamente, através da absorção proveniente da superfcie da pele. Quando aplicada topicamente, o médico deve estar alerta possibilidade remota de diarreia severa ou colite induzidas por antibiótico. Se ocorrer diarreia significativa durante a terapia, o medicamento deve ser descontinuado. diarreia significativa (que teoricamente pode ocorrer até vrias semanas Pós-terapia) deve ser tratada como se fosse induzida por antibiótico. Estudos recentes indicaram uma toxina (ou toxinas) produzidas por bactrias do gnero Clostridia (especialmente Clostridium difficile) como a principal causa direta da colite associada a antibiótico. A colite habitualmente caracterizada por diarreia severa persistente e célicas abdominais severas e podem ser associadas com a passagem do sangue e muco. O exame endoscpico da mucosa pode revelar colite pseudomembranosa. Os agentes anticolinrgicos e antiperistlticos podem piorar a condição. A vancomicina demonstrou ser eficaz no tratamento de colite pseudomembranosa associada a antibiótico, produzida por C. difficile. A dose habitual para adultos de 500 mg de vancomicina, por via oral, a cada 6 horas, por um perãodo de 7 a 10 dias. Casos leves, mostrando mudanças mucosas mínimas, podem responder simples descontinuação da droga. Casos moderados a severos, incluindo aqueles com ulceração ou formação pseudomembranosa, devem ser controlados com líquidos, eletrôlitos e suplementação protica, conforme o indicado. As resinas colestiramina e o colestipol demonstraram, in vitro, unir a toxina. Enemas de retenção corticóides e corticóides sistémicos podem ajudar em casos persistentes. Outras causas de colite devem ser consideradas. Devem ser tomadas informaçães quanto a prvia sensibilidade droga e outros alérgenos. há resistância cruzada entre clindamicina e lincomicina e antagonismo entre clindamicina e eritromicina.

Contra indicação:

DALACINT (fosfato de clindamicina) Solução tópica É contraindicado em indivíduos com antecedentes de hipersensibilidade a preparados contendo clindamicina ou lincomicina, antecedente de enterite regional ou colite ulcerativa, ou de colite induzida por antibióticos.

Modo de Usar:

Aplicar uma camada fina de DALACIN T (fosfato de clindamicina) sobre, a rea afetada, duas vezes ao dia.

Fabricante:

Pharmacia & Upjohn Ltda.

Endereço: AV DAS NACOES UNIDAS,12995 - 05477-000 - SAO PAULO-SP



Advertências:

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A automedicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos:

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma:

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.