Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Cycrin - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : Medroxiprogesterona.

Classe terapêutica : hormônios Gonadotrpicos.

Apresentação :

CYCRIN* 2,5 mg: Cartuchos com 14 comprimidos. Cada comprimido contém 2,5 mg de acetato de medroxiprogesterona. CYCRIN* 5,0 mg: Cartuchos com 14 comprimidos. Cada comprimido contém 5,0 mg de acetato de medroxiprogesterona. CYCRIN* 10 mg: Cartuchos com 14 comprimidos. Cada comprimido contém 10,0 mg de acetato de medroxiprogesterona.

Indicação : CYCRIN* é indicado para o tratamento de: 1. Terapia de reposição hormonal na menopausa, como adjunto terapia de reposição estrogênica; 2.Amenorria secundária; 3. Sangramento uterino anormal devido a um desequilíbrio hormonal, na ausência de patologias orgânicas como fibrides ou cncer uterino.

Efeito Colateral :

As seguintes reações adversas foram relatadas com terapia progestogênica, incluindo contraceptivos orais, mas não necessariamente com CYCRIN. Mamas: Tensão mamria ou galactorria foram raramente relatadas. Pele: reações de sensibilidade, como urticária, prurido, edema e rash generalizado, ocorreram em uma paciente ocasional. Acne, alopecia e hirsutismo foram relatados em alguns cegos. Fenmenos trombemblicos: Fenmenos trombemblicos, incluindo tromboflebite e embolia pulmonar, foram relatados. As seguintes reações adversas foram observadas em mulheres recebendo progestognios, incluindo CYCRIN*: Sangramento intermenstrual; spotting; alterações no fluxo menstrual; amenorria; edema; alterações no peso (aumento ou diminuição); alterações e secreções cervicais; icterícia colestática; reações anafilactides e anafilaxia; rash alérgico com ou sem prurido; depressão mental; pirexia; insônia; náusea; sonolência. Uma associação estatisticamente significante foi demonstrada entre o uso combinado de estrognio e progestognios e as seguintes reações adversas sries: tromboflebite; embolia pulmonar; trombose cerebral e embolia. Por esta razo, as pacientes em terapia com progestognios devem ser cuidadosamente observadas. Apesar das evidências disponíveis sugerirem uma associação, esta não foi confirmada nem refutada para as seguintes reações adversas sries: lesões neurooculares, por exemplo: trombose retiniana e neurite ptica. As seguintes reações adversas foram observadas em pacientes recebendo terapia combinada de estrognios-progestognios: Aumento da pressão arterial em indivíduos sucetíveis; síndrome semelhante pré-menstrual; alterações na libido; alterações no apetite; síndrome semelhante cistite; dor de cabeça; nervosismo; tontura; fadiga; dor nas costas; hirsutismo; alopecia; eritema multiforme; eritema nodoso; erupção hemorrágica; prurido. Em vista dessas observações, pacientes recebendo terapia com progestognios devem ser cuidadosamente observadas.

Contra indicação :

Cncer de mamas ou diagnosticado ou suspeito; 2. Abortamento retido; 3, Gravidez confirmada ou suspeita, ou como teste diagnóstico para gravidez; 4. Sangramento genital anormal não-diagnosticado; 5. história ou presença de tromboflebite, distúrbios trombemblicos ou apoplexia cerebral;6. Doença ou disfunção hepática; 7. Hipersensibilidade aos componentes do medicamento.

Modo de Usar :

A terapia com cycrin* deve ser adaptada s Indicaçõesespecficas e respostas terapêuticas das pacientes individuais. a administração de cycrin* para induzir uma transformação secretária do endométrio é indicada somente em casos onde o endométrio foi adequadamente preparado com estrognios endgenos ou exgenos. sangramento por supressão normalmente ocorre em 3 a 7 dias após a interrupção da terapia com cycrin*. o esquema de dosagem baseia-se em um ciclo menstrual de 28 dias e o dia 1 é o primeiro dia do sangramento. a possibilidade de gravidez deve ser descartada antes do incio da terapia com cycrin. terapia de reposição hormonal menopausal: a dose tima ao regime de dosagem (continuo ou cclico) de progestognios e mulheres tratadas com estrognios na Pós-menopausa devem ser determinados subjetivamente através da observação do padro de sangramento, e objetivamente através de bipsia endometrial após a adição de cycrin terapia estrogênica. em geral, a menor dose que controle os sintomas deve ser usada. Administração cclica: administrar cycrin 5-10 mg diários por 12 a 14 dias, a cada 28 dias do ciclo estrogúnico. Administração contínua: administrar cycrin 2,5-5 mg diários concomitantemente com a terapia estrogênica. amenorria secundária: cycrin pode ser administrado em doses de 5 a 10 mg diários, por 5 a 10 dias. a dose para induzir uma transformação secretária tima em um endométrio que foi adequadamente preparado com estrognios endgenos ou exgenos é de 10 mg diários, durante 10 dias. em casos de amenorria secundária a terapia pode ser iniciada em qualquer poca. sangramento uterino anormal devido a um desequilíbrio hormonal, na ausência de patologias orgânicas: cycrin pode ser administrado nas doses de 5 a 10 mg diários, por 10 dias, iniciando-se no 16é ou 21 dia do ciclo menstrual. para produzir uma transformação secretária tima em um endométrio que já tenha ciclo adequadamente preparado com estrognios endgenos ou exgenos, são sugeridos 10 mg diários de cycrin durante 10 dias, iniciando-se no 16 dia do ciclo. as pacientes com história de episódios recorrentes de sangramento uterino anormal podem ser beneficiadas com a administração planejada de cycrin*.

Fabricante :

Wyeth Indústria Farmacêutica Ltda.

Endereço: Rua Alexandre Dumas, 1860 - Santo Amaro, São Paulo - SP, 04717-904

Telefone:(11) 5185-8500

SAC: 08000 175934

Medicamentos do mesmo fabricante :

Advil, Anfertil, Antepsin, Benefix, Besedan, Caltrate, Cincordil, Clusivol, Cycrin, Dimetapp elixir, Dimetapp elixir, Dimetapp, Droxaine, Efexor xr, Efexor xr, Epocler, Eranz, Evanor, Fibrosine, Fleet enema, Fontol, Halothane, Harmonete, Hrf, Infrarub, Isordil, Lorax, Lorazepam, Magnesia bisurada, Materna, Materna, Minesse, Minesse, Minulet, Minulet, Mucolitic, Neumega, Nordette, Nortrel, Novantrone, Nursoy, Pondicilina, Premarin, Premelle, Preparado h, Rapamune, Rebaten la, Rinozin, Simecoplus, Sorcal, Wycillin r


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A automedicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.