Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Crinone - para que serve

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : progesterona

Apresentação :

Gel vaginal a 8%. Caixa com 7 ou 15 aplicadores preenchidos descartáveis de uso único. Cada aplicador libera 1,125 g de gel, equivalente a 90 mg de progesterona.

Fórmula

Cada grama do gel contém:
progesterona .......................................................... 80 mg

Excipientes: glicerol, óleo mineral leve, glicéride de óleo vegetal hidrogenado, carbômer 974P, policarbofila, ácido sórbico, hidróxido de sódio, água purificada.

Indicação : Crinone 8% progesterona gel vaginal é utilizado no tratamento da infertilidade causada por níveis inadequados do hormônio feminino progesterona durante o ciclo menstrual. É também utilizado durante a fertilização in vitro quando a infertilidade, em mulheres que possuem ciclos menstruais normais, possa ser devido a problemas nas trompas ou no útero. Às vezes pode não haver uma causa aparente para a infertilidade.

Farmocinética :

Crinone é um medicamento na forma de gel que contém progesterona (um hormônio produzido naturalmente na mulher) como substância ativa, e é utilizado para condições que estejam relacionadas a um possível desequilíbrio hormonal feminino. Crinone fornece uma liberação controlada e contínua de progesterona natural no interior da vagina.

Quando não Devo Usar Esse Medicamentos:

Crinone não deve ser utilizado nas seguintes condições:

alergia conhecida a progesterona ou a qualquer outro componente da fórmula;

sangramento vaginal anormal que não foi diagnosticado;

câncer de mama ou dos órgãos genitais, suspeito ou confirmado;

porfiria aguda (distúrbio metabólico hereditário);

tromboflebite, eventos tromboembólicos, apoplexia cerebral (entupimento de artérias ou veias)

ou em pacientes com histórico dessas condições;

aborto incompleto.

4. O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESTE MEDICAMENTO?

Informe seu médico se você:

está ou esteve gravemente deprimida;

tem pressão alta;

tem diabetes;

está amamentando;

não menstrua ou as menstruações são escassas ou irregulares;

está utilizando outras medicações de uso vaginal.

Se estiver em dúvida, consulte o seu médico antes de utilizar Crinone .
O médico deve ser avisado imediatamente se ocorrerem manifestações de distúrbios trombóticos (coágulos sanguíneos), incluindo tromboflebite, trombose retiniana, embolismo cerebral e pulmonar. Se alguns destes sintomas ocorrerem ou forem suspeitos, o tratamento deve ser interrompido e o médico informado.
Informe seu médico se você já sofreu de epilepsia, enxaqueca, asma ou de doenças cardíacas ou renais. Em casos de hemorragia, como em todos os casos de sangramento vaginal irregular, informe o seu médico.
O uso de Crinone deve ser cuidadoso em casos de lesões sérias do fígado.
Exames ginecológicos são necessários antes e regularmente durante tratamento com Crinone .
O uso de Crinone não é indicado em ameaça de aborto. O tratamento deve ser interrompido em casos de aborto incompleto.

Uso em crianças e idosos

Crinone não se destina à utilização em crianças e idosos.

Utilizando Crinone com outros medicamentos
Recomenda-se não utilizar Crinone junto com outros medicamentos de uso vaginal.
Informe ao seu médico se você está fazendo uso de algum outro medicamento.
Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

Gravidez e amamentação

Crinone não é indicado durante a gravidez, exceto no início da gravidez, como parte de uma técnica de reprodução assistida (ART). Crinone pode ser administrado durante o primeiro trimestre de gestação em caso de deficiência no corpo lúteo. Não usar durante a amamentação.
Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica. Informe imediatamente seu médico em caso de suspeita de gravidez.

Direção de veículos e operação de máquinas

Há risco de sonolência com o uso de Crinone ; portanto, não é recomendável dirigir ou operar máquinas durante o tratamento.

Modo de Conservar:

Conservar em temperatura abaixo de 25°C. Crinone é apresentado na forma de gel macio, branco a esbranquiçado.
Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.
Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original. Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo. TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.

Como devo usar este medicamento:

Seu médico deve orientá-la quando iniciar ou terminar o tratamento e quando deve ser aplicado, uma vez que a terapia intravaginal com Crinone deve ser adaptada a cada paciente, individualmente.
Em geral, como parte da técnica de reprodução assistida, realizar uma ou duas aplicações diárias de Crinone após seu médico haver informado que ocorreu a ovulação, ou seja, entre o 18° ao 21° dia do seu ciclo menstrual (o primeiro dia do seu ciclo menstrual é o dia em que sua menstruação inicia). Quando utilizado na fertilização in vitro, a aplicação diária deve ser mantida por 12 semanas após confirmação laboratorial da gravidez.

Uso intravaginal. Para aplicar Crinone , leia e siga atentamente o “Guia de instruções de uso”.

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.
Não interrompa o tratamento sem o conhecimento de seu médico.

Caso Esqueça de Tomar Este Medicamento:

Caso tenha se esquecido de aplicar Crinone contacte seu médico logo que verificar que se esqueceu de uma dose. Não administre uma dose dobrada para compensar a dose que se esqueceu de aplicar. Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico.

Quais os Males que esse Medicamentos pode Causar:

As reações adversas relatadas abaixo são classificadas da seguinte forma, de acordo com a frequência de Ocorrência:

muito comuns: afetam mais de 1 paciente em cada 10;

comuns: afetam 1 a 10 pacientes em cada 100;

incomuns: afetam 1 a 10 pacientes em cada 1.000;

raras: afetam 1 a 10 pacientes em cada 10.000;

muito raras: afetam menos de 1 paciente em cada 10.000.

Crinone é geralmente bem tolerado. Nos estudos clínicos, os seguintes eventos adversos foram reportados durante tratamento com Crinone . A maioria dos eventos adversos observados em estudos clínicos não podem ser distinguidos dos sintomas comuns no início da gravidez.

Reações comuns:

Dor abdominal, dor no períneo, dor de cabeça, constipação, diarreia, náuseas, dores articulares, depressão, diminuição da libido, nervosismo, sonolência, dor ou sensibilidade nas mamas, dor durante o ato sexual, aumento da eliminação de urina durante a noite.

Alergia, inchaço, cãibras, cansaço, dor, tontura, vômitos, infecção por fungos genitais, coceira vaginal, agressividade, esquecimento, secura vaginal, cistite, infecção do trato urinário, corrimento vaginal.

Os efeitos adversos com Crinone são qualitativamente idênticos àqueles descritos na literatura médica para a progesterona natural, mas a sua frequência parece ser menor. A maioria dos efeitos adversos são leves e transitórios, e comumente regridem com a continuação do uso de Crinone .

Além disso, existem relatos pós-comercialização de sangramento intermenstrual (spotting), irritação vaginal e outras reacões leves no local da aplicação, bem como reações de hipersensibilidade, geralmente na forma de erupção cutânea. Para as reações adversas identificadas durante a vigilância pós-comercialização, a quantificação da frequência não foi determinada, mas é provavelmente de rara a muito rara.

Um dos excipientes de Crinone , o ácido sórbico, pode provocar reações cutâneas locais (como dermatite de contato).

Informe ao seu médico ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

Não é de esperar que ocorra o uso de uma quantidade maior, uma vez que cada dose é aplicada por meio de um aplicador individual descartável. No entanto, se ocorrer, o tratamento com Crinone deve ser interrompido. Em caso de dose excessiva, procure o hospital mais próximo.
Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Superdosagem:

Dizeres legais :

MS 1.0089.0365
Farmacêutica Responsável: Fernanda P. Rabello - CRF-RJ n° 16979

Fabricado por:

Fleet Laboratories Ltd. – Inglaterra

Embalado por:

Ares Trading Uruguay S.A. Montevidéu – Uruguai

Importado por:
MERCK S.A.
CNPJ 33.069.212/0001-84
Estrada dos Bandeirantes, 1099
Rio de Janeiro – RJ CEP 22710-571 Indústria Brasileira

VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA
Esta bula foi aprovada pela ANVISA em 21/06/2014.

SERVIÇO DE ATENDIMENTO AO CLIENTE 0800 727-7293
www.merck.com.br

GUIA DE INSTRUÇÕES DE USO

Gel vaginal a 8%. Caixa com 7 ou 15 aplicadores preenchidos descartáveis de uso único. Cada aplicador libera 1,125 g de gel, equivalente a 90 mg de progesterona.

Crinone deve ser aplicado profundamente dentro da vagina, usando-se aplicadores selados especialmente concebidos para esta finalidade. Seguir exatamente as etapas abaixo:

Remover o aplicador do envelope selado. Não remover a extremidade giratória neste momento.

Segurar o aplicador pela extremidade grossa. Agitar como um termômetro para certificar-se de que o conteúdo esteja todo na extremidade fina.

OBSERVAÇÃO:
Se você vive em uma cidade com altitude acima do nível do mar:
a. Antes de abrir o aplicador pela extremidade fina, perfurar apenas uma vez o centro da extremidade grossa (“bolha”) do aplicador com um alfinete;

b. No momento da aplicação, pressionar a “bolha” sobre o local perfurado.

Segure o aplicador pelos extremos e gire a extremidade no lado fino do aplicador para removê-la. Não aperte a bolha da parte grossa enquanto remove a extremidade fina. Isso ajuda a evitar a saída parcial do gel antes da aplicação.

4. O aplicador é então inserido cuidadosamente dentro da vagina enquanto você está agachada ou deitada de costas com os joelhos dobrados. Inserir delicadamente a extremidade fina do aplicador dentro da vagina, o mais profundamente possível.

5. Pressionar firmemente a extremidade grossa do aplicador para empurrar todo o gel para dentro da vagina. Remover o aplicador e descartá-lo.

Depois da aplicação o aplicador poderá conter uma pequena quantidade do gel. Não se preocupe pois, mesmo assim, você terá recebido a dose correta.

7. Crinone recobre a mucosa vaginal para fornecer liberação prolongada de progesterona

VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA

MS 1.0089.0365
Farmacêutica Responsável: Fernanda P. Rabello - CRF-RJ n° 16979

Fabricante :

Merk Brasil S/A

CNPJ 33.069.212/0001-84
Estrada dos Bandeirantes, 1099
Rio de Janeiro - RJ - CEP 22710-571 Indústria Brasileira

SAC Farmacêutica - 0800 727 7293
contato.merck@merck.com.br
SAC Química - 0800 727 7292
quimica@merck.com.br



Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A automedicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.

Índice remissivo :

Dizeres legais :

Fabricante