Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Cotazym F - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo: Pancreatina e Pancrelipase.

Classe terapêutica: Enzimas Pancreticas

Apresentação: Embalagens com 10 cápsulas.

Indicação: COTAZYM "F" Cápsulas é indicado nos estados de deficiência pancretica, esteatorria e azotorria causados por fibrose cstica, estado Pós-gastrectomia, pancreatite crônica.

Efeito Colateral:

Como no caso de qualquer extrato de Póncreas (em doses muito elevadas), poderá ocorrer hiperuricosria ou hiperuricemia devido ao conteúdo de purina do produto e distúrbios gastrintestinais.

Fórmula:

Cada cápsula de COTAZYM "F" contém pancrelipase sob a forma de microgrnulos com a seguinte atividade enzimática: Lipase 8.000 U USP; Protease 30.000 U USP; Amilase 30.000 U USP.

Contra indicação:

Em pacientes com hipersensibilidade aos componentes da fórmula.

Interação Medicamentosa:

Para pacientes com níveis anormais baixos de pH duodenal pode-se prescrever terapia adjunta com um antiácido; neste caso, não é recomendável antiácidos contendo carbonato de cálcio ou hidróxido de magnésio, pois estes podem diminuir a eficácia das enzimas pancreticas, pela interação com ácidos graxos liberados pela lipase, formando sabes relativamente insolveis de ácidos graxos com magnésio ou cálcio.

Modo de Usar:

A administração deve ser por via oral; as cápsulas deverão ser tomadas de pReferência inteiras, com auxilio de algum líquido, durante as refeições ou lanches, ou podem ser abertas e o conteúdo das cápsulas misturado a alimentos pastosos nestes casos tomar cuidado e não triturar ou mastigar os grnulos para se manter a integridade do revestimento entárico. A dose, inicialmente, é de 1 a 2 cápsulas em cada refeição, e 1 cápsula cada vez que se tomar algum lanche entre as principais refeições, então ajusta-se a dose de acordo com a resposta clínica e a excreção de gordura nas fezes. Se a resposta permanecer insatisfatéria, pode haver necessidade de reduzir a ingestão de gorduras. Experimentos clínicos indicam que a dose eficaz pode situar-se entre 3 e 8 cápsulas por dia.

Precauções e Advertências

Embora estudos experimentais em animais prenhes não tenham evidenciado efeitos danosos sobre a prole, os benefícios do uso do medicamento durante a gravidez e lactação deverão ser avaliados em relação aos possíveis riscos para o feto ou recêm-nascido.

Superdosagem:

Não há dados referentes aos sintomas ou tratamento para superdosagem aguda, nas doses recomendadas.

Fabricante:

Akzo Nobel Brasil Ltda.

Rodovia Raposo Tavares km 18,5 S/N Bloco 51
Jardim Arpoador
CEP:05577-300
São Paulo - SP - Brasil
T + 55 11 2109-1100
F + 55 11 2109-1132
Website: www.akzonobel.com/br

Medicamentos do mesmo fabricante:

Androxon, Cotazym F, Dilena, Durateston 250, Durateston, Estandron P, Exluton, Fludilat, Ginedak, Ginestatin, Ginosutin M, Ginosutin, Humegon, Lipofacton, Microdiol, Norden, Orageston, Ormigrein, Ovestrion, Pavulon, Riselle, Sandrena, Styptanon


Advertências:

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A automedicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos:

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma:

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.