Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Cor Mio - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : Cloridrato de Amiodarona.

Classe terapêutica : Antiarritmicos.

Apresentação : 20 comprimidos 200 mg.

Indicação : Arritmias ventriculares (profilaxia e tratamento): taquicardia ventricular ou fibrilação ventricular hemodinamicamente instveis. eficaz nas arritmias ventriculares em pacientes com coronariopatia que já apresentaram taquicardia ventricular e fibrilação ventricular, na taquicardia ventricular idioPótica recorrente e nas arritmias ventriculares presentes na cardiopatia chagsica. Nos pacientes com miocardiopatia dilatada, amiodarona diminui a Incidência de taquicardia ventricular. No tratamento antiarrtmico profiltico dos pacientes com arritmias ventriculares complexas persistentes e assintomáticas após infarto do miocárdio,
reduzindo a mortalidade e os eventos arrtmicos. Nos pacientes portadores de arritmia ventricular maligna (com exceção do sub-grupo de pacientes com antecedente de fibrilação ventricular e fração de ejeção menor do que 30%), evitando a morte sbita cardíaca. Nos pacientes com miocardiopatia hipertrófica
concomitante é arritmia ventricular maligna, melhorando a sobrevida. Na angina associada s arritmias e insuficiência cardíaca não controlada, em casos de Contra indicação ou de ineficácia de outros tratamentos.
Arritmias supraventriculares (profilaxia e tratamento): arritmias supraventriculares refratérias ao tratamento convencional, especialmente quando se associam síndrome de W-P-W, incluindo a fibrilação atrial paroxstica, o flutter atrial, a taquicardia ectópica e a taquicardia supraventricular paroxstica tanto das
reentradas do né aV como da taquicardia reentrante AV.

Contra indicação :

COR MIO não deve ser usado quando existirem as seguintes entidades clínicas:
bloqueio AV pré-existente de segundo ou terceiro grau sem marcapasso, por haver risco de bloqueio cardíaco completo; episódios de bradicardia que dem lugar a sncope, a menos que estejam controlados por um marcapasso (a amiodarona diminui o automatismo do n sinusal, podendo produzir bradicardia sinusal resistente é atropina); pacientes que apresentam sncope e bloqueio de ramo com estudo
eletrofisiológico do feixe de His mostrando um intervalo HV superior a 65 m/seg, a menos que seja implantado um marcapasso.

Cuidados e Advertências

Gravidez: deve-se levar em conta a relação risco-benefício (dado seus potenciais efeitos adversos no neonato) nas pacientes que durante a gravidez apresentaram taquiarritmias que ameaam a vida e que forem refratérias a outros antiarrtmicos. Lactação: a amiodarona excretada no leite materno; a criança recebe aproximadamente 25% da dose materna, logo não é recomendável o uso de amiodarona em mulheres que estejam amamentando. Geriatria: os idosos podem experimentar um aumento na Incidência de efeitos neurotxicos e disfunção tireoideana.
A relação risco-benefício deve avaliar-se nas seguintes situações clínicas: insuficiência cardíaca congestiva, disfunção hepática, hipopotassemia, disfunção tireoideana incluindo bcio ou ndulos, também recomenda-se considerar que durante a cirurgia cardíaca a cu aberto em pacientes que recebem amiodarona, existe o risco de hipotensão após a eliminação da circulação extra-corPórea.

Modo de Usar :

Arritmias ventriculares:
De ataque: de 800 a 1.200 mg ao dia durante um perãodo de 1 a 2 semanas, a dose se reduzirá até 600 ou 800 mg ao dia durante 1 mês e posteriormente se diminuirá outra vez até a mínima dose de manutenção.
De manutenção: aproximadamente 400 mg ao dia. Nos pacientes com arritmias ventriculares complexas persistentes e assintomáticas após infarto do miocárdio, administra-se 1.000 mg ao dia durante um perãodo de 5 dias. A dose se reduzirá a 200 mg ao dia, sob a forma de manutenção.
Nos pacientes com angina do peito recomenda-se a administração de 600 mg ao dia durante 2 semanas e, a dose diminuirá a 400 mg ao dia durante 2 semanas mais. A dose de manutenção mínima eficaz varia segundo o paciente de 200 a 400 mg ao dia.
Taquicardia supraventricular:
De ataque: de 600 a 800 mg ao dia.
De manutenção: de 200 a 400 mg ao dia.

Fabricante :

HEXAL DO BRASIL LTDA

Rodovia Celso Garcia Cid, KM 87
Parque Industrial
Cambé - PR - Brasil
CEP 86183-600
SAC - 0800 400 91 92
sac.sandoz@sandoz.com
Cambé - PR +55 43 3174-8000
São Paulo - SP +55 11 5532-7122

Medicamentos do mesmo fabricante :

Aciclovir, Arotin, Atenopress, Atenorese, Binko Hexal, Captotec, Cetihexal, Cimetina, Ciprobiot, Clarilerg, Cor mio, Dexametonal, Diclac sr, Diclac, Enaprotec, Ergomemor, Flox, Flutec, Ginkgo Biloba, Glimeprid, Itrahexal, Keflaxina, Lisinopril, Lisinoretic, Lisinovil, Loratadina, Lorsacor, Lorsar hct, Micosten, Movacox, Neobacina, Neocina, Nimalgex, Omeprotec, Pantopaz, Piroxicam, Pontin, Qiftrim, Quadrihexal, Secnihexal, seduspar, sinvastacor, sotahexal, stugerina, Ulcerit, Zimicina,

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode ser-lhes prejudicial, mesmo que apresentem os mesmos sintomas.
Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundários não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.
O ministério da saúde adverte: a auto-medicação pode fazer mal à sua saúde.
Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária. Trata-se de um registro histórico deste medicamento.
Este texto não pode substituir a leitura da bula que acompanha o medicamento.
Os medicamentos podem mudar suas formulações, recomendações e alertas.
Apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão do medicamento comercializada.
Todas as bulas constantes no site portal são meramente informativas.
Lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.

Emagrecimento e Aumento de Massa Muscular