Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Clexane - bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : Enoxaparina.

Classe terapêutica : Anticoagulantes.

Apresentação : Caixas com 1 e 10 seringas pré-enchidas de 20 e 40 mg de enoxaparina sódica para injeção subcutânea.

Indicação : Profilaxia da TVP e recidivas; profilaxia do tromboembolismo pulmonar e prevenção da coagulação do circuito extracorPóreo durante hemodilise.

Efeito Colateral :

Manifestações hemorrágicas, trombocitopenia, equimoses no local das injeções, manifestações alérgicas e elevação das transaminases. Raramente podem ocorrer hematoma intra-espinhal após punção diagnstica/anestásica, febre, náuseas, anemia hipocrmica, edema.

Precauções :

Não se deve misturar CLEXANE com outras infuses; não se deve administrar por via intramuscular; não se deve administrar em diátese hemorrágica nem durante o primeiro trimestre da gravidez ou na me lactante. Recomenda-se cautela em insuficiência hepática, hipertensão arterial não-controlada e antecedentes de úlcera pastroduodenal. Em idosos e na insuficiência renal, a eliminação de enoxaparina retardada. Durante o uso de enoxaparina necessária a contagem de plaquetas ao menos uma vez por semana; em caso de plaquetopenia, suspender o uso do medicamento. Deve-se ter cautela no uso que precede a anestesia por via espinhal.

Fórmula :

Cada 0,1 ml da solução contém, l0 mg de enoxaparina.

Contra indicação :

Hipersensibilidade enoxaparina ou a qualquer componente do produto; endocardite bacteriana aguda com ou sem prtese valvar; alterações graves da hemostasia; lesões orgânicas suscetíveis de sangramento; trombocitopenia em pacientes que apresentem teste de agregação positiva in vitro na presença de enoxaparina; úlcera gastroduodenal ativa; acidente vascular cerebral (recente), exceto se existir, embolização sistémica; e associação com antiplaquetários (ticlopidina, salicilatos, dipiridamol) e antiinflamatórios não-asteróides.

Interação Medicamentosa :

Deseconselha-se o uso concomitante com: ácido acetilsalicílico, antiinflamatórios não-asteróides, tidopidina e heparina; deve-se ter cautela durante o uso concomitante com: anticoagulantes orais, glicocorticóides e Dextran 40.

Modo de Usar :

Para profilaxia da TVP/EP: Usar durante 7 a l0 dias. Sob risco moderado: 20 mg (0,2 ml) em dose subcutânea única diária, com incio 2 horas antes da cirurgia. Sob alto risco: 40 mg (0,4 ml) em dose subcutânea única diária, com incio 12 horas antes da cirurgia. Nos casos cirúrgicos, caso a anestesia para o ato cirúrgico seja por bloqueio espinhal, CLEXANE Deverá ser iniciado 1 hora após a punção para o bloqueio anestásico ter sido realizado. O uso de cateter para bloqueio contínuo contra-indica o incio da profilaxia até sua retirada. Hemodilise: 1 mg/kg (no acesso arterial) e, se houver necessidade, mais 0,5 a 1 mg/kg; se houver risco hemorrágico, usar 0,75 mg/kg (acesso vascular duplo) ou 0,75 mg/kg (acesso vascular simples).

Superdosagem :

Se houver manifestações hemorrágicas, a atividade anti-lla da enoxaparina pode ser neutralizada pela administração intravenosa lenta da protamina (sulfato ou cloridrato). A dose de protamina Deverá ser igual dose da enoxaparina. A neutralização da atividada anti-Xa máxima de 60%, permitindo a persistância da atividade antitrombtica.

Fabricante :

Rhodia Brasil Ltda.

Faz São Francisco - Jd Vista Alegre
CEP: 13140-000 - Paulínia / SP

Tel.: (19) 3874-8000

Medicamentos do mesmo fabricante :

Azmacort, Calsynar, Cisplatyl, Clexane, Contrathion, Ebastel, Flagyl, Flaxedil, Frademicina, Gardenal, Granocyte, Imovane, Intal nasal 2, Intal nasal 4, Intal nasal, Intal, Keduril 100 mg, Keduril gel, Keduril gotas 2, Keduril, Maalox plus, Maalox tc, Menorest, Metrotex, Motrin, Narcan, Neozine, Neuleptil, Nubain, Oddibil, Opticrom, Paluther, Peflacin 2, Peflacin, Pentaspan, Periodontil, piportil l4, piportil, pipram, postafen, primasone, profenid iv, Rilutek, Ronal, Rovamicina, Secnidal 450 mg, Secnidal 500 mg, Secnidal 900 mg, Secnidal, Solu cortef, Vincristina


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A automedicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.