Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Ciproxil - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : Ciprofloxacina.

Nas infecções causadas por bactrias sensíveis ciprofloxacina.

Efeito Colateral :

Trato gastrintestinal: vômito, náusea, diarreia, dores abdominais, flatulência e anorexia. diarreia grave e contínua, durante ou após a terapia, pode ser causada por colite pseudomembranosa, o que exige imediata interferncia médica. Deve-se interromper o tratamento e instituir medicação apropriado (p. ex.: vancomicina 4 x 250 mg/dia). Medicamentos inibidores do peristaltismo são contra indicados. Sistema nervoso central: tontura, cefaleia, cansaço, agitação e tremor. Casos muitos raros, insônia, disestesia, estado de angstia, crise convulsiva, sudorese, desequilíbrio, pesadelo, confusão mental, depressão, alucinação, aumento da pressão intracraniana. Em casos individuais, reações psicóticas. Estas reações manifestam-se por vezes logo após a 1é Administração. Nestes casos, suspender imediatamente o tratamento. rgos sensoriais: raramente alterações do olfato e paladar, distúrbios visuais (diplopia, modificação da visão das cores), zumbido, alteração transitéria da audição especialmente de alta frequência. reações de hipersensibilidade: em alguns casos, as seguintes reações ocorrem após a 1é Administração da ciprofloxacina, devendo o tratamento ser interrompido e o médico informado. Pele; prurido, febre medicamentosa, muito raramente: petquias, bolhas hemorrágicas e bolhas com formação de crostas e envolvimento hemorrágico. síndrome de Stevens-Jonhson e de Lyell, nefrite intestinal, hepatite, necrose hepatocelular, reações anafilticas ou anafilactide (edema facial, vascular e edema de laringe, dispnéia progredindo para choque). Em alguns casos após a 1é Administração. Neste casos, descontinuar o tratamento e instituir terapia adequada. Sistema cardiovascular: taquicardia, em casos muito raros: rubor, lipotimia e enxaqueca. Sangue e constituintes: eosinofilia, leucocitopenia, granulocitopenia, anemia, trombocitopenia, muito raramente: leucocitose, trombocitose, anemia hemoltica, alterações dos valores de protrombina. Outras reações: dor articular, muito raramente, sensação de fraqueza geral, dor muscular, fotossensibilidade, alteração transitéria da função renal incluindo insuficiência renal transitéria. Em casos isolados foi observada aquilotendinite, que possivelmente leva ruptura do tendão, portanto qualquer sinal de aquilotendinite (tumefação dolorosa), o tratamento a ciprofloxacina deve ser interrompida e o médico consultado. a administração em longo prazo ou repetidas vezes pode levar à superinfecção com resistância bacteriana ou fungos do tipo leveduras. Este medicamento pode alterar a capacidade de reação ao conduzir automáveis ou operar máquinas. Este efeito potencializado se houver ingestão concomitante de álcool. Interação com testes laboratoriais, sedimento urinário: aumento temporrio das transaminases, fosfatase alcalina ou icterícia colestática, especialmente em pacientes com dano hepático prvio aumento temporrio da uria, creatinina ou bilirrubina plasmática. Em casos individuais hiperglicemia, cristalria ou hematéria.

Apresentação : 6 e 14 comprimidos revestidos de 250 e 500 mg.

Contra indicação :

Não deve ser administrado a pessoas com hipersensibilidade ciprofloxacina ou derivados quinolúnicos.

Modo de Usar :

Dose diária/individual no adulto: infecções urinárias baixas (cistites), não de repetição e não complicadas em mulheres previamente hágidas podem ser tratadas com dose de 250 mg, 2 vezes ao dia, durante 3 dias. Outras infecções urinárias, renais, otorrinolaringológicas, bucomaxilofaciais, odontológicas, pulmonares, oftalmológicas, dos rgos genitais masculino e feminino, do trato gastrintestinal (incluindo febre tifide), das vias biliares, dos tecidos moles e pele, dos ossos e articulações, risco de infecção em pacientes com neutropenia, esterilização intestinal seletiva em pacientes imunossuprimidos: 250 mg a 500 mg 2 vezes ao dia durante 7 a 14 dias. Em relação a infecções otorrinolaringológicas, a ciprofloxacina está indicada na otite média e sinusite quando causada por agentes Gram-negativos, incluindo Pseudomonas e Staphylococcus (gram-positivos). As infecções graves, as infecções articulares e principalmente as osteomielites podem necessitar de doses mais elevadas: 500 mg 3 vezes ao dia por perãodo mais prolongado. Nos casos de gonorréia (uretrite gonoccica), os pacientes podem ser tratados com uma única dose de 250 mg. Posologia na insuficiência renal e hepática: clearance de creatinina a 20 ml/min. Ou creatinina sérica maior que 3 mg/100 ml: deve-se utilizar a metade da dose diária recomendada em uma única tomada ou dividi-la em duas tomadas. Nas pacientes com insuficiência renal e hepática associada: o mesmo esquema posológico Deverá ser seguido, com eventual determinação das concentrações séricas de ciprofloxacina. Pacientes com insuficiência renal em hemodilise: utilizar metade da dose recomendada em uma única administração após a dilise. Pacientes com insuficiência hepática isolada não necessitam de alterações na posologia.

Fabricante :

Química Haller Ltda.

Av. Além Paraíba, 104 - Higienópolis
Rio de Janeiro – RJ - Brasil
CEP 21061-090

Tel.: + 55 (21) 2260-0988
haller@haller.ind.br

Medicamentos do mesmo fabricante :

Bendrax, Bentiamin, Ciclon, Ciproxil, Clavoxil, Duoctrin 800, Duoctrin, Flogonac, Gentaxil 120 mg, Gentaxil 160 mg, Gentaxil 280 mg, Helmidrax, Ilocin, Menosedan, Monipax 150 mg, Respicilin, Vopax


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A auto-medicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.

Emagrecimento e Aumento de Massa Muscular