Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Cinoflax - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : Cloridrato de Ciprofloxacina.

Apresentação : Comprimidos revestidos de 250 mg: caixa com 6 e 14 comprimidos revestidos.
Comprimidos revestidos de 500 mg: caixa com 6 e 14 comprimidos revestidos.

Indicação : CINOFLAX (Ciprofloxacina) é indicado nas infecções causadas por bactrias sensíveis Ciprofloxacina.

Efeito Colateral :

As reações adversas observadas com Ciprofloxacina são as já descritas para outros derivados quinolúnicos: Efeitos diversos: Dores articulares, mialgias, tendinite, discreta fotossensibilidade e alteração transitéria da acuidade auditiva, especialmente para rudos de alta frequência. Trato gastrintestinal: vômito, náusea, diarreia, dispepsia, dores abdominais, flatulência e anorexia. diarreia grave e contínua, durante ou após a terapia, pode ser causada por colite pseudomembranosa, a qual exige imediata interferncia médica. A terapia com a ciprofloxacina deve ser interrompida e instituída medicação apropriada. Medicamentos inibidores dos peristaltismos são contra indicados. Sistema nervoso central: Vertigens, cefaleia, cansaço, insônia, estado de excitação e tremor. Em casos muito raros: disestesia, estado de angstia, crise convulsiva, sudorese, desequilíbrio, pesadelo, confusão mental, depressão, alucinações, alterações de paladar e do olfato, perturbações visuais (diplopia, modificação da visão das cores) e reações psicóticas. Estas reações manifestam-se por vezes, logo após a primeira administração. Nestes casos, deve-se suspender imediatamente o tratamento com a Ciprofloxacina e informar o médico. Efeitos sobre os componentes do sangue : Anemia, leucocitose, leucopenia, eosinofilia e em casos muito raros, trombocitose e alterações dos níveis de protrombina. Sistema cardiocirculatério: Em casos muito raros, taquicardia, rubor, lipotimia e enxaqueca. Rins: Lesão tubular renal, nefrite intersticial e alterações da função renal, podendo progredir para insuficiência renal transitéria, foram observados em casos extremamente raros. reações de Hipersensibilidade: reações dermatológicas: erupção cutânea (exantema, eritema), prurido, edema facial e febre. Em casos muito raros, reação anafiltica (por ex.: edema de lngua, de glote, dispnéia e choque grave). Nestes casos, a terapêutica deve ser imediatamente interrompida e instituído o tratamento adequado. Em casos isolados foram observadas petquias, vesculas hemorrágicas e Pópulas com crostas como expressão de vasculite, síndrome de Stevens-Jonhnson e hepatite; muito raramente, alterações hepáticas severas inclusive necrose hepatocelular. Fototoxicidade ou fotoalergia (por ex.: exantema bolhoso em locais expostos luz). Este medicamento pode alterar a capacidade de reação ao conduzir automáveis ou operar máquinas. Este efeito potencializado se houver ingestão concomitante de álcool. Alterações Laboratoriais: Especialmente em pacientes com hepatopatia prvia, pode ocorrer discreto aumento das transaminases séricas e da fosfatase alcalina, bem como icterícia colestática; elevação transitéria da uria, creatinina e das bilirrubinas séricas; hiperglicemia e, em casos isolados, cristalria e hematéria.

Precauções :

A ciprofloxacina somente Deverá ser administrada nos casos de acidente vascular cerebral após terapêutica anticonvulsivante adequada ter sido instituída. Em pacientes com lesões prvias do sitema nervoso central como epilepsia, baixo limiar convulsivo, história de crise convulsiva, isquemia cerebral, alterações estruturais cerebrais ou acidente vascular cerebral, a ciprofloxacina só deve ser utilizada após considerar-se cuidadosamente, a reação risco-benefício, uma vez que estes pacientes são sucetíveis a apresentarem efeitos secundários nível de sistema cerebral. A ciprofloxacina pode alterar a capacidade de reação ao conduzir veículos ou operar máquinas. Esse efeito potencializado se houver ingestão de álcool. A ciprofloxacina deve ser administrada com cuidado em pacientes com alterações da função renal (inclusive idosos) ajustando-se a dose conforme o quadro clínico.

Fórmula :

Comprimido revestido de 250 mg - cada comprimido revestido contém:
Ciprofloxacina (Cloridrato de ciprofloxacina monohidratada) 250 mg
Excipiente: Lactose, Estearato magnésio, Talco, dióxido de titânio, Copolómero ácido Metacrílico, álcool IsoproPólico, Acetona, água Destilada e Amido.
Comprimido revestido de 500 mg - cada comprimido revestido contém:
Ciprofloxacina (Cloridrato de ciprofloxacina monohidratada) 500 mg
Excipiente: Lactose, Estearato magnésio, Talco, dióxido de titânio, Copolómero ácido Metacrílico, álcool IsoproPólico, Acetona, água Destilada e Amido.

Contra indicação :

CINOFLAX (Ciprofloxacina) É contraindicado em casos de hipersensibilidade Ciprofloxacina e aos componentes da fórmula, durante os perãodos de gestação e lactação. A Ciprofloxacina não deve ser utilizada em crianças e adolescentes em fase de crescimento.

Interação Medicamentosa :

A administração concomitante de antiácidos contendo magnésio, Alumínio ou cálcio reduz a absorção da Ciprofloxacina. Portanto, deve ser administrada 1 a 2 horas antes da ingestão de antiácidos ou pelo menos 4 horas depois. Esta restrição não se aplica no caso de bloqueadores dos receptores H2. A ciprofloxacina administrada simultâneamente com Teofilina pode resultar em um aumento indesejável da concentração plasmática da mesma, podendo dar origem a efeitos colaterais induzidos pela Teofilina. Nos casos em que a administração simultânea for indispensvel, necessária a monitorização das concentrações séricas da Teofilina e redução conveniente da dose. Estudos experimentais revelaram que a associação de doses elevadas de quinolona com alguns antiinflamatórios não esteroides, mas não com ácido acetilsalicílico, pode causar convulsões. Em casos isolados, após a administração concomitante de Ciprofloxacina e Ciclosporina, foram observados aumentos transitórios da concentração de creatinina sérica, tornando necessário o controle rigoroso destes níveis (duas vezes por semana). O uso associado com Varfarina pode intensificar o efeito desta.

Modo de Usar :

Infecções urinárias leves e moderadas (cistite) 250mg de 12/12 h 3 a 14 dias
Infecções urinárias graves 500mg de 12/12 h 7 a 14 dias
Infecções respiratórias leves e moderadas 500mg de 12/12 h 7 a 14 dias
Infecções respiratórias graves 750mg de 12/12 h 7 a 14 dias
Infecções: odontológicas, oftalmológicas, das vias biliares, dos tecidos moles, dos ossos e articulações, sepsis, peritonite, risco de infecção em pacientes com neutropenia, esteriliza-
ção intestinal seletiva em pacientes imunossuprimidos 500mg de 12/12 h 7 a 14 dias
diarreias de etiologias bacterianas 500mg de 12/12h 5 a 7 dias
Infecções recidivantes em pacientes com mucoviscidose, infecções abdominais graves, osteomielite e infecções articulares causadas por Pseudomonas, Staphylococcus ou
Streptococcus 750mg de 12/12h 7 a 14 dias
*O tempo de duração do tratamento deve ser avaliado pelo médico dependendo da gravidade do quadro clínico.

Superdosagem :

Em casos de superdose, promover o esvaziamento gástrico ( através de emese ou lavagem gástrica ) e aplicar tratamento sintomático de manutenção.

Fabricante :

Ativus farmacêutica Ltda.

Rua Fonte Mécia, 2050
Cep 13270-000 - CX Postal 489
Bairro São Pedro - Valinhos /SP
E-mail: ativus@ativus.com.br

Medicamentos do mesmo fabricante :

Antagon, Asmax, Azimix, Calcichell, Calman, Cinoflax, Colpist mt, Cortax, Dexador, Ferrin, Fluidin, Folifer, Ginotrax, Gynax n, Inflax, Klispel, Licovit, Livten 500 mg, Loratadina, Loremix d, Loremix, Meloxil, Miconan, Mivalen, Nasterid a, Nasterid, Nortec, Novativ, Xelix, Xirvit


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A automedicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.