Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Cifloxan - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : Ciprofloxacina.

Apresentação :

Comprimido de 250mg: Embalagem contendo 6 e 14 comprimidos.
Comprimido de 500mg: Embalagem contendo 6 e 14 comprimidos.

Indicação : Infecções das vias respiratórias: broncopneumonia e pneumonia lobar. Bronquite aguda, bronquiectasias, empiema. Infecções do trato geniturinário: uretrites complicadas, pielonefrite, prostatite, gonorréia. Infecções osteoarticulares: osteomielite, artrite sptica. Infecções gastrintestinais: diarreia infecciosa, febre entárica. Infecções sistémicas graves: septicemias, bacteriemias, infecção das vias biliares, Pólvicas e otorrinolaringológicas.

Efeito Colateral :

Ocasionalmente pode produzir náuseas, diarreias, vômitos, dispepsia. Alterções do SNC: vertigem, cefaleias, cansaço, insônia, tremor. Em raras ocasies: sudorese, convulsões, estados de ansiedade. reações de hipersensibilidade, erupções cutâneas, prurido, febre medicamentosa. reações anafilactides: edema facial, vascular e larngeo. Nestes casos, o tratamento Deverá ser suspenso imediatamente. Podem aparecer aumentos transitórios nas enzimas hepáticos, principalmente em pacientes com lesão hepática prvia. distúrbios sanguíneos: muito raramente eosinofilia, trombocitose, leucocitose, anemia. Dores musculares, tenossinovite, fotossensibilidade.

Precauções :

Devido aos efeitos colaterais que pode produzir no SNC, somente Deverá ser utilizado quando os benefícios terapêuticos superarem os riscos descritos, principalmente em pacientes com antecedentes de crises epilpticas ou outros distúrbios do SNC (baixo limiar convulsivo, alteração orgânica cerebral ou AVC). não é recomendado seu uso na gravidez nem no perãodo de lactação. Em raras ocasies foi observada cristalria relacionada com o emprego de ciprofloxacina, por isso, os pacientes deverão estar bem hidratados e evitar uma alcalinidade excessiva da urina.

Fórmula :

Cada comprimido de 250mg contém:
Cloridrato de ciprofloxacina....................250mg
Excipientes: amido de milho, celulose microcristalina, polivinilpirrolidona, dióxido de silício coloidal, estearato de magnésio, hidroxipropilmetilcelulose, polietilenoglicol 4000 e dióxido de titânio; q.s.p....................1 comprimido
Cada comprimido de 500mg contém:
Cloridrato de ciprofloxacina....................500mg
Excipientes: amido de milho, celulose microcristalina, polivinilpirrolidona, dióxido de silício coloidal, estearato de magnésio, hidroxipropilmetilcelulose, polietilenoglicol 4000 e dióxido de titânio; q.s.p....................1 comprimido

Contra indicação :

Pacientes com hipersensibilidade droga e outras quinolonas. Gravidez. Lactação. Crianças.

Interação Medicamentosa :

Os níveis séricos de teofilina se elevam quando administrado com quinolonas. Junto com ciclosporina, aumenta os valores séricos de creatinina.
A fim de não interferir na absorção de antiácidos (com hidróxido de magnésio ou alumínio), somente Deverá ser administrado 1 ou 2 horas após a ingestão destes.

Modo de Usar :

A dose ser determinada pela gravidade da infecção, pela sensibilidade dos organismos causadores, idade, peso, função renal do paciente. Dose média por via oral/adultos infecções do trato urinário: 250 a 500mg a cada 12 horas; cistite aguda não complicada: 250mg a cada 12 horas, durante 3 dias; infecções das vias respiratórias, infecções osteoarticulares, de pele e tecido moles: 250 a 500mg a cada 12 horas, podendo ser elevada a 750mg a cada 12 horas, em caso de maior gravidade; infecções por pseudomonas no trato respiratério inferior: a dose normal de 750mg, duas vezes ao dia, gonorréia: dose única de 250mg. Na maioria das outras infecções, de 500 a 750mg, 2 vezes ao dia. O perãodo de tratamento habitual para infecções agudas de 5 a 10 dias e deve ser continuado 3 dias após o desaparecimento dos sinais e sintomas. Em pacientes com função renal alterada, em geral Não é necessário ajustar a dose, exceto em insuficiência renal grave. Nestes casos, pode-se reduzir a dose diária total pela metade. Não se recomenda seu emprego em crianças e adolescentes em crescimento. Caso seja necessária sua indicação , a dose a ser empregada pode ser de 7,5 a 15mg/kg/dia por via oral, administrada a cada 12 horas.

Superdosagem :

Em casos acidentais de superdosagem oral aguda, foi registrada toxicidade aguda reversível, Portanto, Além das medidas habituais de emergência, recomenda-se monitorizar a função renal e administrar antiácidos contendo cálcio ou magnésio, para reduzir a absorção de ciprofloxacina. Apenas uma pequena parte da droga (menos de 10%) pode ser removida por dilise peritoneal ou hemodilise.

Uso em Idosos

Todo medicamento deve ser administrado com cautela e sob prescrição médica por pacientes idosos, pois estes apresentam variações fisiológicas comuns (aumento do percentual de gordura, diminuição da função renal, etc.) que podem alterar o efeito do medicamento.

Fabricante :

Vitapan Indústria farmacêutica Ltda.

Endereço: Rua VPR 01, Quadra 02-A, Modulo 01, Daia
Anápolis - GO, 75132-020
Telefone: (62) 3902-6100
CNPJ: 30.222.814/0001-31
Industria Brasileira.

Medicamentos do mesmo fabricante :

Aceclofenaco, Alendrin, Algy Flanderil, Amlodil, Ancloric, Assedatil, Atenoclor, Baczin, Beritin BC, Binafin, Bronquil, Butacid, Cecoflan, Celoxin, Cifloxan, Cinazin, Clarivit, Clordilon, Cloridrato de Amilorida Hidroclorotiazida, Clotigen, Dermitrat, Dermonil, Descoflan, Dexamex, Dibetam, Digoxan, Dimedril, Dimenidrin, Diureclor, Doralex, Dorfenol, Doxilina, Dnergrip-C, Feldran, Ferrison, Flamalgen, Flamatrat, Fluconid, Fungitrin, Gellat, Ginecol,
  • Glicomet, Hemodase, Ivermectina, Katrizan, Lisinoprid, Lorasc, Lorasliv, Losacoron, Mebendathil, Meloflan, Micotrin, Miocardil, Mucovit, Nimelid, Nimelit, Nistagen, Panvermin, Peptovit, Permitrat, Predcort, Pressomet, Pulmotrat, Quadrineo, Renapril, Resfriol, Reumotec, Ritroxim, Secdazol, Sivastin, Soripan, Suavebaby, Sulfato de Salbutamol, Tenolon, Ulcevit, Vertizan, Vitaglos, Vital Colírio, Vitromicin,

    Advertências :

    Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

    Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

    Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

    Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

    Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

    O ministério da saúde adverte:

    A auto-medicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

    Como descartar os medicamentos :

    Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

    Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

    Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

    Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

    Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

    As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

    Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

    Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

    No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

    Mantenha-o longe do alcance de crianças.

    Manuseie-o com as mãos limpas.

    Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

    O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

    Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

    Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

    Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

    Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.

  • Emagrecimento e Aumento de Massa Muscular