Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Cervinca - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : Vincamina.

Classe terapêutica : 2.13.1 Medicamentos utilizados no tratamento sintomático das alterações das funções cognitivas.

Apresentação : Cervinca apresenta-se em comprimidos, de cor rosa, acondicionados em blister de
PVC-Alu/LDPE, em embalagens de 20 e 60 unidades.

Cervinca É um medicamento que contém como substância ativa a vincamina.

Indicação : Cervinca é indicado no dfice cognitivo ligeiro.

Antes de tomar Cervinca
Não tome Cervinca
- Se tem alergia (hipersensibilidade) vincamina, ou a qualquer outro componente de Cervinca.
- Se tem hipertensão (elevada pressão sanguínea) intracraneana.
- Se sofreu de acidente vascular cerebral.
- Se sofreu de enfarte do miocárdio recentemente.

Tome especial cuidado com Cervinca
- Se tem perturbações do ritmo cardíaco.
- Se tem antecedentes de enfarte do miocárdio.
- Se tem níveis baixos de potássio na corrente sanguínea (hipocalimia) que podem causar fraqueza muscular, contracções ou ritmo cardíaco anormal (Deverá ser previamente corrigida).

Tomar Cervinca com outros medicamentos
Informe sempre o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica.
Deve evitar-se a associação de Cervinca com diuréticos da ansa ou medicamentos potenciadores de Torsade de Pointes, pelo efeito cardiogúnico.
O uso concomitante de vincamina com barbitúricos deve ser evitado devido é ação potenciadora dos barbitúricos (sedativa, hipotensora).

Tomar Cervinca com alimentos e bebidas
A vincamina pode ser administrada conjuntamente com os alimentos.

Gravidez e aleitamento
Consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento.
Os estudos de teratogenicidade foram apenas realizados em animais, verificando-se não haver efeito embriotoxico ou teratogúnico em doses terapêuticas.
A elevada biodisponibilidade do fármaco sugere a sua presença no leite materno, que embora não estudada em humanos, indica uma necessidade de ponderar a relação risco/benefício em mulheres a amamentarem.
Assim dada a escassez de dados Cervinca não deve ser administrado a grávidas ou purperas que amamentam.

Condução de veículos e utilização de máquinas
Não foram observados efeitos sobre a capacidade de conduzir e utilizar máquinas durante a terapêutica com Cervinca.

Informaçães importantes sobre alguns componentes de Cervinca
Cervinca contém lactose mono-hidratada. Se foi informado pelo seu médico que tem intolerância a alguns açúcares, contacte-o antes de tomar este medicamento.
Cervinca contém vermelho de Ponceau 4R (E124) o qual pode causar reações alérgicas.
Cervinca contém amido de trigo. O amido de trigo é adequado para indivíduos com doença celaca. Doentes com alergia ao trigo (diferente da doença celaca) não devem tomar este medicamento.
Cervinca contém óleo de rcino hidrogenado o qual pode causar distúrbios no estômago e diarreia.

COMO TOMAR Cervinca
Tomar Cervinca sempre de acordo com as Indicaçõesdo médico. Fale com o seu médico ou farmacêutico se tiver dúvidas.
Cervinca é administrado por via oral, recorrendo a um pouco de água.
A dose habitual, nos adultos de 60 mg/dia, divididos em três tomas diárias.
A dose deve ser estabelecida pelo clínico, caso a caso, e em função do peso e idade do doente.

Se tomar mais Cervinca do que deveria:
Não são conhecidos casos de sobredosagem, no entanto, se tomar mais Cervinca do que deveria contacte o seu médico ou farmacêutico.
Os efeitos txicos que resultam de doses elevadas são: hipotensão persistente, sedação, alterações electrocardiogrficas. Nestes casos, para Além da lavagem gástrica, poderá ser administrado um agente precipitante dos alcalóides, como a tintura de iodo ou o tanino em solução, ou sulfato de atropina.

Caso se tenha esquecido de tomar Cervinca
Caso se tenha esquecido de tomar uma dose de Cervinca tome-a assim que se lembrar, contudo se a altura da próxima toma estiver próxima não tome a dose esquecida.
Não tome uma dose dobrada para compensar um comprimido que se esqueceu de tomar.

Se parar de tomar Cervinca
só deve parar de tomar Cervinca após completar o tratamento indicado pelo médico.
Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu médico ou farmacêutico.

Efeitos secundários Cervinca
Como todos os medicamentos, Cervinca pode causar efeitos secundários, no entanto estes não se manifestam em todas as pessoas.
Na terapêutica com vincamina os efeitos secundários são ligeiros e transitórios, observando-se no geral uma boa tolerabilidade.
A nível gastrointestinal, os efeitos secundários são pouco frequentes verificando-se náuseas e vômitos, dor abdominal e diarreia.
Por via oral, apenas se descreveram quadros raros de arritmia ou sncope sem gravidade.
Afecções dos tecidos cutâneos e subcutâneos podem revelar-se raramente como prurido (comicháo) e muito raramente como reação exantemática.

COMO CONSERVAR Cervinca
Manter fora do alcance e da vista das crianças.
Conservar a temperatura inferior a 25 C. Conservar na embalagem de origem para proteger da luz e da humidade.
Não utilize Cervinca após o prazo de validade impresso no blister e na embalagem exterior, após VAL.
O prazo de validade corresponde ao últim dia do mês indicado.
Não utilize Cervinca se verificar sinais visíveis de deterioração (tumescimento ou alteração da cor).
Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico.
Pergunte ao seu farmacêutico como eliminar os medicamentos de que já não necessita. Estas medidas irão ajudar a proteger o ambiente.

Outras informações
Qual a composição de Cervinca
- A substância ativa é a vincamina. Cada comprimido contém 10 mg de vincamina.
- Os outros componentes são: Amido de trigo, lactose mono-hidratada, talco, estearato de magnésio, óleo de rcino hidrogenado e Vermelho de Ponceau 4R (E124).


Fabricante :

Laboratórios Basi Indústria farmacêutica, S.A.
Rua do Padro, 98 3000-312 Coimbra
Portugal
Telefone: 239.827021
Telefax: 239.492845
E-mail: basi@basi.pt

Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A automedicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.