Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Celebra - Bula

Celebra® é um medicamento analgésico e anti-inflamatório de última geração, não esteroide, indicado para o tratamento sintomático da osteoartrite.

Princípio ativo : Celecoxibe

Classe terapêutica : Antiinflamatórios

Apresentação : Celebra cápsulas de 100 mg em embalagens contendo 20 cápsulas. Celebra cápsulas de 200 mg em embalagens contendo 4, 10, 15 ou 30 cápsulas.

Fórmula :

Cada cápsula de Celebra 100 mg ou 200 mg contém 100 mg ou 200 mg de celecoxibe, respectivamente. Excipientes: lactose monoidratada, povidona, estearato de magnésio, croscarmelose sódica, laurilsulfato de sódio.

II - Informações ao paciênte

Para que serve : Celebra (celecoxibe) cápsulas é indicado para o tratamento sintomático da osteoartrite (lesão crônica das articulações ou “juntas”) e artrite reumatoide (inflamação crônica das "juntas" causada por reações autoimunes, quando o sistema de defesa do corpo agride por engano ele prprio); alívio dos sintomas da espondilite anquilosante (doença inflamatéria crônica que atinge as articulações da coluna, quadris e ombros); alívio da dor aguda, no pós-operatério de cirurgia ortopódica, ou dental, e em doenças mêsculo-esquelticas (como entorse do tornozelo e dor nas costas); alívio da dismenorreia primria (célica menstrual) e alívio da lombalgia (dor nas costas).

Farmacocinética :

Celebra É um agente anti-inflamatório (combate a inflamação que é a reação do sistema de defesa do nosso corpo a uma agressão, que se manifesta como dor, calor, vermelhidão no local) e Analgésico (promove redução da dor) não esteroidal (não derivado de hormônios) da classe dos inibidores específicos da enzima ciclooxigenase 2 (COX-2, substância responsável por desencadear a inflamação). Além da inibição da COX-2 os anti-inflamatórios não esteroidais tradicionais inibem também a COX-1, o que pode aumentar os riscos de eventos adversos gastrintestinais (lesões, úlceras e sangramentos). A dor aguda reduzida após 28 minutos da dose de Celebra , já a redução dos sintomas da osteoartrite e da artrite reumatoide percebida em 1-2 semanas de uso da medicação.

Contra Indicações :

Celebra não deve ser usado por pacientes que:

(1) tenham tido crise de asma (doença pulmonar com crises de chiado), urticária (alergia de pele) ou reações alérgicas após uso de Ácido acetilsalicílico (Aspirina) ou outros anti-inflamatórios; pois há risco de alergia com o uso de Celebra ;

(2) com doença hepática (do fgado) grave e/ou com insuficiência renal grave (redução importante do funcionamento dos rins);

(3) tenham dor relacionada cirurgia de revascularização do miocárdio (cirurgia da ponte de veia safena ou de artria mamria para obstrução da coronária).

Precauções e Cuidados :

Celebra não deve ser usado por grávidas sem orientação e seguimento médico; especialmente durante o primeiro e segundo trimestres (até por volta do 6o mês). O uso de Celebra durante a gravidez precisa que se pese os potenciais benefícios para a me e riscos para a criança, o que só pode ser feito pelo médico ou dentista. Informe imediatamente o seu médico em caso de suspeita de gravidez ou se estiver amamentando.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgio- dentista. Embora reduza o risco de desenvolvimento de complicações gastrintestinais associadas ao uso de anti- inflamatórios, esse risco não está eliminado pelo uso de Celebra ; sendo maior em maiores de 65 anos ou com história anterior de perfuração, úlcera ou sangramento gastrintestinal.

Celebra deve ser usado com cautela em pacientes com:

(1) hipertensão (pressão alta), pois pode pior-la;

(2) com maior risco de lesões nos rins devido ao uso de anti-inflamatórios: portadores de insuficiência renal (redução grave da função dos rins), alterações da função do fgado e idosos;

(3) portadores de deficiência de enzimas metabolizadoras CYP2C9. Comunique ao seu médico se voc tiver qualquer uma dessas condições.

Celebra deve ser descontinuado ao aparecimento de rash cutâneo (vermelhidão), lesões nas mucosas (olhos, nariz, boca) ou outros sinais de alergias. Sempre avise ao seu médico todas as medicações que voc toma quando ele for prescrever uma medicação nova.

O médico precisa avaliar se as medicações reagem entre si alterando a sua ação, ou da outra; isso se chama interação medicamentosa.

Celebra pode interagir com:

(1) anticoagulantes (medicamentos que reduzem a coagulação sanguínea como a varfarina) aumentando o risco de sangramento;

(2) anti-hipertensivos (medicações para a pressão alta) das classes dos inibidores da enzima conversora de angiotensina (ECA) e/ou antagonistas da angiotensina II e diuréticos podem ter seu efeito reduzido;

(3) fluconazol (medicamento contra infecção por fungos) pode reduzir os níveis sanguíneos de Celebra ;

(4) lítio (medicamento usado para doenças mentais) pode ter seu nível sanguíneo aumentado.

Informe ao seu médico ou cirurgio-dentista se voc está fazendo uso de algum outro medicamento. Não use medicamento sem o conhecimento de seu médico. Pode ser perigoso para a sua Saúde.

Conservação e cuidados :

Celebra 100 e 200 mg deve ser conservado em temperatura ambiente (entre 15 e 30°C), protegido da luz e umidade. Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido.

Guarde-o em sua embalagem original. Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e vocé observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utiliz-lo.

Características do produto: Celebra 100 mg apresenta-se como uma cápsula branca com duas faixas na cor azul. Celebra 200 mg apresenta-se como uma cápsula branca com duas faixas na cor amarela.

Modo de Usar :

Celebra deve ser engolido com ou sem alimentos. Para o tratamento de dor aguda (Pós operatério e doenças mêsculo-esquelticas) e dismenorreia primria: 400 mg na primeira dose, seguidos de uma dose de 200 mg por via oral (engolido) após 12 horas, seguido de 200 mg a cada 12 horas nos dias seguintes durante o tempo indicado pelo seu médico. Uso para o tratamento de dor crônica: todo anti-inflamatório deve ser usado na sua menor dose diária eficaz durante o menor perãodo possível. O tempo adequado Deverá ser decisão do seu médico. As doses sugeridas de Celebra para essas doenças são as seguintes: (1) Osteoartrite e Espondilite anquilosante: 200 mg em dose única ou 100 mg duas vezes; (2) Artrite reumatoide: 100 ou 200 mg duas vezes ao dia; (3) Lombalgia: 200 mg ou 400 mg em dose única ou dividida em duas vezes de 100 mg ou 200 mg.

Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horrios, as doses e a duração do tratamento. Não interrompa o tratamento sem o conhecimento de seu médico. Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.

Caso esqueça de Tomar :

Caso voc esquea-se de tomar Celebra no horrio estabelecido pelo seu médico, tome-o assim que lembrar. Entretanto, se já estiver perto do horrio de tomar a próxima dose, pule a dose esquecida e tome a próxima, continuando normalmente o esquema de doses recomendado pelo seu médico. Neste caso, não tome o medicamento duas vezes para compensar doses esquecidas. O esquecimento da dose pode comprometer o resultado do tratamento.

Efeitos Colaterais :

Muito comum: aumento da pressão arterial e diarreia.

Comum: inflamação dos brnquios, faringe, nariz e seios da face; infecção do trato respiratério superior (regio do nariz até os brnquios) e urinária; piora de sintomas alérgicos; insônia; tontura; tosse, dor abdominal, naseas, vômitos; dispepsia (sensação de queimação no estômago), flatulência (aumento da excreção de gases), disfagia (dificuldade para engolir); coceira; sintomas de gripe; edema (inchao) perifrico (dos membros); infarto do miocárdio (entupimento dos vasos que levam sangue para o mêsculo do coração o que mata algumas partes dor rgo); dispneia (falta de ar); refluxo gastroesofágico (volta dos alimentos do estômago para o esfago); síndrome do intestino irritvel (doença em que há aumento do nmero de evacuações ao longo do dia e em situações de estresse); rash (lesões avermelhadas na pele); pedra nos rins; hiperplasia (aumento do tamanho) e/ou inflamação da próstata; aumento de peso; aumento dos níveis de creatinina (substância que está presente no sangue) e/ou do antgeno prostático específico (substância presente no sangue que indica problemas na próstata); infecções por fungos; aumento da contração dos mêsculos. Incomum: redução do nmero das células vermelhas (anemia) e plaquetas (células responsveis pela coagulação) do sangue; ansiedade, sonolência, zumbido, visão borrada; alterações do ritmo do coração; queda de cabelo, lesões roxas na pele, urticária (manchas vermelhas que coam na pele); tromboembolismo (entupimento dos vasos) dos vasos profundos, sangramento das hemorroidas, aumento da sensibilidade nas mamas, aumento da quantidade de potássio e sódio e/ou redução da testosterona (hormnio) no sangue; fraturas dos ossos, infecção pela bactria Helicobacter, pelo vrus Herpes zoster, infecções nas gengivas, na pele e em feridas.

Raro: confusão mental, úlceras (que podem ser perfuradas) no estômago e/ou intestino, inflamação no pâncreas, aumento da quantidade de enzimas (substâncias) hepáticas (produzidas pelo fgado), angioedema (inchao generalizado do corpo) e erupção bolhosa (lesões em forma de bolhas na pele). Os eventos citados a seguir tém frequência desconhecida: anafilaxia (alergia generalizada), alucinação, perda da capacidade de sentir sabor e/ou cheiros, meningite assptica (inflamação das membranas que recobrem o crebroe a medula espinal sem infecção), reações de fotossensibilidade (lesões na pele causadas pela exposição ao sol em quem usa um determinado medicamento), síndrome de Stevens-Johnson (manchas vermelhas, bolhas, ulcerações que acometem todo o corpo e as mucosas da boca, faringe, olhos e regio anogenital), necrólise epidérmica tóxica (morte de grandes extenses de pele), dermatite esfoliativa (lesões descamantes na pele), eritema multiforme (lesões vermelhas de diferentes aspectos na pele) inflamação da conjuntiva (regio branca dos olhos) e/ou vasos sanguíneos, hemorragia (sangramento) no crebro e/ou estômago e/ou intestino; embolia (entupimento dos vasos) pulmonar, insuficiência (redução importante da função) e/ou inflamação e/ou necrose (morte das células) do fgado, nefrite intersticial (tipo de inflamação nos rins), redução da quantidade de sódio no sangue, alterações e/ou dor relacionados a menstruação.

Informe ao seu médico, cirurgio-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também a empresa através do servio de atendimento. Atenção: este produto É um medicamento que possui nova indicação terapêutica no pas e, embora as pesquisas tenham indicado eficácia e segurança aceitveis, mesmo que indicado e utilizado corretamente, podem ocorrer eventos adversos imprevisíveis ou desconhecidos. Nesse caso, informe seu médico.

Superdosagem :

O uso de grandes quantidades de anti-inflamatórios podem gerar: cansaço, sonolência, náusea, vômito e dor de estômago, normalmente reversíveis; e sangramento gastrintestinal, aumento da pressão sanguínea, insuficiência renal aguda (falência do rim), depressão respiratéria (redução grave dos movimentos respiratério), coma e reações anafilticas (alérgicas).

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se voc precisar de mais orientações.

DIZERES LEGAIS

MS - 1.0216.0135 farmacêutico responsável: Jos Cludio Bumerad – CRF-SP n° 43746

Fabricante :

LABORATÓRIOS PFIZER LTDA.

Avenida Presidente Tancredo de Almeida Neves, 1555 CEP 07112-070 - Guarulhos – SP CNPJ no 46.070.868/0001-69
Fale Pfizer 0800-7701575


Medicamentos do Mesmo Fabrcante :

Adriblastina, Aldactone, Aldazida, Aracytin, Aromasin, Bextra, Caduet, Caverject, Celebra, Citalor, Dalacin V, Dalacin, Detrusitol, Diabinese, Dostinex, Dostinex, Drenol, Ecalta, Epelin, Eunades, Farlutal, Farmorubicina, Feldene, Fibrase, Fragmin, Frontal, Gelfoam, Genotropin, Geodon, Gino fibrase, Gino pletil, Gino tralen, Kitnos, Legifol, Lomotil, Loniten, Lopid, Lyrica, Macugem, Mansil, Miantrex, Minipress, Neurontin, Norvasc, Ponstan, Propil,Vincizinacs

Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A auto-medicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.


Emagrecimento e Aumento de Massa Muscular