Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Cefobid - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : Cefoperazona.

Indicação :

Cefobid ( cefoperazona sódica) é indicado para o tratamento das infecções causadas por germes sensíveis cefoperazona.
Cefobid (cefoperazona sódica ) pode ser indicado na profilaxia de infecções Pós-operatérias em pacientes submetidos a cirurgias abdominal, ginecológica, cardiovascular e ortopódica.

Efeito Colateral :

Hipersensibilidade: como com todas as cefalosporinas foram relatadas reações de hipersensibilidade manifestada por erupções cutâneas maculopapulares, urticária, eosinofilia e febre medicamentosa. Estas reações ocorrem mais frequentemente em pacientes com história de alergias , particularmente penicilina.
Hematológicas: pequenas reduções do nmero de neutrófilos foram relatadas. Do mesmo modo que com outros antibióticos beta-lactémicos, pode ocorrer neutropenia reversível em tratamentos a longo prazo. Alguns indivíduos apresentaram teste de Coombs direto positivo durante o tratamento com antibióticos cefalosporúnicos. diminuição de hemoglobina ou hematécrito tem sido relatada, o que coincide com dados publicados em literatura sobre outras cefalosporinas.
Eosinofilia transitéria ocorreu e hipoprotrombinemia tem sido relatada.
hepáticas: foram observadas elevações transitérias nos níveis de TGO, TGP e fosfatase alcalina.
Gastrintestinais: foram relatadas alterações do trnsito intestinal ( fezes fludas ou diarreia). A maior parte destas reações foi de natureza leve ou moderada. Em todos os casos, estes sintomas responderam terapia sintomática ou cessaram quando o tratamento foi interrompido.
reações locais: Cefobid ( cefoperazona sódica ) é bem tolerado após Administração intramuscular. Ocasionalmente, dor transitéria pode seguir-se é Administração IM. Assim como com outras cefalosporinas, quando Cefobid ( cefoperazona sódica ) é administrada através de cateter intravenoso alguns pacientes desenvolvem flebite no local da infusão.

Precauções :

Gerais
Cefobid ( cefoperazona sódica ) excretado extensivamente na bile. A meia vida sérica de Cefobid (cefoperazona sódica ) usualmente prolongada e a excreção urinária da droga aumenta em pacientes com doença hepática e/ou obstrução biliar. Mesmo na disfunção hepática severa, concentrações terapêuticas de cefoperazona são obtida na bile, sendo observados aumentos apenas 2 a 4 vezes na meia vida da droga.
Modificações na dose podem ser necessárias nos casos de obstrução biliar severa, doença hepática severa ou disfunção renal concomitante.

Fórmula :

Cefobid injetável IM / IV 1,0g: cada frasco-ampola contém cefoperazona sódica equivalente a 1,0g de cefoperazona cida anidra.

Contra indicação :

Cefobid (cefoperazona sódica) É contra indicado em pacientes com conhecida alergia é antibióticos da classe das cefalosporinas.

Interação Medicamentosa :

Devido ao amplo espectro de ação de Cefobid ( cefoperazona sódica ), a maioria das infecções podem ser tratada adequadamente com este antibiótico isolado. Entretanto, Cefobid ( cefoperazona sódica ) pode ser usado concomitantemente com outros antibióticos quando tais combinações forem indicadas. Caso seja empregado um aminoglicosdeo, a função renal Deverá ser controlada durante o curso de tratamento ( vide posologia ).
Em relação s Interações em testes laboratoriais, podem ocorrer reações falso-positivas para glicose na urina quando são empregadas as soluções reagentes de Benedict ou Fehling.

Modo de Usar :

A posologia usual de Cefobid ( cefoperazona sódica ) para adultos de 2 4g/ dia administrados em doses igualmente divididas a cada 12 horas. Em infecções severas a dose pode ser aumentada até um total de 8g/ dia em doses igualmente divididas a cada 12 horas. Doses diária de 12 g divididas em doses iguais a cada 8 horas e o uso de até 16g/ dia em doses divididas tém sido reportadas sem complicações. O tratamento pode ser iniciado antes dos resultados dos teste de suscetibilidade estarem disponíveis.
Em virtude da excreção renal não ser a principal via de excreção de Cefobid (cefoperazona sódica), os pacientes com insuficiência renal não requerem ajuste posológico quando for administrada a posologia usual (2-4g/ dia). Em pacientes cuja velocidade de filtração glomerular seja inferior a 18ml/min, ou cujo nível srico de creatinina seja superior a 3,5mg/dl, a dose máxima de Cefobid (cefoperazona sódica) Deverá ser de 4g/ dia.
Instruções para administração:
As soluções de Cefobid (cefoperazona sódica) e aminoglicosdeos não devem ser misturadas diretamente uma vez que existem incompatibilidades fsicas entre as drogas. Caso a terapia combinada com Cefobid (cefoperazona sódica) e aminoglicosdeo seja indicada, a mesma poderá ser realizada por infusão intravenosa sequencial intermitente, contanto que sejam utilizados equipos diferentes para cada medicamento e que entre as doses seja realizada irrigação adequada com diluente aprovado. Sugere-se também que Cefobid (cefoperazona sódica) seja administrado antes do aminoglicosdeo.
Administração intravenosa:
Cefobid ( cefoperazona sódica ), Pó estáril em frascos-ampola, pode ser reconstituído com qualquer solução compatével para reconstituição apropriada para administração intravenosa conforme descrito na Tabela 2, inicialmente com um volume mínimo de 2,8ml/ g de cefoperazona.
Para facilitar a reconstituição recomendado o uso de 5ml de solução compatével / g de Cefobid ( cefoperazona sódica ).
Tabela 2 - Soluções para reconstituição inicial.
Glicose 5% para injeção
Glicose 5% e cloreto de sódio 0,9% para injeção
Glciose 5% e cloreto de sódio 0,2% para injeção
Glicose 10% para injeção
Cloreto de sódio 0,9% para injeção
água estáril para injeção
A quantidade total da solução resultante Deverá então ser posteriormente diluda para administração usando qualquer dos seguintes veículos para infusão intravenosa:
Tabela 3 - veículos para infusão intravenosa.
Glicose 5% para injeção
Glicose 5% e Solução de Ringer Lactato para injeção
Glicose 5% e cloreto de sódio 0,9% para injeção
Glicose 5% e cloreto de sódio 0,2% para injeção
Glicose 10% para injeção
Solução de Ringer Lactato para injeção
Cloreto de sódio 0,9% para injeção
Para infusão intravenosa contínua, cada grama de Cefobid ( cefoperazona sódica ) Deverá ser dissolvido em 5ml de água estáril para injeção e a solução adicionada em diluente intravenoso apropriado.
Para injeção intravenosa direta,a dose máxima de Cefobid ( cefoperazona sódica ) por Administração Deverá ser 2g para adultos. A droga Deverá ser dissolvida em diluente apropriado para fornecer uma concentração final de 100mg/ ml e administrada durante um perãodo não inferior a 3-5 minutos.
Administração Intramuscular:
O diluente utilizado para preparar Cefobid ( cefoperazona sódica ) para injeção intramuscular Deverá ser água estáril para injeção . Quando concentrações de 250mg/ ml ou mais são administradas uma solução de lidocana Deverá ser usada. Estas soluções devem ser preparadas usando uma combinação de água estáril para injeção e Solução de Cloridrato de Lidocana 2% para injeção para obter-se uma solução de Cloridrato de Lidocana aproximadamente 0,5%.
Recomenda-se um processo de diluição em duas etapas como se segue: primeiro adicionar a quantidade necessária de água estáril para injeção e agitar até que o Pó esteja completamente dissolvido; segundo, adicionar a quantidade necessária de lidocana 2% e misturar. As quantidades necessárias para a diluição estáo descritas abaixo.

Fabricante :

LABORATÓRIOS PFIZER LTDA.

Av. Presidente Tancredo de Almeida Neves, 1555 CEP 07112-070 – Guarulhos – SP CNPJ no 46.070.868/0001-69

Fale Pfizer 0800-7701575

VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA USO RESTRITO A HOSPITAIS

CUIDADO: AGENTE CITOTÓXICO

Medicamentos do mesm fabricante :

Adriblastina, Aracytin, Aromasin, Bextra, Caverject, Dalacin V, Dalacin, Detrusitol, Diabinese, Dostinex, Dostinex, Drenol, Ecalta, Epelin, Eunades, Farlutal, Farmorubicina, Feldene, Fibrase, Fragmin, Frontal, Gelfoam, Genotropin, Geodon, Gino-fibrase, Gino-pletil, Gino-tralen, Kitnos, Legifol, Lomotil, Loniten, Lopid, Lyrica, Macugem, Mansil, Miantrex, Miantrex, Minipres, Minipress, Neuronti, Norvas, Ponsta, Propi, Vncizinacs


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A automedicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.