Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Cardionorm - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo: Sotalol.

Classe terapêutica: Antiarritmicos.

Apresentação: Comprimidos sulcados.

Indicação: Arritmias: Tratamento de taquiarritmia ventricular grave e taquiarritmia ventricular não-sustentada sintomática. Profilaxia da taquicardia atrial paroxstica, fibrilação atrial paroxstica, taquicardia paroxstica do né atrioventricular reentrante, taquicardia paroxstica reentrante atrioventricular usando vias acessárias e taquicardia supraventricular paroxstica após cirurgia cardíaca. Manutenção do ritmo sinusal normal após a conversão da fibrilação ou flutter atrial. Controle do ndice ventricular em pacientes com fibrilação atrial crônica ou flutter atrial. Arritmias causadas por excesso da catecolaminas circulantes e aquelas devidas ao aumento da sensibilidade às catecolaminas. Angina pectoris: O cloridrato de sotalol reduz a Incidência e severidade dos ataques de angina e aumenta a tolerância aos exercícios. Pode ser usado em todos os casos de angina pectoris, incluindo casos severos e intratéveis. Pós-infarto do miocárdio: O cloridrato de sotalol quando administrado dentro de 5 a 14 dias do infarto agudo do miocárdio, na dose única terapêutica diária, produz significante redução no ndice de reinfarto e mortalidade mais baixa durante o primeiro ano após o infarto.

Efeito Colateral:

CARDIONORM em geral bem-tolerado. As reações adversas relatadas (dispnéia, fadiga, tonturas, cefaleia, febre, bradicardia acentuada e(ou) hipotensão) são ocasionais, transitérias e raramente necessitam de interrupção do tratamento, desaparecendo com a redução da dose. Como o cloridrato de sotalol não cruza a barreira hematoencefólica, os efeitos adversos no SNC (depressão, insônia, sonhos incomuns e impotncia) são relativamente raros.
Em pacientes com arritmias cardíacas, as reações adversas observadas que mais comumente levam descontinuação do cloridrato de sotalol são as seguintes dispnéia 4%, fadiga 4%, pré-arritmias 2%, astenia 2%, bradicardia 2% e insuficiência cardíaca congestiva 1%. A descontinuação devida ao prolongamento excessivo do intervalo QT ocorreu em 1%.

Fórmula:

Cloridrato de sotalol, 80 mg e 160 mg.

Contra indicação:

Pacientes com asma brônquica ou doença obstrutiva crônica das vias aéreas. Hipersensibilidade ao cloridrato de sotalol. Choque cardiogúnico. Insuficiência ventricular direita secundária e hipertensão pulmonar. Anestesia que produza depressão do miocárdio. Bradicardia sinusal severa. Bloqueio maior que o de 2 grau. Insuficiência cardíaca congestiva não-controlada. Insuficiência renal e síndrome do QT longo congnita ou adquirida.

Modo de Usar:

Arritmias: A dose máxima de 640 mg/dia. A dose diária inicial recomendada para adultos 80 mg, aumentando-se para 160 mg, 240 mg e, se necessário, 320 mg. A dose total diária deve ser sempre divididas cada 12 h ao ajuste posológico efetuado a cada 3 dias, e fim de se atingir níveis equilibrados.
A dose inicial de 40 mg/dia, dividida a cada 12 h, pode ser necessária em pacientes com função miocrdica severamente deprimida. Naqueles com bradicardia ou hipotensão arterial acentuada CARDIONORM deve ser evitado. A redução da dose pode também ser recomendável para aliviar sintomas de fraqueza e tonturas quando a pressão arterial permanecer baixa após mais de um mês de terapia.
a administração deve ser de pReferência antes das refeições e na ausência de produtos contendo cálcio. Alguns pacientes com arritmias refratérias, com risco de vida, podem necessitar de doses mais elevadas: 960 mg/dia, mas tal dosagem deve ser rescrita com monitorização hospitalar cuidadosa. A dosagem não deve exceder a 960 mg/dia.
Angina pectoris/Pós-infarto do miocárdio: Dose inicial: 160 mg/dia. após a primeira semana de tratamento, ela poderá ser aumentada em 160 mg/dia em intervalos semanais ou em menor frequência. Devidos sua meia-vida relativamente longa, o cloridrato de sotalol eficaz na maioria dos pacientes quando administrado uma vez ao dia, Faixa de dosagem: 160-640 mg diários. A dose mais efetiva em geral: 320 mg/dia.
A posologia ideal para cada paciente Deverá ser determinada através da medida semanal da pressão arterial, do pulso, do grau de melhora dos ataques anginosos, da ansiedade, dos tremores ou das alterações eletrocardiogrficas. A dosagem individual Deverá ser ajustada de acordo com a resposta do paciente.
Observação: Antes de iniciar o tratamento com CARDIONORM, os pacientes recebendo outros agentes antiarrtmicos devem interromper tais medicações por um perãodo de 2-4 meias-vidas da droga, se a sua condição clínica permitir. após descontinuação de CARDIONORM, o tratamento não deve ser iniciado até que o intervalo QT seja menor que 0,45 segundo.

Fabricante:

Knoll Produstos Químicos e Farmacêuticos Ltda.

Estrada dos Bandeirantes, 2400
22710-104 - Rio de Janeiro - RJ
Tel: 55 (021) 348-2581 / 348-2525 - Fax: 55 (021) 342-2963 / 348-2631

Medicamentos do mesmo fabricante:

Cardionorm, Dilacoron, Gopten, Gyno Iruxol, Iruxol, Mucolin, Neosaldina, Niar, Panzytrat 25000, Ritmonorm, Saniderm, Synthroid


Advertências:

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A automedicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos:

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma:

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.