Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Captotec - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : captopril.

Apresentação :

30 comprimidos snap tab 12,5 mg
28 comprimidos 25 mg
56 comprimidos 25 mg

Indicação : CAPTOTEC é indicado para o tratamento da hipertensão. Pode ser empregado como terapia inicial para pacientes com função renal normal, nos quais o risco relativamente baixo. CAPTOTEC eficaz isoladamente e em combinação com outros
agentes anti-hipertensivos, principalmente os diuréticos tiazdicos, sendo que o efeito desses últimos sobre o captopril é aditivo.
CAPTOTEC também É indicado no tratamento da insuficiência cardíaca congestiva em pacientes que não responderam adequadamente ao tratamento com diuréticos e digitlicos.

Advertências

Angiedema: Observou-se angiedema em pacientes tratados com CAPTOTEC. O inchao confinado face, membranas mucosas da boca, lbios e extremidades, geralmente desaparecem com a descontinuação de CAPTOTEC.
Neutropenia/Agranulocitose: A neutropenia muito rara em pacientes hipertensos com função renal normal. O uso concomitante de alopurinol e CAPTOTEC foi associado a neutropenia. Relata-se neutropenia geralmente após 3 meses do incio da administração de CAPTOTEC.

Contra indicação :

CAPTOTEC não deve ser utilizado em pacientes que tenham apresentado história de hipersensibilidade prvia
ao captopril ou a qualquer outro inibidor da enzima conversora de angiotensina e aos outros componentes da fórmula.

Modo de Usar :

Captotec deve ser tomado 1 hora antes das refeições. a dose deve ser individualizada.
hipertensão: a dose inicial de captotec 50 mg uma vez ao dia ou 25 mg duas vezes ao dia. se não houver uma redução satisfatéria da pressão sanguínea após 2 ou 4 semanas, a dose pode ser aumentada para 100 mg uma vez ao dia ou 50 mg duas vezes ao dia. se a pressão sanguínea não for satisfatoriamente controlada após 1 ou 2 semanas nesta dose, Deverá ser acrescentada uma pequena dose de diurético do tipo tiazdico. a dose de diurético poderá ser aumentada em intervalos de 1 a 2 semanas, até que seja atingida sua dose anti-hipertensiva usual máxima. a dose de captotec no tratamento da hipertensão normalmente não excede 150 mg/dia.
Insuficiência cardíaca: em pacientes com pressão arterial normal ou baixa, que foram tratados com diuréticos e que possam estar hiponatrmicos e/ou hipovolmicos, uma dose inicial de 6,25 ou 12,5 mg duas ou três vezes ao dia, poderá minimizar o efeito hipotensor. para a maioria dos pacientes a dose diária inicial usual 25 mg duas ou três vezes ao dia. após atingida uma dose de 50 mg duas ou três vezes ao dia, aumentos subseqentes na posologia devem ser retardados, durante pelo menos 2 semanas, para determinar se ocorre uma resposta satisfatéria. a maioria dos pacientes estudados apresentou uma melhoria clínica satisfatéria com uma dose diária de 150 mg ou menos.
Infarto do miocárdio: a terapia deve ser iniciada três dias após o episódio de infarto do miocárdio. após uma dose inicial de 6,25 mg, a terapia com captotec Deverá aumentar para 37,5 mg/dia em doses divididas, conforme tolerado. a dose deve ser aumentada para 75 mg/dia divididas em 3 doses de 25 mg, conforme a tolerabilidade, durante os dias seguintes, até que se atinja a dose-alvo final de 150 mg/dia divididas em 3 doses de 50 mg, administradas durante as vrias semanas seguintes. nefropatia diabtica: em pacientes com nefropatia diabtica, a dose diária recomendada de captotec de
75 mg dividida em 3 doses de 25 mg.

Fabricante :

HEXAL DO BRASIL LTDA

Rodovia Celso Garcia Cid, KM 87
Parque Industrial
Cambé - PR - Brasil
CEP 86183-600
SAC - 0800 400 91 92
sac.sandoz@sandoz.com
Cambé - PR +55 43 3174-8000
São Paulo - SP +55 11 5532-7122

Medicamentos do mesmo fabricante :

Aciclovir, Arotin, Atenopress, Atenorese, Binko Hexal, Captotec, Cetihexal, Cimetina, Ciprobiot, Clarilerg, Cor mio, Dexametonal, Diclac sr, Diclac, Enaprotec, Ergomemor, Flox, Flutec, Ginkgo Biloba, Glimeprid, Itrahexal, Keflaxina, Lisinopril, Lisinoretic, Lisinovil, Loratadina, Lorsacor, Lorsar hct, Micosten, Movacox, Neobacina, Neocina, Nimalgex, Omeprotec, Pantopaz, Piroxicam, Pontin, Qiftrim, Quadrihexal, Secnihexal, seduspar, sinvastacor, sotahexal, stugerina, Ulcerit, Zimicina,

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode ser-lhes prejudicial, mesmo que apresentem os mesmos sintomas.
Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundários não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.
O ministério da saúde adverte: a auto-medicação pode fazer mal à sua saúde.
Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária. Trata-se de um registro histórico deste medicamento.
Este texto não pode substituir a leitura da bula que acompanha o medicamento.
Os medicamentos podem mudar suas formulações, recomendações e alertas.
Apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão do medicamento comercializada.
Todas as bulas constantes no site portal são meramente informativas.
Lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.

Emagrecimento e Aumento de Massa Muscular