Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Candid V-6 - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : 100 mg de clotrimazol

Classe terapêutica : Anti-infecciosos

Apresentação :

CANDID-V6 100 mg são comprimidos para aplicação vaginal. estáo acondicionados numa fita contentora de alumínio/polietileno, em embalagens de 6 comprimidos vaginais mais um aplicador vaginal.

Indicação :
- Candidase vaginal
- Infecções vaginais mistas
- Tricomonase vaginal

Tem um largo espectro de atividade contra leveduras (i.e Candida sp. e Torulopsis sp.). O Clotrimazol É também activo contra vrias esPócies de Tricomonas, embora a concentração para inibir Tricomonas seja maior do que a necessária para controlar os fungos.

O medicamento também possui propriedades antibacterianas em relação a microorganismos Gram positivos e Gram negativos, nomeadamente Staphylococcus aureus, Streptococcus piogenes, Bacteroides e Hemophilus vaginalis.

Antes de tomar CANDID-V6
Não tome CANDID-V6 :
- Se tem hipersensibilidade (alergia) ao clotrimazol ou a qualquer outro ingrediente de CANDID-V6

Tome especial cuidado com CANDID-V6:
- Se estiver grávida ou a amamentar.
- Se estiver no período menstrual. O tratamento deve ser planeado de modo a terminar antes do incio da menstruação.
- Se houver evidência de que a infecção está espalhada pela vulva e regio perineal. Neste caso ser necessário aplicar CANDID creme nestas partes duas vezes por dia.

Gravidez:
Apesar de não terem sido referidos quaisquer efeitos adversos ou complicações nos bbs nascidos de mulheres tratadas com clotrimazol, uma pequena quantidade deste fármaco poder ser absorvida através da mucosa vaginal, pelo que CANDID-V6 comprimidos vaginais, só deverá ser utilizado durante o primeiro trimestre da gravidez quando for indispensvel. O seu uso no segundo e terceiro trimestres não está associado a efeitos secundários.
Durante a gravidez o aplicador está contra indicado, preferível a inserção do comprimido com a mo.

Aleitamento:
Não se sabe se o Clotrimazol excretado no leite materno. Como muitos fármacos são excretados desta forma, CANDID-V6 comprimidos vaginais deve ser usado com precaução por mulheres a amamentar.

Condução de veículos e utilização de máquinas:
Ao que se sabe, CANDID-V6 comprimidos vaginais, não tem qualquer influência sobre estas capacidades.

Tomar CANDID-V6 com outros medicamentos:
Não são conhecidas quaisquer interações de CANDID-V6 comprimidos vaginais com outros medicamentos.

Como tomar CANDID-V6
Tomar CANDID-V6 comprimidos vaginais sempre de acordo com as Indicaçõesdo médico. Se tiver dúvidas fale com o seu médico ou farmacêutico.
O tratamento deve ser planeado de modo que o período menstrual seja evitado e o tratamento se complete antes do incio da menstruação.
A dose recomendada é de um comprimido vaginal por dia e a duração do tratamento geralmente de seis dias.
Podem ser necessários tratamentos mais longos nas doentes com infecções vaginais periódicas.

O comprimido vaginal destina-se a ser inserido na vagina o mais profundamente possível, com o auxílio do aplicador includo na embalagem.
Deve utilizar-se de pReferência a posição de decbito dorsal, com as pernas ligeiramente flectidas.

O comprimido vaginal deve ser aplicado à noite, ao deitar.

Sempre que necessário, deve ser aconselhado doente o uso simultâneo do creme.
Aconselha-se que o parceiro seja tratado simultaneamente com CANDID creme, aplicando este creme na glande do Pónis duas vezes por dia para que não ocorra re-infecção. Isto torna-se necessário mesmo quando não existem sintomas.

Se tomar mais CANDID-V6 do que deveria:
Uma sobredosagem (provocada por uma toma em excesso) por Administração de CANDID-V6 comprimidos vaginais é altamente improvável, uma vez que este medicamento tem uma ação essencialmente local, não sendo absorvido para a circulação após aplicação tópica.

Efeitos secundários CANDID-V6
Não existe, praticamente, absorção através da mucosa vaginal, pelo que não há efeitos secundários sistémicos com este medicamento.

Raramente pode ocorrer uma sensação de queimadura e irritação local imediatamente depois da introdução do comprimido vaginal e que geralmente desaparece com a continuação do tratamento.

Contém lactose: Se foi informado pelo seu médico que tem intolerância a alguns açúcares, contacte-o antes de tomar este medicamento.

Conservação de CANDID-V6
Conservar em lugar fresco e seco
Manter fora do alcance e da vista das crianças

Não utilize CANDID-V6 Comprimidos vaginais após expirar o prazo de validade inscrito na embalagem.

CANDID-V6 Comprimidos vaginais
100 mg de clotrimazol
- A substância ativa é o clotrimazol Os outros ingredientes são: lactose, amido, Carboximetilamido sódico o, talco, estearato de magnésio, slica coloidal anidra, metilparabeno, propilparabeno, ácido adpico, Povidona K30 e bicarbonato de sódio.

Fabricante :

Sociedade J. Neves, Lda
Parque Industrial do Seixal
2840 Paio Pires

Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A automedicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.