Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Buscopan Injetável - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : butilbrometo de escopolamina

Classe terapêutica : Antiespasmódicos.

Apresentação :

Solução injetável: embalagens com 5 ampolas.

Uso injetável.

USO ADULTO E PEDIÁTRICO

Cada ampola de 1 ml contém 20 mg de butilbrometo de escopolamina, correspondentes a 13,78 mg de escopolamina.

Excipientes: cloreto de sódio, água para injeção.

OUTRAS Formas e apresentações farmacêuticas

Drágea: embalagem com 20 drágeas.

Solução oral (gotas): frasco com 20 ml.

Indicação : BUSCOPAN é um medicamento que promove alívio rápido e prolongado de dores, cólicas e desconforto abdominais (na região da barriga).
Em avaliação feita por pacientes que receberam BUSCOPAN injetável para cólicas biliares, houve melhora considerável da dor na avaliação feita aos 30 minutos.
Em outra avaliação feita do alívio da cólica renal intensa, após a injeção de BUSCOPAN o início de ação analgésica ocorreu em média aos 16 minutos.
IndicaçõesDO MEDICAMENTO ou POR QUE ESTE MEDICAMENTO FOI
INDICADO?
Espasmos do trato gastrintestinal (contrações do estômago e do intestino), espasmos do trato geniturinário (contrações e alterações dos movimentos dos canais dos órgãos sexuais e urinários) e espasmos das vias biliares (contrações e alterações nos movimentos dos canais que conduzem a bilis), assim como cólicas biliares e renais.
Como medida auxiliar nos procedimentos diagnósticos, nos quais o espasmo pode constituir um problema, por exemplo em endoscopia gastrintestinal e radiologia.
RISCOS DO MEDICAMENTO ou Contra Indicações e Cuidados :
Contra-Indicações
· Alergia (hipersensibilidade) a qualquer componente da fórmula.
· Glaucoma de ângulo fechado (endurecimento do olho por causa do aumento da pressão dentro do olho) não tratado.
· Hipertrofia prostática com retenção urinária.
· Estreitamentos no trato gastrintestinal.
· Taquicardia.
· Megacólon (dilatação aguda da parte final do intestino grosso).
· Miastenia grave (fraqueza muscular grave).
· diarreia aguda ou persistente da criança.
BUSCOPAN injetável não deve ser administrado através de injeção intramuscular em pacientes em tratamento com anticoagulantes uma vez que pode ocorrer hematoma intramuscular. Nesses pacientes, as vias subcutânea e endovenosa devem ser utilizadas.
Este medicamento é contra indicado aos pacientes com idade avançada especialmente sensíveis aos efeitos secundários dos antimuscarínicos, como secura da boca e retenção urinária.
Advertências
Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista o aparecimento de reações indesejáveis.
Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para sua saúde.
Precauções
Devido a possíveis alterações na visão, os pacientes não devem dirigir ou operar máquinas após a administração parenteral de BUSCOPAN, até que a visão se tenha normalizado.
Pode ocorrer elevação na pressão intra-ocular em pacientes com glaucoma de ângulo fechado não diagnosticado e, portanto, não tratado. Portanto, os pacientes que sentirem dor ou apresentarem olhos vermelhos com perda de visão após a injeção de BUSCOPAN, devem procurar urgentemente um oftalmologista.
Casos de anafilaxia, incluindo episódios de choque, podem ser observados após Administração parenteral de BUSCOPAN. Os pacientes que receberem BUSCOPAN injetável devem permanecer sob observação.
Gravidez e lactação
Até o momento, a ampla experiência clínica com o produto não demonstrou evidências de efeitos nocivos durante a gravidez humana. Mesmo assim devem ser observadas as precauções habituais a respeito do uso de medicamentos na gravidez, sobretudo nos primeiros três meses (primeiro trimestre).
Ainda não foi estabelecida a segurança do uso do produto durante o período de lactação. Contudo, não foram relatadas reações prejudiciais (adversas) em recém-nascidos.
Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.
Interações Medicamentosas:
BUSCOPAN pode aumentar a ação anticolinérgica (boca seca, prisão de ventre, etc.) de medicamentos tais como drogas contra a depressão (antidepressivos tricíclicos), contra alergias (anti-histamínicos), quinidina, amantadina, disopiramida e outros anticolinérgicos (ex. tiotrópio, ipratrópio).
O uso ao mesmo tempo de medicamentos que agem de forma contrária (antagonista) da dopamina, como por exemplo, metoclopramida, pode resultar numa diminuição da atividade de ambos os fármacos no trato do aparelho digestivo.
BUSCOPAN pode aumentar a ação sobre os batimentos do coração das substâncias beta-adrenérgicas.
Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.
MODO DE USO ou Como devo usar este medicamento:
Aspecto físico
Buscopan solução injetável é um líquido claro e isento de impurezas mecânicas.
Características organolépticas
É incolor a quase sem cor (incolor) e apresenta cheiro (odor) apenas percebido de leve (perceptível).
Dosagem
Adultos e adolescentes maiores de 12 anos:-
1 a 2 ampolas de BUSCOPAN (20 a 40 mg) podem ser usadas vagarosamente por via endovenosa, intramuscular ou subcutânea, várias vezes ao dia. Não exceder a dose diária de 5 ampolas (100 mg).
Bebês (lactentes) e crianças:-
Em casos graves, 0,3 - 0,6 mg/kg de peso corpóreo, usadas vagarosamente por vias endovenosa, intramuscular ou subcutânea, várias vezes ao dia. Não exceder a dose máxima diária de 1,5 mg/kg de peso corpóreo.
Como usar
As ampolas de BUSCOPAN devem ser usadas por via endovenosa, intramuscular ou subcutânea.
Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.
Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.
Não use o medicamento com o prazo de validade vencido. Antes de usar observe o aspecto do medicamento.
REAÇÕES ADVERSAS ou QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE
CAUSAR?
Muitos dos efeitos indesejáveis de BUSCOPAN podem ser atribuídos às propriedades anticolinérgicas. Em geral, os efeitos são leves e desaparecem espontaneamente.
frequência 1/100 - < 1/10
Distúrbios de acomodação visual (leitura e visão para longa distância), batimentos alterados do coração (taquicardia), tontura e boca seca
frequência não determinada
Distúrbios da pele e do tecido subcutâneo: alterações na produção de suor (disidrose)
Distúrbios vasculares: diminuição da pressão arterial, rubor facial
Distúrbios renais e urinários: dificuldade de urinar (retenção urinária)
Distúrbios do sistema imunológico: choque anafilático incluindo resultados fatais
(óbito), reações anafiláticas (alergia de forte intensidade), dificuldade de respirar
(dispnéia), reações da pele e outras reações de alergia (hipersensibilidade).
CONDUTA EM CASO DE SUPERDOSE OU O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA GRANDE QUANTIDADE DESTE MEDICAMENTO?
Deve-se procurar auxílio médico imediatamente.
Podem ocorrer secura da boca, alteração na produção de suor (disidrose), problemas de visão (transtornos da acomodação visual), batimentos alterados do coração (taquicardia) e, potencialmente, dificuldade de urinar (retenção urinária).
CUIDADOS DE CONSERVAÇÃO E USO ou ONDE E COMO DEVO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO?
Manter o medicamento em temperatura ambiente (15° C a 30° C).
TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.
INFORMAÇÕES TÉCNICAS AOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE
CARACTERÍSTICAS FARMACOLÓGICAS
BUSCOPAN exerce atividade espasmolítica sobre a musculatura lisa dos tratos gastrintestinal, geniturinário e vias biliares. O butilbrometo de escopolamina pertence aos compostos de amônio quaternário, não atravessando a barreira hematoencefálica e, deste modo, não produzindo efeitos colaterais anticolinérgicos sobre o Sistema Nervoso Central.
A ação anticolinérgica periférica resulta de uma ação bloqueadora sobre os gânglios intramurais das vísceras ocas, assim como de uma atividade antimuscarínica.
Farmacocinética
Após a administração endovenosa, o butilbrometo de escopolamina é rapidamente distribuído para os tecidos (t ½ alfa = 4 min, t ½ beta = 29 min).
O volume de distribuição é de 128 litros (correspondentes a aproximadamente 1,7 l/kg). A meia-vida da fase final de eliminação (t ½ gama) é de cerca de 5 horas. A depuração total é de 1,2 l/min. Aproximadamente metade da depuração é renal.
Os metabólitos principais encontrados na urina ligam-se fracamente ao receptor muscarínico.
Em estudos com animais, as maiores concentrações de butilbrometo de escopolamina são encontradas no tecido do trato gastrintestinal, no fígado e rins. O butilbrometo de escopolamina não atravessa a barreira hematoencefálica.
A ligação do butilbrometo de escopolamina com as proteínas plasmáticas é baixa.
RESULTADOS DE EFICÁCIA

Em estudo conduzido para avaliar o efeito analgésico de 20 mg endovenosos de butilbrometo de escopolamina em cólica biliar, foram avaliados 32 pacientes (26 mulheres e 6 homens, com idade média de 47 anos, variando entre 38-55 anos) alocados aleatoriamente para BUSCOPAN ou tenoxicam. A intensidade da dor foi avaliada em escala de 5 pontos. Os resultados, no grupo de BUSCOPAN, foram: 7 (43,24%) dos 16 pacientes tiveram melhora significante da dor na avaliação de 30 minutos e outros 3 pacientes (18,75%) aos 60 minutos. Em acompanhamento de 24 horas, 4 (25%) pacientes tiveram que recorrer a medicação de resgate (petidina) e desenvolveram colecistite. Os autores concluem que ambos os tratamentos foram rápidos no alívio da dor abdominal de origem biliar. (Al-Waili, N. The analgesic effect of -intravenous tenoxican in symptomatic treatment of biliary colic: a comparison with hyoscine N--butylbromide-. 1998; v.10: 475-479) Em estudo que envolveu 104 pacientes, ao todo, sofrendo de dor em cólica classificada como severa ou excruciante devido a cálculo das vias urinárias altas confirmado, 33 pacientes foram alocados aleatoriamente para receber BUSCOPAN injetável (20 mg e.v.) em estudo multicêntrico, com observador cego, randomizado em oito centros na Alemanha. Foi utilizada a escala visual analógica (EVA) para medir a intensidade da dor. O SIDP (início de ação) para BUSCOPAN foi de 16,22 + 15,4 minutos. Eventos adversos foram relatados em 4 pacientes do grupo BUSCOPAN.
(Stankov, G. Double bind study with dipyrone versus tramadoland butylscopolamine in acute -renal colic pain-. 1994; v.3: 155-161)
Indicações

Espasmos agudos dos tratos gastrintestinal, geniturinário e vias biliares, assim como cólicas biliares e renais.
Como medida auxiliar nos procedimentos diagnósticos, nos quais o espasmo pode constituir um problema, por exemplo em endoscopia gastrintestinal e radiologia.
CONTRA-Indicações

BUSCOPAN é contra indicado em pacientes com hipersensibilidade conhecida ao butilbrometo de escopolamina ou a qualquer outro componente da fórmula.
BUSCOPAN injetável não deve ser administrado nos seguintes casos: glaucoma deângulo fechado não tratado, hipertrofia prostática com retenção urinária, estenoses mecânicas no trato gastrintestinal, taquicardia, megacólon e miastenia grave.
BUSCOPAN injetável não deve ser administrado através de injeção intramuscular em pacientes em tratamento com anticoagulantes uma vez que pode ocorrer hematoma intramuscular. Nesses pacientes, as vias subcutânea e endovenosa devem ser utilizadas.
BUSCOPAN não é indicado na diarreia aguda ou persistente da criança.
MODO DE USAR E CUIDADOS DE CONSERVAÇÃO DEPOIS DE ABERTO

As ampolas de BUSCOPAN devem ser administradas por via endovenosa, intramuscular ou subcutânea.
POSOLOGIA

Adultos e adolescentes acima de 12 anos: 1 a 2 ampolas de BUSCOPAN (20 a 40 mg) podem ser administradas vagarosamente por via endovenosa, intramuscular ou subcutânea, várias vezes ao dia. Não exceder a dose diária de 5 ampolas (100 mg).
Lactentes e crianças: em casos graves, 0,3 a 0,6 mg/kg de peso corpóreo, administradas vagarosamente por vias endovenosa, intramuscular ou subcutânea, várias vezes ao dia. Não exceder a dose máxima diária de 1,5 mg/kg de peso corpóreo.
Cada ampola de 20 mg de butilbrometo de escopolamina contém 13,78 mg de escopolamina.

ADVERTÊNCIAS

Devido a possíveis transtornos de acomodação visual, os pacientes não devem dirigir ou operar máquinas após a administração parenteral de BUSCOPAN, até que a visão se tenha normalizado.
A elevação na pressão intra-ocular pode ser produzida pela administração de agentes anticolinérgicos, tais como BUSCOPAN, em pacientes com glaucoma de ângulo fechado não diagnosticado e, portanto, não tratado. Portanto, os pacientes que sentirem dor ou apresentarem olhos vermelhos com perda de visão após a injeção de BUSCOPAN, devem procurar urgentemente um oftalmologista. Casos de anafilaxia, incluindo episódios de choque, podem ser observados após Administração parenteral de BUSCOPAN. Assim como com todas as drogas que causem tais reações, os pacientes que receberem BUSCOPAN injetável devem permanecer sob observação.
Gravidez e lactação
Até o momento, a ampla experiência clínica com o produto não demonstrou evidências de efeitos nocivos durante a gravidez humana. Estudos pré-clínicos em ratos e coelhos não demonstraram efeitos embriotóxicos ou teratogênicos. Mesmo assim, devem ser observadas as precauções habituais a respeito do uso de medicamentos na gravidez, sobretudo no primeiro trimestre.
Ainda não foi estabelecida a segurança do uso do produto durante o período de lactação. Contudo, não foram relatadas reações adversas em recém-nascidos.
A substância butilbrometo de escopolamina está classificada na categoria de risco B do GUIA PARA FRASES DE ALERTA ASSOCIADAS A CATEGORIAS DE RISCO DE FÁRMACOS DESTINADOS ÀS MULHERES GRÁVIDAS da Resolução RE n° 1.548, publicada no DOU de 24/09/03.
Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.
USO EM IDOSOS, CRIANÇAS E OUTROS GRUPOS DE RISCO

O produto é contra indicado em pacientes com idade avançada especialmente sensíveis aos efeitos secundários dos muscarínicos, como secura da boca e retenção urinária.
Interações Medicamentosas:

BUSCOPAN pode intensificar a ação anticolinérgica de drogas tais como antidepressivos tricíclicos, anti-histamínicos, quinidina, amantadina, disopiramida e outros anticolinérgicos (ex. tiotrópio, ipratrópio).
O uso concomitante de antagonistas da dopamina, como por exemplo metoclopramida, pode resultar numa diminuição da atividade de ambos os fármacos no trato gastrintestinal.
BUSCOPAN pode aumentar a ação taquicárdica dos agentes beta-adrenérgicos.
REAÇÕES ADVERSAS A MEDICAMENTOS

Muitos dos efeitos indesejáveis de BUSCOPAN podem ser atribuídos às propriedades anticolinérgicas. Em geral, os efeitos são leves e desaparecem espontaneamente.
frequência 1/100 - < 1/10
Distúrbios de acomodação visual, taquicardia, tontura e boca seca
frequência não determinada
Distúrbios da pele e do tecido subcutâneo: disidrose
Distúrbios vasculares: redução da pressão arterial, rubor facial
Distúrbios renais e urinários: retenção urinária
Distúrbios do sistema imunológico: choque anafilático incluindo resultados fatais, reações anafiláticas, dispnéia, reações cutâneas e outra hipersensibilidade.
SUPERDOSE

Sintomas
Em caso de superdose, podem ser observados efeitos anticolinérgicos.
Tratamento
Fármacos parassimpatomiméticos devem ser administrados, se necessário. Em casos de glaucoma, o oftalmologista deve ser consultado urgentemente. Complicações cardiovasculares devem ser tratadas conforme os princípios terapêuticos habituais. Em caso de parada respiratória: intubação e respiração artificial. Quando houver retenção urinária, efetuar cateterismo. Adicionalmente, quando necessário, instituir medidas de suporte apropriadas.
ARMAZENAGEM

Manter o medicamento em temperatura ambiente (15° C a 30° C).
DIZERES LEGAIS
MS - 1.0367.0014

Farmacêutica responsável: Laura M. S. Ramos ­ CRF-SP n°6870
N° do lote, data de fabricação e prazo de validade: vide cartucho.
Esta bula é atualizada continuamente. Por favor, proceda à sua leitura antes de utilizar o medicamento.
Para sua segurança, mantenha esta embalagem até o uso total do medicamento.

VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA

Fabricante ;

Boehringer Ingelheim do Brasil Quím. e Farm. Ltda.

Endereço: Rodovia Régis Bittencourt, 286
Jardim Itapecerica, SP, 06888-700
Telefone:(11) 2108-7202

Medicamentos do mesmo fabricante :

Actilyse, Alveofact, Anador Comprimido, Anador, Atensina, Atrovent, Berotec, Buscopam Composto, Buscopam drágeas, Buscopam Injetável, Combiven, Combivent, Dulcolax, Duovent, Enbrel, Ginsana, Movatec, Secotex, Sifrol, Spiriva, Vasculat, Viramune, Zepela,

Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A auto-medicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.

Emagrecimento e Aumento de Massa Muscular