Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Bientárico - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : Sulfato de estreptomicina e Sulfato de neomicina

Apresentação : Xarope 20 mg/ml + 1.25 mg/ml

Indicação :
Bientárico é indicado no tratamento da diarreia aguda, em particular causada pelas enterobactrias sensíveis do tubo digestivo. Preparação para cirurgia abdominal. Complemento do tratamento do coma hepático.

Atividade farmacológica:
O Bientárico contém uma associação de dois antibióticos do grupo dos aminoglicsidos.
Todos os antibióticos deste grupo atravessam a membrana citoplsmica das bactrias, ligando-se aos ribosomas e exercendo um efeito bactericida.
A neomicina e a estreptomicina tém um fraco poder de absorção no tubo digestivo pelo que exercem a sua ação loca/mente. No entanto, se a mobilidade do intestino estiver diminuída, esta absorção pode aumentar pelo que se devem respeitar as precauções habituais com estes antibióticos.

Atendendo sua composição, o Bientárico É essencialmente activo contra as bactrias Gram-negativas (E. coIi A. aero genes, Pasteureila, Proteus sp., Salmoneila sp., Shigelia, Bruceila, V. cholerae) e algumas Gram-positivas (Staphiococcus aureus e Streptococcus faecals, B. antracis, C. diphteriae, Borrelia e M. tuberculosis).

Farmacocinética:
A taxa de absorção destes antibióticos raramente atinge os 5% quando administrados por via oral. Assim, a excreção É essencialmente realizada pelas fezes e, uma percentagem muito reduzida, pela urina. Os aminoglicsidos não são metabolizados pelo organismo pelo que são eliminados sem alteração bioquímica.

Antes de tomar BIEntárICO
Não tome Bientárico
- se tem alergia (hipersensibilidade) ao Sulfato de estreptomicina ou ao Sulfato de neomicina ou a qualquer outro componente de Bientárico
- se tem alergia (hipersensibilidade) aos antibióticos da família dos aminoglicsidos
- se tem insuficiência renal grave
- se está gravida ou a amamentar
- Crianças com menos de 30 dias.

Tome especial cuidado com Bientárico
Apesar da fraca absorção destes antibióticos por via oral, devem-se tomar algumas precauções:
- Evitar tratamentos prolongadas (superiores a 5-7 dias);
- Utilizar com precauções e vigilância médica em doentes com anomalias vestibulares e cocleares e nos doentes renais;
- Ter em atenção que o medicamento contém álcool.
Se surgirem tonturas ou alterações da audição o doente deve informar o médico da situação.

Tomar Bientárico com outros medicamentos
Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver tomando ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica.
Não associar ao uso do Bientárico medicamentos contendo alumínio, cálcio, ferro, tetraciclinas, antibióticos p-Iactémicos, diuréticos potentes (furosemida e ácido etacrônico), curare, miorelaxantes, certos anestásicos e substâncias que atrasam o trnsito intestinal (opiceos e anti-espasmédicos). Em virtude de o xarope conter álcool, não se deve fazer uso de medicamentos base de dissulfiramo.
O Bientárico apresenta incompatibilidades com compostos aniúnicos.

Tomar Bientárico com alimentos e bebidas
O Bientárico destina-se via oral e deve ser administrado cerca de meia hora a uma hora antes das refeições, afastado de outro medicamento (em especial, se estes contiverem sais de alumínio, de ferro ou de cálcio e antibiótico do grupo da tetraciclina), em virtude de vrias substâncias reduzirem a sua atividade.

Gravidez e aleitamento
Os aminoglicsidos podem causar danos no feto quando administrados durante a gravidez. Eles atravessam a placenta e há vrias informaçães de casos de surdez congnita bilateral irreversível em crianças cujas mães receberam estreptomicina durante a gravidez Embora se tenham publicado muitos relatos sobre a ausência de toxicidade para os fetos e recêm-nascidos, quando as mães tomaram aminoglicsidos, deve ter-se sempre em mente que existe uma toxicidade fetal potencial para estes antibióticos. O seu uso deve ser restringido aos casos de infecções graves que não cedem perante fármacos mais seguros.

Neste caso, a doente grávida deve ser informada dos riscos potenciais.
A estreptomicina e a neomicina não devem ser usadas durante a gravidez porque o seu uso tem sido associado é ototoxicidade na criança. Esta toxicidade pode ocorrer durante todo o perãodo de gestação e não se limita ao primeiro trimestre
O medicamento está contra indicado nos recêm-nascidos pelo que não deve tomado pela me durante o perãodo de amamentação.

Condução de veículos e utilização de máquinas
Não tem efeito utilizando as doses aconselhadas e durante o tratamento de curta duração.

Informaçães importantes sobre alguns componentes de Bientárico
Bientárico contem sacarose, se foi informado pelo seu médico que tem intolerância a alguns açúcares, contacte-o antes de tomar este medicamento
Bientárico contém pequenas quantidades de etanol (álcool), inferiores a 100 mg por dose

3.COMO TOMAR BIEntárICO
Tomar Bientárico sempre de acordo com as Indicaçõesdo médico. Fale com o seu médico oufarmacêutico se tiver dúvidas

Salvo indicação médica, a posologia recomendada é a seguinte:
Lactentes com mais de 1 mês e crianças pequenas: 2 a 4 colheres das de café, por dia.
Crianças com mais de 3 anos: 2 a 4 colheres das de chá, por dia.
Adultos: 3 a 4 colheres das de sobremesa, por dia.
Doses máximas permitidas nas 24 horas: o dobro das doses indicadas.
No caso da omissão de uma dose por esquecimento, fazer a administração logo que possível retomando o esquema habitual.

Se tomar mais Bientárico do que deveria
Atendendo a que a absorção dos antibióticos que comPóem o Bientárico muito reduzida não de prever a instalação de um quadro de sobredosagem ou intoxicação .

Caso se tenha esquecido de tomar Bientárico
Não tome uma dose dobrada para compensar uma dose que se esqueceu de tomar.

4.EFEITOS secundários BIEntárICO
Como os demais medicamentos, Bientárico pode causar efeitos secundários em algumas pessoas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundários não mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.

Otoxicidade e nefrotoxicidade, em particular quando existe uma insuficiência renal.
Nuseas e diarreia por super-infecções provocadas por Cndida.

COMO CONSERVAR BIEntárICO
Conservar em lugar fresco e ao abrigo da luz.
Manter fora do alcance e da vista das crianças.
Não utilize Bientárico após o prazo de validade impresso na embalagem exterior ou no frasco a seguir é abreviatura utilizada para prazo de validade
O prazo de validade corresponde ao últim dia do mês indicado.
Não utilize Bientárico se verificar sinais visíveis de deterioração
Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico.
Pergunte ao seu farmacêutico como eliminar os medicamentos de que já não necessita.
Estas medidas irão ajudar a proteger o ambiente.

6.Outras informações
Qual a composição de Bientárico
As substâncias ativas são o Sulfato de estreptomicina e o Sulfato de neomicina
Os outros componentes são Citrato de sódio, metilparabeno, proPólparabeno , essência de baunilha, álcool 96, sacarose, água purificada

Qual o aspecto de Bientárico e conteúdo da embalagem
Frasco de PVC 47125 AMBAR com cápsula de alumínio 24 mm/Branco com capacidade de 120 ml

Fabricante :

Caldeira & Metelo, Lda.
Rua 25 de Abril, Lote 26 Armazm Brandoa
2700-851 Amadora

Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A automedicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.