atenolol clortalidona" />
Site Bulário Brasil

Atenoclor - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : atenolol e clortalidona.

Indicação : É indicado no controle da hipertensão.

Apresentação :

Comprimidos 50 mg/12,5/mg : Caixa com 28 comprimidos
Comprimidos 100 mg/25/mg : Caixa com 28 comprimidos

Efeito Colateral :

ATENOCLOR é bem tolerado. Em estudos clínicos, os efeitos colaterais relatados foram normalmente atribuveis s ações farmacológicas dos seus componentes.
- As seguintes reações adversas, listadas por sistema corPóreo, foram relatadas com ATENOCLORé ou qualquer um dos seus componentes:
Bioquímicas: hiperucemia, hipocalemia, comprometimento da tolerância glicose.
Cardiovasculares: bradicardia, piora da insuficiência cardíaca, hipotensão postural que pode estar associada sincope , extremidades frias. Em pacientes suscetíveis pode ocorrer precipitação de bloqueio cardíaco, claudicação intermitente e fenmeno de Raynaud.
Sistema nervoso central: confusão, tontura, cefaleia, alterações do humor, pesadelos, alucinações e psicoses, distúrbios do sono do tipo observado com outras drogas betabloqueadoras.
Gastrintestinais: distúrbios gastrintestinais, boca seca, náuseas (relacionadas clortalidona).
Hematológicas: púrpura, trombocitopenia, leucopenia (relacionada clortalidona).
Tegumentares: alopécia, olhos secos, reações cutâneas semelhantes psorase, exacerbação da psorase, rashes cutâneos.
Neurológicas: parestesia.
respiratórias: pode ocorrer broncoespasmo em pacientes com asma brônquica ou história de queixas asmáticas.
Outras: distúrbios visuais, fadiga. Foi observado um aumento dos anticorpos antinucleares (ANA), entretanto, a relevncia clínica deste evento não está elucidada.
A descontinuação do medicamento deve ser considerada se, de acordo com critério médico, o bem estar do paciente estiver sendo adversamente afetado por qualquer uma das reações descritas acima.

Composições

Cada comprimido contém:
atenolol ....................50/mg
clortalidona ....................12,5/mg
Excipientes: celulose microcristalina, croscarmelose sódica, glicolato de amido, polivinilpirrolidona, lauril sulfato de sódio, poliplasdone xl e estearato de magnésio.
Cada comprimido contém:
atenolol....................100/mg
clortalidona....................25/mg
Excipientes: celulose microcristalina, croscarmelose sódica, glicolato de amido, polivinilpirrolidona, lauril sulfato de sódio, poliplasdone xl e estearato de magnésio.

Contra indicação :

ATENOCLOR não deve ser usado por pacientes que apresentem quaisquer dos sintomas seguintes:
conhecida hipersensibilidade às substâncias componentes de ATENOCLOR
bradicardia, choque cardiogúnico, hipotensão, acidose metabólica, distúrbios severos da circulação arterial perifrica, bloqueio cardíaco de segundo ou terceiro grau
síndrome do nodo-sinusal, feocromocitoma não tratado, insuficiência cardíaca descompensada.

Interação Medicamentosa :

ATENOCLOR não deve ser administrado durante os perãodos de gravidez ou de lactação.
Deve-se tomar cuidado ao se prescrever uma droga betabloqueadora juntamente com agentes antiarrtmicos Classe 1, como a disopiramida.
O tratamento concomitante com dihidropiridinas, por ex.: nifedipina, pode aumentar o risco de hipotensão e pode ocorrer comprometimento cardíaco em pacientes com insuficiência cardíaca latente.

Modo de Usar :

Adultos
Um comprimido ao dia de ATENOCLOR 50mg ou 100mg de acordo com a resposta clínica. A maioria dos pacientes com hipertensão apresentaré uma resposta satisfatéria com a dose diária de um comprimido de ATENOCLOR 100mg. há pouca ou nenhuma queda adicional na pressão arterial com o aumento da dose e, quando necessário, pode se adicionar outra droga anti-hipertensiva, tal como um vasodilatador. Pacientes idosos geralmente respondem a doses menores.
Crianças
Não há experiência peditrica com ATENOCLOR. Por esta razo, este produto não é recomendado para crianças.
- Pacientes Idosos
Um comprimido ao dia de ATENOCLOR 50mg suficiente na maioria dos pacientes idosos com hipertensão, principalmente naqueles que não respondem ao tratamento com baixas doses de apenas um componente. Nos casos em que o controle da hipertensão não for alcançado, a adição de uma pequena dose de um terceiro agente, por exemplo com vasodilatador, pode ser adequada.
Deve-se seguir a mesma posologia indicada para os adultos.
Insuficiência Renal
Em pacientes com insuficiência renal grave, pode ser necessária uma redução na dose diária ou na frequência de Administração das doses.

Superdosagem :

Os sintomas de superdosagem podem incluir bradicardia, hipotensão, insuficiência cardíaca aguda e broncoespasmo.
O broncoespasmo pode normalmente ser revertido por broncodilatadores.
O tratamento geral deve incluir monitorização cuidadosa, tratamento em unidade de terapia intensiva, uso de lavagem gástrica, carvo ativado, laxante para prevenir a absorção e qualquer droga ainda presente no trato gastrintestinal, o uso de plasma ou substitutos do plasma para tratar hipotensão e choque .
Hemodilise ou hemoperfusão também podem ser consideradas.

Fabricante :

Vitapan Indústria farmacêutica Ltda.

Endereço: Rua VPR 01, Quadra 02-A, Modulo 01, Daia
Anápolis - GO, 75132-020
Telefone: (62) 3902-6100
CNPJ: 30.222.814/0001-31
Industria Brasileira.

Medicamentos do mesmo fabricante :

Aceclofenaco, Alendrin, Algy Flanderil, Amlodil, Ancloric, Assedatil, Atenoclor, Baczin, Beritin BC, Binafin, Bronquil, Butacid, Cecoflan, Celoxin, Cifloxan, Cinazin, Clarivit, Clordilon, Cloridrato de Amilorida Hidroclorotiazida, Clotigen, Dermitrat, Dermonil, Descoflan, Dexamex, Dibetam, Digoxan, Dimedril, Dimenidrin, Diureclor, Doralex, Dorfenol, Doxilina, Dnergrip-C, Feldran, Ferrison, Flamalgen, Flamatrat, Fluconid, Fungitrin, Gellat, Ginecol,
  • Glicomet, Hemodase, Ivermectina, Katrizan, Lisinoprid, Lorasc, Lorasliv, Losacoron, Mebendathil, Meloflan, Micotrin, Miocardil, Mucovit, Nimelid, Nimelit, Nistagen, Panvermin, Peptovit, Permitrat, Predcort, Pressomet, Pulmotrat, Quadrineo, Renapril, Resfriol, Reumotec, Ritroxim, Secdazol, Sivastin, Soripan, Suavebaby, Sulfato de Salbutamol, Tenolon, Ulcevit, Vertizan, Vitaglos, Vital Colírio, Vitromicin,

    Advertências :

    Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

    Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

    Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

    Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

    Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

    O ministério da saúde adverte:

    A auto-medicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

    Como descartar os medicamentos :

    Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

    Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

    Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

    Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

    Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

    As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

    Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

    Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

    No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

    Mantenha-o longe do alcance de crianças.

    Manuseie-o com as mãos limpas.

    Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

    O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

    Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

    Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

    Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

    Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.

  • Emagrecimento e Aumento de Massa Muscular