atenolol" />
Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Ateneo - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : atenolol.

Apresentação : Comprimidos 50mg e 100mg: embalagens com 28 ou 490* comprimidos
*embalagem hospitalar

Indicação : Controle de hipertensão arterial; controle de angina pectoris; controle de arritmias cardíacas e no tratamento de infarto recente do miocárdio.

Efeito Colateral :

Efeitos no sistema cardiovascular: bradicardia (3%); hipotensão profunda; bloqueio AV de 2 e 3 graus e precipitações de ICC, sendo mais possível de ocorrer em pacientes com disfunção ventricular esquerda preexistente.
Outros efeitos adversos incluem resfriamento das extremidades (0-12%), hipotensão ortostática (2-4%), dores nas pernas (0-3%) e agravamento das vasculopatias perifricas.
Efeitos no sistema nervoso central: fadiga, tontura, depressão mental, letargia, sonolência, sonhos incomuns e vertigens ocorrem em menos de 3% dos pacientes. Dores de cabeça e ansiedade tém sido relatadas.
Efeitos no sistema gastrintestinal: diarreia e náuseas ocorrem em 2-4% dos
pacientes.

Fórmula :

Cada comprimido contém:
atenolol....................50mg ou 100mg
Excipientes q.s.p....................1 comp
(celulose microcristalina, amido de milho, polivinilpirrolidona, dióxido de silício, lactose, croscarmelose sódica, lauril sulfato de sódio, crospovidone, glicolato de amido sódico e estearato de magnésio).

Contra indicação :

O Ataneo É contraindicado em pacientes com choque cardiogúnico, pacientes com bloqueio cardíaco de 2 e 3 graus e bradicardia sinusal, pacientes em uso de IMAO (inibidores da MAO), hipersenbilidade ao atenolol ou a outros componentes da fórmula. Gravidez e lactação.

Modo de Usar :

hipertensão: a maioria dos pacientes responde a uma dose oral de 100 mg. O efeito pleno seré alcançado após uma ou duas semanas. Pode-se conseguir uma redução adicional na pressão arterial, combinando o Ateneo com outros agentes anti-hipertensivos, como por exemplo a clortalidona.
Angina: a maioria dos pacientes com angina pectoris responde a uma dose diária de 100mg, administrada como dose única ou fracionada. improvável que se obtenha benefício adicional através do aumento da dose.
Arritmias: certas arritmias podem ser controladas com dose oral adequada de 50-100mg diários, administrada em dose única.
Infarto do miocárdio (intervenção tardia após infarto agudo do miocárdio): para pacientes que se apresentarem alguns dias após sofrerem infarto do miocárdio, recomenda-se uma dose de 100mg diários para profilaxia a longo prazo de infarto do miocárdio.
Pacientes com insuficiência renal (depuração da creatinina superior a 35ml/min/1,73m2): não ocorre acmulo significativo de atenolol. Depuração de creatinina entre 15 a 35 ml/min/1,73m2: a dose oral deve ser de 50mg ou 100mg em dias alternados. Depuração de creatinina inferior a 15ml/min/1,73m2: 50mg em dias alternados ou 100mg a cada 4 dias. Pacientes que se submetam a hemodilise devem receber 50mg por via oral, após cada dilise; isto deve ser feito sob supervisão hospitalar, uma vez que podem ocorrer acentuadas quedas na pressão arterial.

Superdosagem :

Bradicardia excessiva pode ser controlada com 1-2mg de Atropina por via intravenosa. Se necessário, em seguida pode-se administrar uma dose em bolus de 10mg de Glucagon por via intravenosa. Caso haja necessidade esse
procedimento pode ser repetido ou seguido de uma infusão intravenosa de 1- 10mg/h de Glucagon, dependendo da resposta obtida. Se não houver resposta do Glucagon, ou se ele não estiver disponível, pode-se administrar um estimulante beta-adrenérgico, tal como a Dobutamina (2,5 a 10mcg/kg/min, IV) ou Isoprenalina (10 a 25mcg, velocidade de infusão não superior a 5mcg/min).
Dependendo da quantidade da dose ingerida, para atingir a resposta desejada, podem ser necessárias doses maiores de Dobutamina ou Isoprenalina, de acordo com as condições clínicas do paciente.
PACIENTES IDOSOS
O uso em idosos (acima de 65 anos) requer prescrição e acompanhamento médico.

Fabricante :

Fabricante : Neo Química Comércio e Indústria Ltda.

Rua Rangel Pestana, 1171 - Sapiranga,
Fortaleza, CE - CEP: 60833-012

Medicamentos do mesmo fabricante :

Asmapen, Ateneo, Atenoric, Boldopeptan, Bontoss, Butazil, Digesprid, Doralgina, Doxiciclina, Ductopan, Estomagel, Eucaliptol, Ferrotonico b12, Fungimax, Gerivix, Glipizida, Gonol, Histamin, Ibufran, Magnostase, Massageol, Metformina, Mucocistein, Neoflogin, Neossolvan, Neosulida, Neotoss, Neotrin, Neovermin, Nifedipina, Ouvidonal, Quadrilon, Resfry, Rifamp, Sulfiram, Ulcinax, Verapamil



Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A automedicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.