Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Atacand Hct - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo: Candesartana Cilexetila e Hidroclorotiazida.

Apresentação: Comprimidos divisíveis. embalagens com 20 ou 30.

Indicação: hipertensão essencial, quando a monoterapia não suficientemente eficaz.

Efeito Colateral:

Eventos adversos significantes em componentes individuais
Angiodema, exantema, urticária e prurido foram relatados muito raramente em pacientes tratados com candesartana cilexetila. Casos muito raros de enzimas hepáticas aumentadas, função hepática alterada ou hepatite também foram relatados. Outros eventos adversos relatados com candersartana cilexetila em que uma relação causal não Póde ser estabelecida incluem casos muito raros de leucopenia, neutropenia e agranulocitose.

Fórmula:

Cada comprimido contém:
Candesartana cilexetila.................... 16 mg
Hidroclorotiazida....................12,5 mg
Excipientes q.s.p. .................... comprimido
Excipientes: lactose monoidratada, amido, carmelose célcica, hidroxipropilcelulose, macrogol, estearato de magnésio, xido de ferro amarelo e xido de ferro marrom.

Contra indicação:

Hipersensibilidade candesartana cilexetila, hidroclorotiazida, a qualquer fármaco derivado das sulfonamidas (a hidroclorotiazidida derivada das sulfonamidas) ou a qualquer componente da fórmula de ATACAND HCT 16 mg/12,5 mg.
Gravidez e lactação. Os fármacos que agem diretamente no sistema renina-angiotensina, quando usados durante o segundo ou terceiro trimestre de gravidez, podem causar lesão e morte fetal e neonatal.

Interação Medicamentosa:

Não foi identificada nenhuma interação medicamentosa de relevncia clínica com a candesartana cilexetila. As seguintes substâncias foram investigadas em estudos de farmacocinética clínica: hidroclorotiazida, varfarina, digoxina, contraceptivos orais (etinilestradiol/ levonorgestrol), glibenclamida e nifedipino.
A biodisponibilidade da candesartana não é afetada por alimentos.
O efeito anti-hipertensivo de ATACAND HCT 16 mg/12,5 mg pode ser aumentado por outros anti-hipertensivos.

Modo de Usar:

A dose recomendada de ATACAND HCT 16 mg/12,5 mg é de 1 comprimido uma vez ao dia. O efeito anti-hipertensivo máximo é normalmente atingido dentro de 4 semanas após o incio do tratamento.
Administração: ATACAND HCT16 mg/12,5 mg deve ser administrado uma vez ao dia, com ou sem alimento.
Uso em idosos: Recomenda-se uma titulação da dose de candesartana cilexetila antes do tratamento com ATACAND HCT 16 mg/12,5 mg em idosos.
Uso em pacientes com insuficiência renal: Nestes pacientes, diuréticos de ala são preferidos aos tiazdicos. Recomenda-se uma titulação da dose de candesartana cilexetila antes do tratamento com ATACAND HCT 16 mg/12,5 mg em pacientes com insuficiência renal que possuem depuração de creatinina 1 30 ml/min/1,73 m 2 de superfcie corPórea).

Superdosagem:

Sintomas:
Com base nas propriedades farmacológicas, a principal manifestação de uma superdosagem de candesartana cilexetila , provavelmente, hipotensão sintomática e vertigem. Em relatos individuais de superdosagem (até 672 mg de candesartana cilexetila), a recuperação do paciente foi sem intercorrências.
A principal manifestação de superdosagem de hidroclorotiazida é a perda aguda de líquido e eletrôlitos. também podem ser observados sintomas como vertigem, hipotensão, sede, taquicardia, arritmias ventriculares, sedação/diminuição de consciência e cãibras musculares.
Controle:
Não há informaçães especficas disponíveis para o tratamento de superdosagem com ATACAND HCT 16 mg/12,5 mg. Entretanto, as medidas a seguir são sugeridas em caso de superdosagem.
Quando indicado, indução de vômito ou lavagem gástrica devem ser consideradas. Se ocorrer hipotensão sintomática, deve-se instituir tratamento sintomático e monitorar os sinais vitais. O paciente deve ser colocado na posição supina, com as pernas elevadas. Se isto não for suficiente, o volume plasmático deve ser aumentado por infusão de solução salina isotúnica. eletrôlitos séricos e equilíbrio ácido-base devem ser checados e corrigidos, se necessário. Drogas simpatomimáticas podem ser administradas se as medidas mencionadas acima não forem suficientes.
A candesartana não pode ser removida por hemodilise. Não se sabe em qual extensão a hidroclorotiazida pode ser removida por hemodilise.

Fabricante:

AstraZeneca do Brasil

Rodovia Raposo Tavares
km 26,9 - Cotia - SP
CEP 06707-000

Medicamentos do mesmo fabricante:

Assieme Turbohaler Budesonida, Assieme Turbohaler, Atacand hct, Atacand 32 mg candesartan, Atacand, Bambec, Casodex-150, Diprivan, Emla Creme, Emla Penso, Enfluthane, Entocort, Faslodex, Fluothane, Foscavir, Fulcin, Hytacand 16, Hytacand, Imdur, Inderal-capsulas, Inderal la, Inderal-solucao, Isothane, Lisinopril, Losec, Muse, Mysoline, Naropin, Omeprazol, Periochip, Propofol, Seloken, Selopress, Selozok, Splendil, Suprane, Syscor ap, Zoladex la, Zomig Nasal, Zomig Rapimelt



Advertências:

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A automedicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos:

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma:

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.