Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Asacol - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : messalazina (ácido 5-amino-salicílico).

Classe terapêutica : Anti-inflamatórios intestinais

Apresentação : 40 mg/ml, suspensão rectal messalazina

Indicação : Asacol pertence ao grupo dos medicamentos anti-inflamatórios intestinais
é indicado no tratamento e prevenção da colite ulcerosa, bem como no tratamento e prevenção de situações ligeiras a moderadas de proctite e protosigmoidite.
Asacol Enema liberta a substância ativa directamente no local a mesma vai Atuar: a mucosa rectal inflamada.

2. Antes de tomar ASACOL
Não tome Asacol
- Se for alérgico messalazina, ou outros salicilatos, como a aspirina, ou a qualquer um dos excipientes do Asacol.
- Caso tenha tido complicações sanguíneas anteriores devido é Administração de outros medicamentos, como a sulfasalazina.
- Se tiver úlcera gástrica ou intestinal ou historial de úlcera hemorrágica.
- Em caso de grave insuficiência renal.
- Em caso de grave insuficiência hepática.
- Crianças com menos de 2 anos.

Tome especial cuidado com Asacol
- No caso de ter problemas renais, avise o seu médico, em especial se for um doente idoso.
- Se tem problemas respiratérios, por exemplo asma, avise o seu médico. Nestes casos, ele poderá querer verificar com regularidade a sua função respiratéria.

Tomar Asacol com outros medicamentos
Informe o seu médico ou farmacêutico se está ou esteve recentemente a tomar outros medicamentos, mesmo aqueles não sujeitos a receita médica.
Exemplo de medicamentos que podem afectar ou podem ser afectados por Asacol Enema:
- Medicamentos utilizados para tratar a inflamação ou a dor (Anti-inflamatórios não esteroides AINEs);
- Medicamentos que afectem o Sistema Imunológico como, por exemplo, a azatioprina ou a 6-mercaptopurina (poderá ser necessário fazer análises ao sangue);
- A sulfinpirazona, utilizada para problemas renais ou para a gota;
- A furosemida, medicamento diurético.

Gravidez e aleitamento
Se está grávida ou pensa estar grávida, se pretende engravidar ou se estiver a amamentar, consulte o seu médico antes iniciar a administração de Asacol.

Condução de veículos e utilização de máquinas
Não se conhecem efeitos deste medicamento sobre a capacidade de condução ou utilização de quaisquer máquinas. No entanto, se sentir efeitos secundários, consulte o seu médico.

Como tomar ASACOL

Asacol Enema deve ser tomado exactamente conforme indicado pelo seu médico e pelo perãodo de tempo por ele recomendado.
Os enemas destinam-se a uso rectal e não devem ser ingeridos.
Dose usual para adultos e idosos: Um Asacol Enema de 4 g administrados ao deitar, após defecação , no tratamento da colite ulcerosa, proctite e protosigmoidite, bem como na prevenção de recidivas.
Não existem doses recomendadas para crianças. a administração de Asacol Enema a crianças deve ser efectuada de acordo com o critério médico.

Modo de emprego:
Um enema de retenção deve ser aplicado todas as noites ao deitar, após ser aquecido temperatura corporal num recipiente com água quente durante 10 minutos.
O doente Deverá deitar-se na cama em decbito lateral esquerdo com os joelhos flectidos. Retirar a tampa do enema e lubrificar a cnula com vaselina, introduzindo a extremidade cuidadosamente no recto até cerca de metade do seu comprimento.
Apertar lentamente o tubo, de modo a prolongar a introdução da suspensão por um ou dois minutos. Terminada a administração, retirar a cnula com cuidado para que a suspensão não reflua para dentro do tubo (mantendo a compressão do tubo).
O doente Deverá manter-se na posição de Administração durante 5 a 10 minutos ou até que a vontade de expelir o enema desaparea. O enema deve ser retido no intestino, se possível, até manhã seguinte. Depois de utilizada a embalagem Deverá ser eliminada.
Se tomar mais Asacol do que deveria
Pelo tipo de Administração, não são de esperar casos de sobredosagem acidental.
No caso de ingestão acidental, contacte o seu médico ou o hospital mais próximo. Mostre esta bula e a embalagem de Asacol Enema.
Os efeitos secundários mais prováveis são suores, vômitos, respiração ofegante, sensação de desmaio e tonturas. Mesmo que não apresente estes sintomas, em caso de sobredosagem ou ingestão acidental, consulte o seu médico.

Caso se tenha esquecido de tomar Asacol
Nesta situação, deve tomar Asacol assim que se tiver apercebido do esquecimento.
No entanto, não tome duas doses juntas; se estiver próximo da hora da dose seguinte, aguarde e retome o
esquema posológico previamente estabelecido pelo seu médico.

Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu médico farmacêutico.
4. Efeitos secundários Asacol possíveis

Como todos os medicamentos, Asacol pode provocar efeitos secundários, no entanto estes não se manifestam em todas as pessoas.
Se apresentar algum destes efeitos, interrompa a administração de Asacol e consulte imediatamente o seu médico ou hospital mais próximo:
- As reações alérgicas messalazina ocorrem muito raramente, tais como erupção cutânea ou bolhas, falta de ar ou pieira, aperto torcico, ritmo cardíaco acelerado ou irregular, palpitações ou dores nas articulações e nos mêsculos.
- As afecções hematológicas são também muito raras. Informe o seu médico se comear a fazer ndoas negras com facilidade, se tiver alguma hemorragia inesperada, derrames, dores de garganta ou febre. poderá necessitar de efetuar análises sanguíneas (ver secção Antes de tomar ASACOL ENEMA).
- Inflamação do Póncreas, fígado, rins e outras afecções renais são muito raras.
- Informe de imediato o seu médico se sentir fraqueza, perda de sensibilidade ou sensação de dormncia nos braos e nas pernas, assim como diarreia, inchao, dores de estômago, queda de cabelo, febre, náuseas ou vômitos, dor de cabeça, tonturas (vertigens), agravamento dos sintomas de colite, anemia.
Se algum dos efeitos secundários se agravar, se detectar quaisquer efeitos secundários não descritos nesta bula ou se os sintomas da doença persistirem, informe o seu médico ou farmacêutico.

Como conservar ASACOL
Conservar a temperatura inferior a 25ºC e ao abrigo da luz solar directa.
Não utilize Asacol após o prazo de validade impresso na embalagem exterior. O prazo de validade corresponde ao últim dia do mês indicado.
Manter fora do alcance e da vista das crianças.
Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao seu farmacêutico como eliminar os medicamentos de que já não necessita. Estas medidas irão ajudar a proteger o ambiente.

Outras informações

Qual a composição de Asacol
O Asacol é uma suspensão para administração por via rectal e contém como substância ativa a messalazina (ácido 5-amino-salicílico).
Cada enema a 20 mg/ml contém 1 g ou 2 g de substância ativa (embalagem de 50 ml e 100 ml, respectivamente).
Cada enema a 40 mg/ml contém 2 g ou 4g de substância ativa (embalagem de 50 ml e 100 ml, respectivamente).
Os excipientes são: goma xantana, metabissulfito de sódio, benzoato de sódio e água purificada. O benzoato de sódio ligeiramente irritante para a pele, olhos e mucosas.

Fabricante :

Fabricante : s Vitória S/A

Morada
Rua Elias Garcia, 28
2700-327 Amadora

Telefone
+351 214 758 300

Fax
+351 214 747 070

Email
lab.vitoria@labvitoria.pt
Secção de Vendas
sec.vendas@labvitoria.pt

Aquareme creme, Aquareme fluticasona, Aquareme pomada, Asacol 800 mg, Asacol comprimidos, Asacol supositorios, Asacol, Digassim, Flagyl comprimidos, Flagyl óvulo, Gretalvite, Largactil iv, Profenid cápsulas, Profenid gel, Profenid retard, Profenid solução, Profenid supositórios


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A auto-medicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.

Emagrecimento e Aumento de Massa Muscular