Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Alveofact

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : fração fosfolipídica de pulmões bovinos

Apresentação : ALVEOFACT é apresentado sob forma de suspensão acondicionada em frasco-ampola contendo 1,2 ml. Embalagem com 1 frasco-ampola.

Indicação : Profilaxia e tratamento da Síndrome do Desconforto Respiratório (Doença da Membrana Hialina) em recém-nascidos e prematuros de alto risco.

Contra indicação : Até o momento não se tem conhecimento de contra-Indicaçõesespecíficas, para o produto.

Modo de Usar :

ALVEOFACT deve ser administrado somente por instilação intratraqueal. Recomenda-se uma dose única de 1,2 ml/kg de peso corporal (correspondente a 50 mg de fosfolipídios totais por kg de peso corporal), a ser administrada dentro da primeira hora após o nascimento. Dependendo da necessidade de ventilação, pode-se administrar até três doses de reforço após a primeira administração.
Via de regra, a dose total não deve exceder quatro doses de 1,2ml de ALVEOFACT (correspondentes a 200mg de fosfolipídios totais por kg de peso corporal), dentro dos cinco primeiros dias de vida.
Antes da administração de ALVEOFACT, o frasco-ampola deve ser aquecido à temperatura ambiente (não mais que 30º C) e virado levemente, por duas vezes. O frasco-ampola não deve ser agitado, para evitar a formação de espuma. Através do tubo endotraqueal já colocado, introduz-se um cateter adequado (cateter umbilical ou sonda gástrica), de modo que sua extremidade fique na altura da ponta do tubo. Administra-se uma dose única de 1,2ml de ALVEOFACT por kg de peso corporal, através de seringa, como bolus, via cateter. A instilação completa é garantida por uma injeção subsequente de ar. Após a remoção do cateter, o paciente é imediatamente reconectado ao respirador.

Efeito Colateral :

Até o momento não se tem conhecimento de reações adversas específicas da substância. Imediatamente após a administração de ALVEOFACT pode ocorrer, devido à quantidade de líquido instilado, uma breve obstrução das vias respiratórias, a qual pode ser evitada pelo aumento da pressão de ventilação artificial durante 30 a 60 Segundos.

Superdosagem :

É improvável a existência em recém-nascidos de uma hipersensibilidade à proteína de pulmão bovino. Entretanto, uma sensibilização desse tipo poderia provocar basicamente reações anafiláticas, exigindo medidas terapêuticas habituais de emergência.

Fórmula :

Cada frasco-ampola de 1,2 ml contém: 54 mg de fração fosfolipídica de pulmões bovinos, correspondente a 50 mg de fosfolipídios totais.

Interação Medicamentosa :

Até o momento não se tem conhecimento de interações específicas da substância. Particularmente não foram observadas repercussões negativas ao tratamento com ALVEOFACT depois da administração profilática à mãe de infusão com ambroxol ou de glicocorticóides.

Fabricante ;

Boehringer Ingelheim do Brasil Quím. e Farm. Ltda.

Endereço: Rodovia Régis Bittencourt, 286
Jardim Itapecerica, SP, 06888-700
Telefone:(11) 2108-7202

Medicamentos do mesmo fabricante :

Actilyse, Alveofact, Anador Comprimido, Anador, Atensina, Atrovent, Berotec, Buscopam Composto, Buscopam drágeas, Buscopam Injetável, Combiven, Combivent, Dulcolax, Duovent, Enbrel, Ginsana, Movatec, Secotex, Sifrol, Spiriva, Vasculat, Viramune, Zepela,

Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A automedicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.