Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Alvent

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : brometo de ipratrópio

Apresentação : Solução para nebulização - Cartucho contendo 20 flaconetes plásticos de 2 ml

Bula da solução para nebulização, Alvent, medicamento coposto a base de brometo de ipratrópio, indicado como bronodilatador.

Cada ml de solução para nebulização de ALVENT contém:
Brometo de ipratrópio (equivalente a 250 mcg de ipratrópio) 260,9 mcg
Veículo.................. q s.p ............... 1.0 ml

Componentes não ativos: diidrogênio fosfato de sódio monoidratado, fosfato de sódio diidratado, cloreto de sódio e água purificada.

Indicação :

O brometo de ipratrópio é um agente broncodilatador.

Conserve em temperatura ambiente (entre 15º e 30º C) e proteja da umidade.

Prazo de validade:24 meses.

ATENÇÃO: Não utilize o produto após vencido o prazo de validade, sob o risco de não produzir os efeitos desejados.

ALVENT é utilizado somente para uso inalatório, através de nebulização. ALVENT pode ser administrado através de qualquer tipo de aparelho nebulizador.

Informe seu médico sobre a Ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após seu término. Informe-o se estiver amamentando. Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interrompa o tratamento sem o conhecimento de seu médico.

Informe seu médico sobre o aparecimento de reações desagradáveis, tais como boca seca, retenção urinária e constipação.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DE CRIANÇAS.

ALVENT é contra indicado em pacientes com hipersensibilidade conhecida à droga, a qualquer outro componente da formulação ou à atropina e seus derivados. Informe seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do início ou durante o tratamento.

NÃO TOME REMÉDIO SEM CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO. PODE SER PERIGOSO PARA SUA SAÚDE.

INFORMAÇÃO TÉCNICA

O brometo de ipratrópio é um agente anticolinérgico amônio quaternário derivado da atropina, com propriedades anticolinérgicas e com alta bronco-seletividade. Pela inibição da síntese de GMPc ACh-induzida e provavelmente pela inibição de uma possível Iiberação excedente de mediadores por bloqueio dos receptores colinérgicos na superfície dos mastócitos, o brometo de ipratrópio exibe uma acentuada broncodilatação e com ação moderadamente prolongada. O ipratrópio apresenta atividade antimuscarínica superior no músculo liso brônquico do que em glândulas secretoras. A ação broncodilatadora inicia-se 3 a 5 minutos após a inalação e dura por 4 a 6 horas. O brometo de ipratrópio protege contra diferentes broncoespasmos induzidos física e quimicamente e pelo meio ambiente, com efeitos variáveis e extensos. Para o tratamento de broncoconstrição aguda, o brometo de ipratrópio é menos adequado que os beta2-agonistas, mas para profilaxia de broncoconstrição aguda o ipratrópio pode ser usado.

Além disso, o brometo de ipratrópio pode proporcionar benefícios adicionais na combinação com beta2-agonistas. O brometo de ipratrópio não determina alterações clinicamente significantes nos gases sanguíneos arteriais.

O brometo de ipratrópio é muito pouco absorvido no trato gastrointestinal. Foi relatado como sendo parcialmente metabolizado após Administração oral e excretado na urina e fezes como droga inalterada e metabólitos.

A inalação de brometo de ipratrópio, mesmo em dosagens máximas, não mostrou qualquer efeito tóxico nos estudos avaliados.

Indicações

ALVENT é indicado como broncodilatador no tratamento da asma brônquica e da doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), como bronquite crônica e enfisema pulmonar.

CONTRA-INDICAÇÕES

ALVENT é contra indicado em pacientes com hipersensibilidade conhecida à droga, a qualquer outro componente da formulação ou à atropina e seus derivados e em pacientes com glaucoma, hipertrofia prostática, retenção urinária e oclusão intestinal.

PRECAUÇÕES E ADVERTÊNCIAS

ALVENT deve ser usado sob orientação médica. Pacientes devem ser instruídos para administração correta de ALVENT e avisados sobre a Ocorrência, embora rara, de visão borrada temporária, precipitação ou piora de glaucoma de ângulo fechado ou dor nos olhos quando a solução entrar em contato direto com estes. O uso de um nebulizador com adaptador bucal ao invés de máscara facial pode ser preferível para reduzir a probabilidade da solução atingir os olhos.

O brometo de ipratrópio deve ser usado com cautela em pacientes com coronariopatias e cardiopatias.

Existem raros relatos de broncospasmo paradoxal associado com a administração do brometo de ipratrópio através da nebulização. O paciente deve ser advertido para procurar auxílio médico se uma resposta reduzida tomar-se aparente.

Gravidez e lactação: O brometo de ipratrópio tem sido usado por vários anos e não existem evidências de efeitos indesejáveis durante a gravidez. Estudos em animais não demonstraram riscos. Todavia, medicamentos não devem ser usados na gravidez, especialmente durante o primeiro trimestre, a menos que o beneficio esperado supere qualquer possível risco ao feto.

Interações Medicamentosas:: Existem evidências que a administração concomitante de brometo de ipratrópio e drogas simpaticomiméticas produzem um maior alívio do broncoespasmo que cada uma administrada isoladamente. O brometo de ipratrópio demonstrou produzir broncodilatação efetiva em pacientes recebendo agentes beta-adrenérgicos e derivados xantínicos. ALVENT pode seutilizado em associação com corticosteróides sem resultar em Interações Medicamentosas: prejudiciais.

REAÇÕES ADVERSAS

Devido à baixa absorção sistêmica do brometo de ipratrópio, efeitos colaterais anticolinérgicos, tais como taquicardia, palpitações, alterações visuais, alterações da motilidade gastrintestinal e retenção urinária, são raras e reversíveis em doses terapêuticas. Alguns pacientes podem apresentar boca seca, náuseas e vômitos.

Modo de Usar :

ALVENT é utilizado somente para uso inalatório. ALVENT é administrado por inalação, através de nebulizadores adequados ou de um aparelho com pressão positiva intermitente.
Adultos e crianças acima de 14 anos: 1 flaconete (2 ml), 1 a 2 vezes ao dia. De acordo com a gravidade da doença, a posologia pode ser aumentada, segundo orientação médica, para 1 flaconete de 2 ml, até 4 vezes ao dia. Crianças de 3 a 14 anos: Metade do flaconete - ½ dose (1 ml), 1 a 2 vezes ao dia, podendo ser aumentada até o máximo de ½ dose (1 ml), 3 vezes ao dia

Caso necessário, a solução para nebulização pode ser diluída com solução fisiológica estéril na proporção 1:1.

Para permitir o uso de 1 ml de solução, os flaconetes apresentam uma graduação de meia-dose (1 ml). No caso de meia-dose ser requerida, a solução restante deve ser utilizada dentro de 12 horas.

INSTRUÇÕES DE USO

Retire a tira de flaconetes de dentro da embalagem de alumínio
2. Destaque o flaconete da tira pressionando sucessivamente para baixo e para cima (figura A);
3. Separe o flaconete da tira na parte superior e, após, no centro (figura B);
4. Abra o flaconete girando a tampa (figura C);
5. Aperte levemente o flaconete dentro da câmara do nebulizador, até a marca da dose prescrita ser atingida (figura D);
6. Se somente metade da dose for usada, tampe o flaconete girando a tampa e pressionando-a no lugar (figura E). Use a solução restante dentro de 12 horas.

Superdosagem :

Não foram reportados casos de superdosagem.

USO GERIÁTRICO:

ALVENT pode ser usado por pessoas acima de 65 anos de idade, desde que observadas as precauções comuns ao produto.

Venda Sob Prescrição Médica

Fabricante:

Farmalab Indústria Química e Farmacêutica Ltda.

Rua Alexandre Dumas, 1658
12º. e 13º. Andares
Chácara Santo Antonio
São Paulo/SP
CEP 04717-004
Tel: 11 3095-2300

E-mail: cientifico@chiesi.com.br

Medicamentos do mesmo fabricante :

Albicon pó, Alvent, Anacervix Forte, Asmen, Bamifix, Bramitob, Budiair, Cinet, Clenil A, Clenil, Curosurf, Debridat, Delakete, Dyazide, Enalapril Inventis, Estimoral, Ferriprox, Fluibron A, Fluibron, Forten, Fostair, Frutarine, Frutovena, Hipertil, Hipotensil, Inflamene, Jumexil, Manivasc, Micoliv, Miocalven, Momen, Mucodrenol, Natigesta, Osteoplus, Pridecil, Proton, Verzatec Ramipril,

Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A auto-medicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.

Emagrecimento e Aumento de Massa Muscular