Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Algifene

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : cloridrato de D-propoxifeno e o paracetamol

Apresentação : Comprimidos revestidos
Embalagem de 10 comprimidos revestidos

Indicação : A ação combinada dos Princípios activos do ALGIFENE permite um largo campo de aplicações como Analgésico e espasmoltico, Atuando sobre:
- Dores agudas e crônicas de vrias origens, por ex.: cefaleias, enxaquecas, dores de dentes, nevrites, ciática e quadros dolorosos do foro oncológico.
- Dores devidas a traumatismos e feridas, resultantes de luxações, contuses, fracturas, queimaduras, célicas do tracto gastrointestinal, dos canais biliares e dos ureteres e dores menstruais.
- e alívio nas dores devidas a reumatismo muscular ou articular, sobretudo em doentes que não possam tomar salicilatos (aspirina) em consequncia de sensibilidade gástrica ou alterações do suco gástrico.

Antes de tomar ALGIFENE

Não tome Algifene
- se tem alergia (hipersensibilidade) conhecida ao dextropropoxifeno ou ao paracetamol ou a qualquer outro componente de Algifene
- se está a tomar orfenadrina
- se tem insuficiência renal grave, nefropatia analgésica e deficiência em glucose-6- fosfato dehidrogenase geneticamente determinada (ex: anemia hemoltica)
- se tem idade inferior a 18 anos
- doentes álcool dependentes

Tome especial cuidado com Algifene

O ALGIFENE não deve ser utilizado para Além do tempo estritamente necessário, nem deve exceder a dose recomendada pelo médico.
A doentes com depressão não Deverá ser administrado os comprimidos revestidos de ALGIFENE.
Mesmo quando usado correctamente, este medicamento pode alterar o tempo de reação, pelo que, por exemplo, a capacidade de condução automável pode estar alterada.
Em presença de doenças hepáticas ou renais graves, o médico Deverá poderar se a medicação indispensvel, e qual a posologia e duração mínima de Administração.
Não utilizar durante mais de 10 dias sem indicação médica, o seu uso excessivo e prolongado pode provocar alterações renais graves.
Durante a utilização de ALGIFENE não deverão ser ingeridas bebidas álcoolicas.

Tomar Algifene com outros medicamentos
Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver tomando ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica.
a administração simultânea de outras substâncias que tenham efeito sobre o sistema nervoso central, por ex.: tranquilizantes, sedativos, hipnéticos, narcticos e álcool, pode potenciar o efeito depressor central. Além disso, a ação dos anticoagulantes pode ser aumentada.
Provoca aumento das taxas plasmáticas de carbamazepina, com risco de sobredosagem.

Gravidez e aleitamento

Consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento.
Cabe ao médico decidir, caso a caso, se o medicamento pode ser tomado durante a gravidez, após a consideração da relação benefício/risco, uma vez que o dextropropoxifeno atravessa a barreira placentária.
O dextropropoxifeno passa também para o leite materno.

Condução de veículos e utilização de máquinas

Existe prolongamento do tempo de reação e risco de sonolência, com a administração do ALGIFENE, pelo que os condutores de veículos e os utilizadores de máquinas devem ser alertados para esse facto.
Informaçães importantes sobre alguns componentes de Algifene Contém sacarose e glucose. Se foi informado pelo seu médico que tem intolerância a alguns açúcares, contacte-o antes de tomar este medicamento.

COMO TOMAR ALGIFENE

Tomar Algifene sempre de acordo com as Indicaçõesdo médico. Fale com o seu médico ou farmacêutico se tiver dúvidas.

A posologia e a duração da terapêutica Deverá ser de acordo com as Indicaçõesmédicas, no entanto recomenda-se para os adultos a toma de 1-3 comprimidos
revestidos, numa toma única.

Em caso de dor persistente, podem tomar-se 1-2 comprimidos de 6 em 6 horas até um máximo de 8 comprimidos por dia, de acordo com a intensidade da dor.

Os comprimidos revestidos não devem ser mastigados mas engolidos com um pouco de água.

Em caso de insuficiência renal grave (depuração da creatinina inferior a 10 ml/min), o intervalo entre as duas tomas deve ser aumentado (no mínimo 8 horas de intervalo).
Se tomar mais Algifene do que deveria

Em caso de dose excessiva poderão ocorrer alguns sintomas como:
Nuseas, vômitos, dores abdominais, problemas respiratérios, delírio que requerem a intervenção urgente do médico.
Caso se tenha esquecido de tomar Algifene
Não tome uma dose dobrada para compensar uma dose que se esqueceu de tomar.
Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu médico ou farmacêutico.

Efeitos secundários ALGIFENE
Como os demais medicamentos, Algifene pode causar efeitos secundários em algumas pessoas.
Ocasionalmente podem surgir tonturas, naseas e vômitos, principalmente se a dose máxima recomendada for excedida.
São efeitos secundários raros: obstipação, dores abdominais, reações cutâneas, sonolência, cefaleias, sensação de fraqueza e perturbações visuais ligeiras.

Em doentes com pressão arterial baixa, podem manifestar-se ocasionalmente tonturas e hipotensão.

COMO CONSERVAR ALGIFENE

Manter fora do alcance e da vista das crianças.
Conservar a temperatura inferior a 25ºC.
Proteger da humidade.
Não utilize Algifene após o prazo de validade impresso na embalagem. O prazo de validade corresponde ao últim dia do mês indicado.
Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico.
Pergunte ao seu farmacêutico como eliminar os medicamentos de que já não necessita.
Estas medidas irão ajudar a proteger o ambiente.

Outras informações

Qual a composição de Algifene

Os outros componentes são amido de milho, plasdona, talco, Aerosil 200, estearato de magnésio, caulino coloidal, Capol 600, dióxido de titânio (E171), polietilenoglicol, talco, sacarose (125,00 mg), glucose (12,89 mg).

Fabricante :

FERRAZ, LYNCE, S.A.

Rua Consiglieri Pedroso, n123
Queluz de Baixo
2731-901 Barcarena
Tel: 21 434 52 12 Fax: 21 434 52 23

E-mal: ferrazlynce@ferrazlynce.pt


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A auto-medicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.

Emagrecimento e Aumento de Massa Muscular