Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Alerjon

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : Cloridrato de oximetazolina

Classe terapêutica : Colírio,

Apresentação : Cada ml de solução estáril contém 0.25 mg de Cloridrato de oximetazolina.

ALERJON é apresentado sob a forma farmacêutica de Colírio, solução em frasco gotejador estáril, de LD-polietileno, com a capacidade de 10 ml.

Atividade:

O ALERJON tem como única substância ativa o Cloridrato de oximetazolina, fármaco simPóticomimático de elevado poder descongestionante. O Cloridrato de oximetazolina Atua nos receptores alfa-adrenérgicos localizados ao nível das arterãolas da conjuntiva produzindo vasoconstrição, resultando daé a diminuição da congestáo conjuntival.

Indicação :

ALERJON é um descongestionante usado no tratamento sintomático da irritação da conjuntiva ocular. A duração da sua utilização deve ser inferior a três dias.

EFEITOS secundários ALERJON

O ALERJON está contra indicado em casos de hipersensbilidade ao fármaco (Cloridrato de oximetazolina), a outros fármacos adrengicos ou a qualquer outro componente da formulação;
Em caso de glaucoma de ângulo fechado.
são efeitos indesejáveis comuns o desconforto ocular momentneo após aplicação da solução oftalmológica. O desconforto ocular transitório e pode ser acompanhado por ardor e irritação ocular, não representando qualquer problema. Podem ocorrer alterações da visão, visão turva ou fotofobia.
A suspensão da medicação , por vezes, pode originar o reaparecimento da sintomatologia inicial.
A continuação do tratamento por um perãodo superior ao indicado pode originar congestáo ocular crônica e agravamento sintomático.

interações:

Não provável que ocorram interações com outros medicamentos.
Em caso de tratamento simultâneo com outro Colírio, esperar 15 minutos entre as instilações dos dois Colírios.

PRECAUções ESPECIAIS DE utilização:

Porque este fármaco simpaticomimático, pacientes com hipertiroidismo, doença cardíaca incluindo angina pectoris, hipertensão, arterosclerose avançada ou diabetes mellitus deverão ser objecto de vigilância clínica.
Não usar em crianças com idade inferior a 6 anos, a não ser por expressa indicação médica.
O uso continuado poderá originar hipermia conjuntival, congestáo ocular crônica e agravamento sintomático.
Os utilizadores de lentes de contacto devem remover as lentes antes de aplicar a solução oftlmica.
Não utilizar a solução oftlmica se esta se tornar turva.
Em caso de esquecimento de uma aplicação continuar tratamento não excedendo ou duplicando a posologia recomendada para cada administração.

EFEITOS EM MULHERES grávidaS OU EM PERODO DE ALEITAMENTO:

ALERJON não deve ser utilizado em mulheres grávidas ou em perãodo de amamentação.

EFEITOS SOBRE A CAPACIDADE DE CONDUção E utilização DE máquinaS:

Embora estudos clínicos tenham mostrado que este fármaco não tem efeito sobre o tamanho pupilar e sobre a recessão do ponto próximo da visão distinta, ser prudente para o utilizador deste Colírio, a abstenção de condução ou de lidar com máquinas durante a primeira hora Pós-instilação.
EXCIPIENTES:
ácido brico; Borato de sódio; Cloreto de benzalcnio; água purificada.

POSOLOGIA ALERJON

Posologia no adulto

A posologia média aconselhada é a de 1 a 2 gotas, no globo ocular, 4 vezes ao dia.
ALERJON, Colírio deve ser administrado com cuidado de forma a evitar a contaminação do líquido por contacto, devendo os utilizadores de lentes de contacto remover as lentes antes de aplicar o medicamento.
A ponta do aplicador não Deverá tocar em qualquer superfcie (incluindo o olho). Deve-se manter o frasco bem fechado.
A duração do tratamento não deve ser superior a três dias, sem supervisão médica pelo risco de causar congestáo ocular crônica e agravamento sintomático.
Posologia na criança
Não usar em crianças com idade inferior a 6 anos.
A dose recomendada para crianças com idade superior a 6 anos idêntica à dos adultos, de 1 ou 2 gotas 4 vezes ao dia.
Aplicam-se as mesmas recomendações quanto duração do tratamento e modos de Administração referidas para os adultos.
Posologia no idoso
ALERJON é apropriado para a utilização no idoso. Recomenda-se precaução nos casos de existância de patologia cardíaca e/ou endócrina

NOTA: A suspensão da medicação , por vezes, pode originar o reaparecimento da sintomatologia inicial.

AVISOS:

- Aconselha-se o utente a comunicar ao seu médico ou farmacêutico a detecção de efeitos indesejáveis que não constem desta bula informativo.
- Deve verificar-se sempre o prazo de validade impresso na embalagem exterior.
- após a abertura do frasco, não deve ser utilizado para Além dos 28 dias seguintes.
- Fechar bem o frasco após cada utilização.
- Não guardar acima de 25ºC.
- Tratando-se de um produto para uso exclusivamente oftálmico, ao seu frasco gotejador não deve ser dada qualquer outra utilização.
- Como todos os medicamentos, também este Deverá ser mantido fora do alcance e da vista das crianças.

Fabricante :

OFTALDER Produtos farmacêuticos S.A.

Avenida 25 de Abril 6/6a
Linda-a-Velha
2795
Portugal


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A automedicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.