Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Aldecina

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : dipropionato de beclometasona

Apresentação :

Nasal: Estojo com frasco nebulizador contendo 200 doses.

Oral:Estojo com frasco contendo 200 doses.

Indicação : ALDECINA Oral está indicada para o tratamento de diversos tipos de pacientes asmáticos, principalmente nos dependentes de corticosteróides sistêmicos ou ACTH; e para pacientes que não dependem de corticosteróides, mas que não se encontram devidamente controlados com outros regimes terapêuticos. O uso de ALDECINA Oral está particularmente indicado para os seguintes pacientes:

1- Pacientes asmáticos que necessitam de prolongado tratamento de manutenção.

2- Pacientes asmáticos graves, dependentes de corticosteróides sistêmicos ou ACTH.

3- Pacientes asmáticos em uso de regimes intermitentes de corticosteróides sistêmicos.

4- Pacientes asmáticos cujos sintomas se tornaram mais resistentes a broncodilatadores, e que necessitam de doses mais elevadas progressivamente para obtenção de alívio.

5- Pacientes asmáticos para os quais a terapia com broncodilatadores está relativamente contra-indicada, como cardíacos etc.

6- Pacientes asmáticos cujos sintomas não estão controlados adequadamente sob tratamento combinado de broncodilatadores e cromoglicato dissódico.

7- Crianças com asma grave. O controle eficaz dos sintomas tem sido alcançado sem o retardo no crescimento, frequentemente associado à Administração sistêmica de corticosteróide. Retomada de crescimento tem sido relatada em crianças transferidas do tratamento sistêmico com corticosteróides para com o dipropionato de beclometasona aerosol.

Contra indicação :

ALDECINA Nasal e Oral estão contraindicados em casos de hipersensibilidade aos componentes da fórmula.

ALDECINA Nasal também está contraindicado na presença de diátese hemorrágica ou de história de hemorragia nasal recorrente.

ALDECINA Oral está contraindicada no tratamento inicial do estado de mal asmático, crises agudas de asma onde medidas intensivas são necessárias.

Modo de Usar :

Inalação oral
Adultos: Duas inalações (de 50 mg cada), três ou quatro vezes por dia. Em casos graves, a dosagem no início do tratamento poderá ser duplicada (600-800 mcg por dia). Ocorrendo melhora, a dosagem deverá ser reajustada segundo a resposta.

Crianças de 6 a 12 anos de idade: Uma a duas inalações (de 50 a 100 mcg) duas, três ou quatro vezes ao dia, dependendo da idade e da resposta.

Efeito Colateral :

ALDECINA Oral Há relatos de casos de morte devido a insuficiência supra-renal ocorrida em pacientes asmáticos durante e após serem transferidos do tratamento com corticosteróide sistêmicos ao dipropionato de beclometasona oral.

Tem-sido relatada uma redução dos níveis matinais de cortisol plasmático em adultos que receberam 1.600 mcg diários de dipropionato de beclometasona oral, durante 1 mês.

Alguns pacientes apresentaram rouquidão e boca seca.

Efeitos secundários sistêmicos são raros. Entretanto, sintomas de hiperadrenocorticismo podem ocorrer se houver excesso na dose recomendada ou se houver hipersensibilidade ou predisposição devido a tratamento recente com corticosteróides sistêmicos. Na manifestação de tais sintomas, deve-se descontinuar lentamente o tratamento, seguindo o procedimento adequado para descontinuar o tratamento com corticosteróides orais.

Casos de reações de hipersensibilidade imediata ou retardada, broncospasmo, erupção, urticária, angioedema e infecção localizada por Candida albicans ou Aspergillus niger na boca, faringe, laringe, brônquios e esôfago, tem sido relatados.

ALDECINA Nasal Os efeitos secundários relatados com o uso do dipropionato do beclometasona nasal incluem irritação e ardor nasais, tosse, episódios passageiros de espirros e epistaxe ou secreção nasal sanguinolenta.

também têm sido relatados raros casos de infecção localizada na boca e faringe causada por Candida albicans, ulceração da mucosa nasal, perfuração do septo nasal, aumento da pressão intra-ocular, reação de hipersensibilidade imediata e retardada, incluindo urticária, angioedema, erupção e broncospasmo.

Superdosagem :

O uso excessivo de ALDECINA Nasal ou Oral pode produzir efeitos adversos comuns aos corticosteróides sistêmicos, tais como hipercorticismo e supressão supra-renal. Se estes sintomas ocorrerem, as doses deverão ser diminuídas.

Uso Na Gravidez e Lactação

O dipropionato de beclometasona poderá ser usado em mulheres grávidas, nutrizes ou mulheres em idade fértil, somente se os benefícios justificarem os riscos em potencial para a mãe, o feto ou o lactente. Crianças nascidas de mulheres que receberam corticosteróides durante a gravidez devem ser avaliadas quanto a sinais de hipoadrenalismo. O mesmo se aplica ao administrar-se ALDECINA spray Nasal em mães no período de aleitamento.

Fabricante :

Indústria Química e Farmacêutica Schering-Plough S/A.

Rua Antônio das Chagas 1623
São Paulo Sp, 04714-002, Brasil

FONE: (11) 5188-5150
SAC SCHERING-PLOUGH: 0800 770 2477

Bazoton, Cedrin, Claritin, Clopixol, Coristina d, Coristina r, Daivonex, Diprogenta, Diprospan, Disofrol, Elocom, Episol fps 15, Fareston, Fluir, Furacin, Garasone, Gets it, Lioram, Nujol, Octelmin


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A auto-medicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.

Emagrecimento e Aumento de Massa Muscular