Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Agiocur

Bula do Medicamento Agiocur, é um regulador de origem vegetal da função intestinal, composto por plantago ovata e tegumentos de ispaghula. Indicado para o tratamento de colostomias, diverticulose, cólon irritável, doença de Crohn.

Princípio ativo : 65 g de sementes de Plantago ovata e 2,2 g de tegumentos de Ispaghula.

Classe Terapêutica: Regulador Intestinal.

Apresentação :

250 g de granulado
100 g de granulado

Outros ingredientes: essência de cominhos, essência de Salva, essência de hortelã-pimenta, acácia, talco, dióxido de titânio, óxido de ferro vermelho (E 172), óxido de ferro amarelo (E 172), parafina sólida, parafina liquida, sacarose.

Indicação :

Agiocur está disponível em embalagens de 250 g de granulado.
Agiocur é um medicamento de origem vegetal. Ao intumescer, regulariza as alterações da função intestinal, pelo que pertence ao grupo farmacoterapêutico: VII-5-c) Laxantes expansores do volume fecal.

Indicações terapêuticas: Tratamento das alterações do trânsito intestinal; regulação da consistência fecal nas seguintes situações: colostomias, diverticulose, cólon irritável, doença de Crohn, e sempre que se deva evitar um esforço excessivo na evacuação, após cirurgia anorectal, hemorroidas, fissuras anais, abcessos peri–anais, obstipação crônica, pós–operatória e na gravidez.

Antes de tomar:

Não tome Agiocur:
se é alérgico à Plantago ovata ou aos outros ingredientes de Agiocur;
se sofre de cólica intestinal;
se tem obstrução intestinal, estenoses esofágicas ou em qualquer outra região do trato
gastrointestinal;
se sofre de atonia do cólon;
se sofre ou já sofreu antes de impacto fecal;

As crianças com idade inferior a 12 anos não devem tomar Agiocur sem recomendação do médico.

Tome especial cuidado com Agiocur:
- se tem dificuldade em engolir;
- se sofre de diabetes de difícil controlo;
- se sofre de intolerância à frutose de origem hereditária, síndroma da malabsorção de glucose galactose ou deficiência em sucrase-isomaltase e inadvertidamente tomou Agiocur pare de imediato tratamento e consulte o médico

Nestes casos deve consultar o médico que avaliará a sua situação clínica.

Em caso de persistência dos sintomas (nomeadamente obstipação) consulte o médico.

Gravidez e o aleitamento:

Consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento.

Agiocur pode ser tomado sem restrições nestas situações pelo facto de não ser absorvido e a sua ação farmacológica se limitar a uma absorção de água no trato gastrintestinal.

Condução de veículos e utilização de máquinas:

Agiocur não tem qualquer efeito sobre a capacidade de condução ou utilização de máquinas.

Informações importantes sobre alguns ingredientes de Agiocur :

100 g de Agiocur contêm 17,952 g de sacarose. Quando tomado de acordo com as doses recomendadas cada dose (5 g de Agiocur <>1 colher de chá) contém aproximadamente 0,9 g de sacarose.

Interação Medicamentosa:

Por favor informe o seu médico ou farmacêutico sobre outros medicamentos que está a tomar ou que tomou recentemente, incluindo os que não foram prescritos pelo médico.

Tal como com todos os fármacos que contêm agentes expansores do volume fecal, Agiocur pode atrasar ou reduzir a absorção de outros fármacos administrados simultaneamente (p. ex.: ferro e lítio). Por este motivo, tome Agiocur ½ – 1 hora antes ou após a administração de outros medicamentos.

Não tome Agiocur se está a tomar Antidiarréicos inibidores da motilidade intestinal, como por exemplo, difenoxilato, difenoxina, cloridrato de loperamida e derivados opiáceos.

Se é diabético insulina dependente consulte o médico antes de tomar Agiocur .

Modo de Usar:

Se tiver dúvidas sobre a utilização do medicamento fale com o médico ou o farmacêutico.

Salvo outra indicação do médico, a dose habitual é:

Adultos: 2 colheres de chá de Agiocur após o jantar (pelo menos uma hora antes de deitar), e, se necessário, 1 colher chá antes do pequeno–almoço.

Crianças com idade superior a 12 anos: metade da dose recomendada para os adultos.
Fale com o seu médico ou farmacêutico se tiver a impressão de que Agiocur é demasiado forte ou demasiado fraco.

Modo e via de Administração:

Agiocur deve ser tomado por via oral, sem mastigar, com uma quantidade suficiente de líquido (1–2 copos de água). Recomenda–se uma ingestão diária de água de 1–2 litros.

Superdosagem:

Não há conhecimento até ao momento de qualquer Ocorrência de sobredosagem ou intoxicação com o Agiocur .

O que deve fazer se se esqueceu de tomar uma ou mais doses de Agiocur ?

Retome o esquema posológico recomendado. Não aplique uma dose a dobrar para compensar a dose que se esqueceu de tomar.

Efeitos secundários:

Nos primeiros dias de tratamento poderão surgir flatulência e distensão abdominal, que desaparecem com a continuação do tratamento.
Raramente, podem ocorrer reacções de hipersensibilidade ao medicamento.
Em caso de observação de efeitos secundários não mencionados neste folheto, aconselha-se a sua comunicação ao médico assistente ou farmacêutico

Esta informação foi elaborada em: Registo nº 2191880 no INFARMED

Titular da Autorização de Introdução no Mercado

Madaus Farma Portugal – Unipessoal, Lda.
Av. D. João II, Lote 1.02.1 D 2º
1990-090 Lisboa
Fabricante: Madaus AG. 51101 Cologne. Germany


Modo de Conservar:

Manter fora do alcance e da vista das crianças.
Fechar bem a embalagem depois de utilizar o medicamento.
Não utilizar o medicamento após o prazo de validade inscrito no rótulo e na embalagem.
Medicamento não sujeito a receita médica

Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A automedicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.