Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Afebryl

Bula do Mediamento analgésico e antifebril indicado no tratamento de dores ligeiras a moderadas, na forma de comprimidos efervescentes.

Princípio ativo : Ácido acetilsalicílico, paracetamol e ácido ascórbico.

Classe Terapêutica: Analgésico.

Apresentação : Cada comprimido efervescente de AFEBRYL contém 300 mg de ácido acetilsalicílico, 200 mg de paracetamol e 300 mg de ácido ascórbico, como substâncias ativas.

Apresenta-se em embalagens de 16 comprimidos efervescentes.

Indicação :

O paracetamol e o Ácido acetilsalicílico possuem notável atividade analgésica e antipirética, as quais são resultado do efeito direto nos centros da dor e da vasodilatação periférica e sudação geradas, que contribuem para a regulação da temperatura corporal. O Ácido acetilsalicílico possui ainda uma ação anti-inflamatória.

O AFEBRYL é indicado no alívio da dor ligeira ou moderada.

O ácido ascórbico, também conhecido como vitamina C, Atua como preventivo caso se venha a verificar deficiência desta vitamina em situações de inflamação ou estados gripais.

Tratamento sintomático de dores e febre que ocorrem durante estados gripais e infecções das vias respiratórias superiores.

Tratamento de dores de cabeça; enxaquecas, dores articulares e musculares passageiras, dores de dentes (excepto antes ou depois de cirurgias dentárias).

Antes de tomar o AFEBRYL importante ler as seguintes perguntas e respostas:

Quando Devo Tomar:

AFEBRYL não deve ser usado em casos de alergia conhecida ao paracetamol, fenacetina, ao ácido acetilsalicílico, aos salicilatos, a outros anti-inflamatórios não esteroides ou a qualquer um dos excipientes de AFEBRYL.

AFEBRYL não deve ser tomado em casos de úlcera gástrica ou duodenal evolutiva, nem em casos de hemorragia digestiva. A toma de AFEBRYL também É contraindicada em situações onde exista risco de hemorragia ou em doentes com complicações sanguíneas especialmente doentes com deficiência em glucose-6-fosfato desidrogenase.

AFEBRYL está contra indicado em doentes com gota e em doentes com problemas graves nos rins ou no fígado. AFEBRYL está igualmente contra indicado em doentes que precisem de fazer uma dieta de restrição em sódio.

A administração de AFEBRYL está também contra indicada durante o terceiro trimestre de gravidez.

Não tome AFEBRYL em caso de história de hemorragia gastrointestinal ou perfuração, relacionada com terapêutica anterior com anti-inflamatórios não esteroides (AINE).

Não tome AFEBRYL em caso de úlcera péptica/hemorragia ativa ou história de úlcera péptica/hemorragia recorrente (dois ou mais episódios distintos de ulceração ou hemorragia comprovada).

Quais os efeitos secundários?

Nas doses recomendadas, os efeitos indesejáveis do AFEBRYL limitam-se geralmente a uma certa irritação do trato gastrointestinal. Podem raramente ocorrer casos de hipersensibilidade ao paracetamol e ao Ácido acetilsalicílico que se manifestam por reações alérgicas, tais como: rash, eritema ligeiro ou urticária. Raramente podem também ocorrer náuseas, vômitos, azia e dores abdominais, sintomas hemorrágicos, edema, hiperuricemia e asma.

A terapêutica prolongada com doses elevadas pode levar à deterioração da função renal e hepática.

No caso de aparecimento de reações alérgicas, deve interromper imediatamente o tratamento e consultar o seu médico.

Caso venha a sentir qualquer sintoma não descrito nesta bula, deve aconselhar-se de imediato com o seu médico.

Gastrointestinais: os eventos adversos mais frequentemente observados são de natureza gastrointestinal. Podem ocorrer, em particular nos idosos, úlceras pépticas, perfuração ou hemorragia gastrointestinal potencialmente fatais. Menos frequentemente têm vindo a ser observados casos de gastrite.

Interação Medicamentosa:

Se estiver a tomar um dos seguintes medicamentos deve aconselhar-se com o seu médico antes de tomar

Heparina e medicamentos da família dos cumarínicos, antidiabéticos orais, outros anti-inflamatórios não esteroides, metotrexato, medicamentos uricosúricos, indutores enzimáticos (por ex: barbitúricos), medicamentos trombolíticos (p. ex. estreptoquinase e alteplase), medicamentos inibidores da anidrase carbúnica (por ex. acetazolamida), corticosteroides e fenotiazinas.

Diuréticos, Inibidores da Enzima de Conversão da Angiotensina (IECA) e Antagonistas da Angiotensina II (AAII):

A administração de Ácido acetilsalicílico (> 3 g/dia) pode diminuir a eficácia dos diuréticos assim como de outros medicamentos anti-hipertensores.

Nalguns doentes com função renal diminuída (ex: doentes desidratados ou idosos com comprometimento da função renal) a coadministração de um IECA ou AAII e agentes inibidores da ciclooxigenase pode ter como consequência a progressão da deterioração da função renal, incluindo a possibilidade de insuficiência renal aguda, que é normalmente reversível.

A Ocorrência destas interações Deverá ser tida em consideração em doentes a tomar

Afebryl em associação com IECA ou AAII.

Consequentemente, esta associação medicamentosa Deverá ser administrada com precaução, sobretudo em doentes idosos. Os doentes devem ser adequadamente hidratados e Deverá ser analisada a necessidade de monitorizar a função renal após o incio da terapêutica concomitante, e periodicamente desde então.

Corticosteroides: aumento do risco de ulceração ou hemorragia gastrointestinal

Anticoagulantes: os salicilatos podem aumentar os efeitos dos anticoagulantes, tais como a varfarina

Agentes anti-agregantes plaquetários e inibidores seletivos da recaptação da serotonina: aumento do risco de hemorragia gastrointestinal

O consumo de álcool durante o tratamento com AFEBRYL pode causar graves problemas de estômago.

Precauções:

A administração concomitante de Afebryl com AINE, incluindo inibidores seletivos da cicloxigenase-2, deve ser evitada.

Os efeitos indesejáveis podem ser minimizados utilizando a menor dose eficaz durante o menor perãodo de tempo necessário para controlar a sintomatologia.

Idosos: Os idosos apresentam uma maior frequência de reações adversas, especialmente de hemorragias gastrointestinais e de perfurações que podem ser fatais

Hemorragia, ulceração e perfuração gastrointestinal:

O risco de hemorragia, ulceração ou perfuração maior com doses mais elevadas, em doentes com história de úlcera péptica, especialmente se associada a hemorragia ou perfuração e em doentes idosos. Nestas situações os doentes devem informar o seu médico assistente sobre a Ocorrência de sintomas abdominais e de hemorragia digestiva, sobretudo nas fases iniciais do tratamento.

Nestes doentes o tratamento deve ser iniciado com a menor dose eficaz. A coAdministração de agentes protectores (ex: misoprostol ou inibidores da bomba de protes) Deverá ser considerada, assim como em doentes que necessitem de tomar simultaneamente outros medicamentos sucetíveis de aumentar o risco de úlcera ou hemorragia, tais como corticosteróides, anticoagulantes (como a varfarina), inibidores seletivos da recaptação da serotonina ou anti-agregantes plaquetários.

Em caso de hemorragia gastrointestinal ou ulceração em doentes a tomar AFEBRYL o tratamento deve ser interrompido.

Os AINE devem ser administrados com precaução em doentes com história de doença inflamatéria do intestino (colite ulcerosa, Doença de Crohn), na medida em que estas situações podem ser exacerbadas.

Posso tomar AFEBRYL se estiver grávida?

AFEBRYL não deve ser tomado durante a gravidez, salvo indicação médica em contrrio.

Posso tomar AFEBRYL se estiver a amamentar?

AFEBRYL não deve ser tomado durante a amamentação, salvo indicação médica em contrrio.

AFEBRYL pode ser dado a crianças?

AFEBRYL pode ser administrado a crianças conforme indicado em Como devo tomar AFEBRYL.

Crianças com menos de 12 anos de idade só devem tomar AFEBRYL sob estrita vigilância médica.

AFEBRYL pode ser usado por pessoas idosas?

AFEBRYL pode ser tomado por pessoas idosas, desde que não tenham problemas graves nos rins ou no fígado.

Posso tomar AFEBRYL se sofrer de algum problema do fígado ou dos rins?

Se sofre de problemas no fígado ou nos rins, deve tomar AFEBRYL com muita precaução e sobre estrita vigilância do seu médico.

Posso tomar AFEBRYL se sofrer de asma?

Se sobre de asma deve consultar o seu médico antes de tomar AFEBRYL.

Quais os efeitos do AFEBRYL sobre a capacidade de condução de veículos e de máquinas?

Até o momento, não se encontram descritos efeitos que afectem esta capacidade.

Que outros componentes tem o AFEBRYL?

Bicarbonato de sódio, ácido cítrico anidro, sorbitol (E420), lactose mono-hidratada, sacarina sódica, essência de limão e povidona.

AFEBRYL contém lactose mono-hidratada e sorbitol (E420). Se foi informado pelo seu médico que tem intolerância a alguns açúcares, contacte-o antes de tomar este medicamento.

AFEBRYL contém sódio (322 mg por comprimido). Esta informação deve ser tida em consideração em doentes com ingestão controlada de sódio.

Modo de Usar:

A posologia usual recomendada de AFEBRYL é a seguinte:

Crianças dos 2 aos 12 anos: 1/2 comprimido 1 a 4 vezes por dia

Adultos e crianças a partir dos 12 anos: 1 comprimido 1 a 4 vezes por dia

A dose máxima recomendada para adultos de 6 comprimidos por dia. Não se deve tomar mais do que 2 comprimidos de cada vez.

Respeite um intervalo de 4 horas entre cada toma. Caso tenha problemas nos rins ou no fígado, este intervalo deve ser de pelo menos 8 horas.

O AFEBRYL é administrado oralmente. Dissolva os comprimidos em 1/2 copo de água, agite ligeiramente e tome de imediato.

Se estiver a tomar outros medicamentos Além do AFEBRYL leia: “Posso tomar AFEBRYL com outros medicamentos?”.

Durante quanto tempo preciso de tomar AFEBRYL?

A duração do tratamento com AFEBRYL deve ser o mais breve possível, máximo de 10 dias nos adultos e 5 dias nas crianças

Se os sintomas persistirem deve contactar o seu médico.

E se me esquecer de tomar um comprimido efervescente?

Tome logo que se lembrar mas respeite o intervalo de 4 horas em relação próxima toma. Não duplique as doses.

E no caso de uma dose em excesso?

Os primeiros sinais de uma dose excessiva de AFEBRYL são: zumbidos, sensação de audição diminuída e dores de cabeça. Poderão ainda verificar-se reações de sensibilização sobre a pele ou respiratórias (edema, urticária, asma, choque anafiltico).

Caso venha a ocorrer, contacte imediatamente o seu médico ou o hospital mais próximo. O tratamento recomendado na sobredosagem consiste no tratamento sintomático de suporte, lavagem gástrica e vigilância hospitalar.

Outras Recomendações:

Comunique ao seu médico ou farmacêutico a Ocorrência de qualquer efeito indesejável não mencionado nesta bula.

Verifique sempre o prazo de validade dos medicamentos inscrito na embalagem.

Não use medicamentos depois de passado o prazo de validade indicado na embalagem.

Modo de Conservar:

Conserve AFEBRYL hermeticamente fechado na embalagem de origem.

Não conservar acima de 25ºC.

Manter fora do alcance e da vista das crianças.

Outras Informações:

Se tem alguma dvida ou pergunta sobre AFEBRYL contacte o seu médico ou farmacêutico.

Fabricante :

Laboratórios Azevedos Indústria farmacêutica, S.A.

Estrada da Quinta , 148 Manique de Baixo
2645–436 Alcabideche, Portugal
Telefone:+351 21 472 5900

Medicamentos do mesmo fabricante :

Afebryl, Algik, Analgil, Bevitece, Broncoterol, Calcio vitamina d3 farmalider,Calcio vitamina, Cofedron, Dermofix,Lisinopril-hidroclorotiazida azevedos, Pamidronato azevedos 60, Pamidronato azevedos 90.

Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A auto-medicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.

Emagrecimento e Aumento de Massa Muscular