Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Adronat

Bula do fármaco inibidor específico da reabsorção óssea, pertencente a classe dos bisfosfonatos, utilizado no tratamento da osteoporose, principalmente em mulheres.

Princípio ativo: Ácido Alendrônico sob a forma de alendronato de sódio.

Classe Terapêutica: bisfosfonatos

Apresentação:

Adronat está disponível em comprimidos ovais, brancos a esbranquiçados.

ADRONAT encontra-se disponível em embalagens de 14, 28 e 56 comprimidos.
É possível que não sejam comercializadas todas as Apresentações.

Indicação:

ADRONAT É um medicamento não hormonal, da classe dos bisfosfonatos, utilizado para impedir o enfraquecimento dos ossos que ocorre nos homens e nas mulheres depois da menopausa. ADRONAT também ajuda a reconstrução dos ossos e reduz o risco de ocorrerem fracturas.

O seu médico receitou-lhe ADRONAT para:

-Tratar a osteoporos em mulheres Pós-menopausas, e evitar que se desenvolvam fracturas, incluindo as da anca e da coluna (fracturas de compressão vertebral).
-Tratar a osteoporose em homens, e para evitar que ocorram fracturas vertebrais.

O que devo saber sobre ossos e osteoporose:

Ao longo da vida, os seus ossos são renovados constantemente por um processo complexo, em que as hormonas (por exemplo, os estrogênios produzidos pelos ovários antes da menopausa) desempenham um papel importante.

Para que essa renovação ocorra, os ossos são continuamente reabsorvidos e reconstruídos de uma forma equilibrada. A massa óssea mais antiga removida, e novas camadas são depositadas para que os ossos mantenham a sua estrutura e resistência normais.

O que é osteoporose e porque deve ser tratada ou prevenida?

A osteoporose é a transformação do osso normal em osso rendilhado e enfraquecido, comum nas mulheres após a menopausa e que pode também ocorrer nos homens. De incio, a osteoporose não d sintomas, mas se não for tratada, podem ocorrer fracturas dos ossos. Embora as fracturas causem geralmente dor, se ocorrerem nos ossos da coluna vertebral (vértebras), podem passar despercebidas até causarem perda da altura do doente.

As fracturas podem ocorrer durante a atividade diária normal, por exemplo, ao levantar um peso, ou podem resultar de uma pequena pancada ou queda, que em situação normal não provocaria qualquer fractura.

Normalmente, as fracturas ocorrem na anca, na coluna vertebral (vértebras) ou no pulso, e podem não s provocar dor, como também serem responsáveis por considerável deformação e incapacidade (por exemplo, corcunda provocada pela curvatura da coluna vertebral e dificuldade de movimentação).

Osteoporose nos homens e nas mulheres Pós-menopausas

A osteoporose costuma ocorrer nas mulheres depois da menopausa, quando os ovários deixam de produzir a hormona feminina, estrogênio, ou quando são retirados (quando por exemplo, feita histerectomia) quebrando o equilíbrio atras referido.

Quanto mais cedo a mulher atingir a menopausa, maior é o risco de osteoporose. A osteoporose pode também ocorrer em homens devido a inúmeras causas, incluindo o envelhecimento e/ou um valor baixo da hormona masculina, testosterona.

Em todas as circunstâncias, a reabsorção do osso mais rápida do que a reconstituição, resultando na perda de massa óssea e no enfraquecimento dos ossos. Por esse motivo, para ter um esqueleto saudável importante manter a massa óssea e prevenir perdas desta.

Como se pode tratar ou prevenir a osteoporose?

Não se esqueça que a osteoporose pode ser tratada, e que nunca tarde demais para começar o tratamento.
O seu médico receitou-lhe ADRONAT para tratar a osteoporose. ADRONAT não s previne a perda da massa óssea, como também ajuda a reconstruir os ossos que possam estar fragilizados e reduz a probabilidade de ocorrerem fracturas. Assim, ADRONAT inverte a progressão da osteoporose.

O seu médico poderá, simultaneamente, aconselhar-lhe algumas alterações no seu estilo de vida, tais como:

Parar de Fumar.

O tabaco parece aumentar o índice de perda de massa óssea e, portanto, pode aumentar os riscos de fractura dos ossos.

Fazer exercícios.

Tal como os músculos, os ossos também precisam de exercício para se manterem fortes e saudáveis. Peça conselho ao seu médico antes de iniciar o exercício.

Fazer uma dieta equilibrada.

O seu médico aconselhá-lo(a)-é a escolher uma alimentação adequada ou a tomar suplementos dietéticos.

Caso necessite de tomar cálcio ou vitaminas, faça-o hora de jantar. O seu médico decidirá qual a dose adequada para si.

Porque importante um tratamento contínuo?

O tratamento prolongado importante para prevenir futuras perdas de massa óssea e para continuar a reconstruir os ossos, repondo a massa óssea que foi perdendo.

Por isso, importante que siga os conselhos do seu médico e tome ADRONAT sem esquecimentos nem alteração ao esquema de tratamento por ele recomendado.

Antes de tomar

Não tome ADRONAT:

-se tem alergia (hipersensibilidade) ao alendronato sódico tri-hidratado ou a qualquer um dos outros componentes de ADRONAT.
-se tiver determinados problemas esofágicos (o tubo que liga a boca ao estômago).
-se não for capaz de manter-se na posição vertical ou sentada durante pelo menos 30 minutos.
-se o seu médico lhe detectou recentemente um valor baixo de cálcio no sangue (hipocalcemia).

Tome especial cuidado com ADRONAT

importante que informe o seu médico antes de tomar ADRONAT se:
- sofre de doenças de rins,
- tem algumas alergias,
- tem dificuldades em engolir ou de digestão,
- tem um valor baixo de cálcio no sangue,
- tem doença na gengivas,
- tem planeada uma extração dentária.

Se tem alguma das condições abaixo indicadas deve realizar um exame dentário antes de iniciar o tratamento com ADRONAT:

- se tem doença cancerígena,
- se está a fazer quimioterapia ou radioterapia,
- se está a tomar esteroides,
- se não recebe cuidados dentários regularmente,
- se tem doença nas gengivas.

Durante o tratamento deve seguir as instruções preventivas apropriadas de cuidado dentário, conforme recomendado pelo dentista.
Pode ocorrer irritação, inflamação ou ulceração do esófago (o tubo que liga a boca ao estômago), frequentemente com sintomas tais como dores no peito, azia ou dificuldade ou dor ao engolir, especialmente se as doentes não beberem um copo cheio de água quando tomam ADRONAT e/ou se se deitarem antes de 30 minutos após tomarem ADRONAT. Estes efeitos secundários podem agravar-se se as doentes continuarem a tomar ADRONAT após o aparecimento destes sintomas.

Interação Medicamentosa:

Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver tomando ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica.

Utilização nas crianças

ADRONAT não é indicado nas crianças e nos adolescentes.

Utilização nos idosos

ADRONAT é bem tolerado e Atua igualmente bem tanto nos doentes com mais de 65 anos como nos doentes com menos de 65 anos de idade.

Gravidez e aleitamento

Consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento.
Não tome ADRONAT se estiver grávida ou a amamentar.

Condução de veículos e utilização de máquinas

ADRONAT não Deverá afetar a sua capacidade de conduzir ou de trabalhar com máquinas.

Informações importantes sobre alguns componentes:

ADRONAT contém lactose. Se foi informado pelo seu médico que tem intolerância a alguns açúcares, contate-o antes de tomar este medicamento.

Modo de Usar:

Tome o ADRONAT sempre de acordo com as Indicações do médico. Fale com o seu médico ou farmacêutico se tiver dúvidas.

Estas são as regras importantes que Deverá seguir para ajudar a garantir um bom resultado do tratamento com ADRONAT:

Após levantar-se de manhã, e antes de tomar a primeira refeição, beber ou tomar outros medicamentos, engula o comprimido de ADRONAT com um copo cheio (pelo menos 200 ml) de água sem gs.

Não tome com água mineral gaseificada.
Não tome com café, com chá ou com leite.
Não tome com sumos.
Não mastigue nem chupe o comprimido ADRONAT.

Após engolir o comprimido de ADRONAT não se deite permaneça totalmente na posição vertical (sentado(a), em Pó ou a caminhar) durante pelo menos 30 minutos e não se deite até tomar a primeira refeição do dia.

Não tome ADRONAT ao deitar nem antes de se levantar.

As Indicações acima descritas ajudará o o comprimido de ADRONAT a chegar rapidamente ao estômago e ajudará o a reduzir o potencial de irritação do esófago (o tubo que liga a boca ao estômago).

Após engolir o comprimido de ADRONAT, espere pelo menos 30 minutos antes de tomar a primeira refeição, beber ou tomar outros medicamentos diários, incluindo medicamentos antiácidos, suplementos de cálcio e vitaminas. ADRONAT eficaz apenas quando tomado em jejum.

Caso desenvolva dificuldade ou dor ao engolir, dor no peito, ou novos sintomas de azia ou agravamento destes, pare de tomar ADRONAT e consulte o seu médico.

Tome 1 comprimido de ADRONAT uma vez por dia, todos os dias.

importante que continue a tomar ADRONAT durante o tempo recomendado pelo seu médico. SÉ com um tratamento prolongado ADRONAT pode tratar da osteoporose.

Superdosagem:

Se tomar comprimidos a mais, beba um copo cheio de leite e contate o seu médico imediatamente. Não induza o vômito. Não se deite.

Caso se tenha esquecido de tomar:

Tome ADRONAT uma vez por dia, conforme receitado. No entanto, se se esquecer de o tomar, não tome uma dose extra.
Mantenha o seu esquema habitual de um comprimido por dia.
Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu médico ou farmacêutico.

Efeitos secundários possíveis:

Como todos os medicamentos, ADRONAT pode causar efeitos secundários, no entanto estes não se manifestam em todas as pessoas.
são usados os seguintes termos para descrever a frequência de notificação dos efeitos secundários.

Muito frequentes (ocorrem em pelo menos 1 de 10 doentes tratados)

Frequentes (ocorrem em mais de 1 de 100; mas menos de 1 de 10 doentes tratados).

Pouco frequentes (ocorrem em mais de 1 de 1.000; mas menos de 1 de 100 doentes tratados).

Raros (ocorrem em mais de 1 de 10.000; mas menos de 1 de 1.000 doentes tratados).

Muito raros (ocorrem em menos de 1 de 10.000 doentes tratados).

Perturbações do Sistema Imunológico:

Raros: reações alérgicas, tais como urticária; inchaço da face, lábios, língua e/ou garganta, com possibilidade de causarem dificuldade a respirar ou a engolir.

Perturbações metabólicas e nutricionais:
Raros: sintomas de níveis baixos de cálcio no sangue, incluindo cãibras ou espasmos musculares e/ou sensação de formigueiro nos dedos ou volta da boca.

Sistema nervoso:
Frequentes: dor de cabeça.

Problemas nos olhos:
Raros: visão turva, dor ou vermelhidão nos olhos.

Tubo digestivo:
Frequentes: dor abdominal; sensação de desconforto no estômago ou arroto após as refeições; prisão de ventre; sensação de inchaço ou enfartamento no estômago; diarreia; gases intestinais; azia; dificuldade em engolir; dor ao engolir; úlceras no esófago (canal que liga a boca ao estômago) que podem causar dor no peito, azia ou dificuldade ou dor ao engolir.

Pouco frequentes: náuseas; vômitos; irritação ou inflamação do esófago (canal que liga a boca ao estômago) ou do estômago; fezes escuras.

Raros: estreitamento do esófago (canal que liga a boca ao estômago); úlceras na boca se os comprimidos tiverem sido mastigados ou chupados; úlceras estomacais ou pépticas (por vezes graves, com sangramento).

Pele:
Pouco frequentes: erupções da pele; comichão; vermelhidão da pele.

Raros: erupções que se agravam com a luz solar.

Muito raros: reações graves na pele.

musculoesqueléticos:
Frequentes: dores ósseas, musculares e/ou nas articulações.

Raros: Problemas no maxilar associados a atrasos na cicatrização e infecções, habitualmente após extrações de dentes; dores graves ósseas, musculares e/ou nas articulações.

Problemas gerais:

Raros: sintomas transitórios semelhantes a gripe, tais como músculos doridos, mal estar geral e por vezes febre, habitualmente no incio do tratamento.
Durante a experiência Pós-comercialização foram notificados os seguintes efeitos secundários (frequência desconhecida):

Sistema nervoso: tonturas

musculoesqueléticos: inchaço nas articulações, fracturas do fêmur em doentes sujeitos a tratamento a longo prazo com ácido alendrônico Dores na coxa, fraqueza ou desconforto podem ser sinais prévios de possível fractura do fêmur

Problemas gerais: cansaço, inchaço nas mãos ou nas pernas

Resultados laboratoriais:

Muito frequentes: diminuição ligeira e transitória dos valores de cálcio e fosfato no sangue, geralmente dentro do intervalo normal.

Informe o seu médico ou farmacêutico imediatamente sobre estes ou quaisquer outros sintomas não habituais.

Poderá ajudar se tomar nota sobre o que sentiu, quando começou e durante quanto tempo ocorreu.
Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundários não mencionados neste bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Modo de Conservar:

Manter fora do alcance e da vista das crianças.

O medicamento não necessita de quaisquer precauções especiais de Conservação.

Não é aconselhável retirar os comprimidos da embalagem até é altura de os tomar.

Não utilize ADRONAT após o prazo de validade impresso na embalagem exterior e na carteira a seguir a VAL. O prazo de validade corresponde ao último dia do mês indicado.

Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico.

Pergunte ao seu farmacêutico como eliminar os medicamentos de que já não necessita. Estas medidas irão ajudar a proteger o ambiente.

Outras informações:

Qual a composição de ADRONAT

- A substância ativa é o ácido alendrônico, na forma de alendronato sódico trihidratado.
Cada comprimido contém o equivalente a 10 mg de ácido alendrônico, na forma de alendronato sódico tri-hidratado.
- Os outros componentes são: Lactose, celulose microcristalina, croscarmelose sódica, estearato de magnésio e cera de carnaúba.

Fabricante:

Merck S.A. Indústrias Químicas

Estrada dos Bandeirantes, 1099
Jacarepaguá – Rio de Janeiro - RJ - Brasil
Tel.: +55 (21) 2444-2000
Fax: + 55 (21) 2444-2060

SAC Farmacêutica - 0800 727 7293
contato.merck@merck.com.br
SAC Química - 0800 727 7292
quimica@merck.com.br

Medicamentos do mesmo fabricante:

Aciclovir, Adronat 70 mg, Adronat, Alergomed, Alginac, Arcoxia, Asalit, Asmalergin, Biconcor, Bionorm, Cebion 500 mg, Cebion, Cestox, Cetirizina Mylan, Chibroxin, Cisticid, Clinfar, Co Renitec, Concor, Cronodipin, Cronomet, Dancor, Denapril, Diclin, Droptison, Elas, Emecort, Endrox, Euthyrox, Eutirox, Fem 7, Flaxin, Flogan AI, Flogan, Floratil, Floxacin, Fosamax 5, Fosamax, Glifage 850 mg, Glifage, Glucophage, Gludon, Hyzaar, Iloban, Kiadon 80 mg, Kiadon, Laxtam, Lipril 5, lipril 20, Lisinopril Mylan, Lisinopril, Loratadina, Lortaan 100, Lortaan, Maxalt 2, Maxalt, Mefoxin, Metformed, Mevacor, Midecamin, Mucoflux, Neobar, Nutrizim, Olfen Gel, Omcilon A M, Pan Emecort, Paracetamol, Pinapaz, Piroxicam, Plenax, Propecia, Proscar, Psiquial, Renitec, Roxflan, Septopal, Singulair, Tornassol, Vaqta, Vioxx, Zocor.

Advertências:

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A automedicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos:

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma:

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.