Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Adeforte

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : Palmitato de retinol

Classe Terapêutica: Suplementos Vitamínicos.

Apresentação :

ADEFORTE Gotas: Solução oral: Frasco com 15 ml.

ADEFORTE Oral: Solução oleosa oral: Ampola com 3 ml.

Indicação : Prevenção e tratamento dos estados de carência das vitaminas A e D em crianças e adultos. Período de lactação; crescimento retardado; raquitismo; espasmofilia; osteomalácia; queratinização cutânea e mucosa; hemeralopia; queratomalácia; xeroftalmia.

Contra indicação : Hipersensibilidade aos componentes da fórmula; síndrome de má absorção; hipervitaminoses A e D; hipercalcemia; hipercalciúria; litíase cálcica.

Modo de Usar :

ADEFORTE Gotas: Lactentes: 1 a 2 gotas ao dia. Crianças maiores: 2 a 3 gotas ao dia. Administrar na mamadeira ou colher, diluindo em água. Adultos: 10 gotas, 3 vezes ao dia.
ADEFORTE Oral: Destacar a haste de ampola, cuidadosamente, verter o conteúdo numa colher e administrar ao paciente em jejum ou, no mínimo, l hora antes de qualquer refeição. Uma ampola a cada 7 dias ou 1 ampola por mês.

Efeito Colateral :

As reações adversas, caso ocorram, podem ser manifestações de uma hipersensibilidade ou de uma superdosagem vitamínica (ver superdosagem) e, em tais casos, o tratamento deve ser imediatamente interrompido.

Na vigência da hipervitaminose A podem ocorrer: descamação cutânea, alteração intelectual, descalcificação, fraturas patológicas fechamento epifiseal precoce, alopecia, elevação da pressão intracraniana, que no recém-nascido manifesta-se pelo abaulamento típico da fontanela anterior e, no adulto, sob a forma de pseudotumor cerebral.

A hipervitaminose D pode provocar adinamia, fadiga, polidipsia, poliúria, nictúria (pseudodiabetes), deposição de cálcio nos tecidos, nefrolitíase e elevação do nível do colesterol plasmático.

Superdosagem :

Os primeiros sinais da intoxicação provocada pelo excesso de vitamina a incluem: prurido, descamação da pele, alteração do crescimento do cabelo, fissura nos lábios, dor osteoarticular, cefaleia, diplopia, anorexia, fadiga, irritabilidade, crises convulsivas, vômitos incoercíveis e hemorragias.

Fórmula :

ADEFORTE Gotas: Cada ml (20 gotas) contém: Palmitato de retinol (vitamina A), 50.000 UI; Colecalciferol (vitamina D3) 5.000 UI; Acetato de tocoferol (vitamina E), 30 mg. ADEFORTE Oral: Cada ampola de 3 ml contém: Palmitato de retinol (vitamina A) 100.000 UI; Colecalciferol (vitamina D3) 50.000 UI; Acetato de tocoferol (vitamina E), 30 mg.

Interação Medicamentosa :

Pacientes que recebem medicamentos anticonvulsivantes (fenitoína, fenobarbital) por período prolongado apresentam elevada incidência de raquitismo e osteomalácia. Grandes quantidades de hidróxido de alumínio podem precipitar os ácidos biliares no intestino delgado superior, diminuindo assim a absorção das vitaminas lipossolúveis, especialmente do retinol.

Antiácidos que contenham magnésio podem dar lugar à hipermagnesemia, especialmente em pacientes com insuficiência renal crônica.

O uso simultâneo de colestiramina, colestipol, óleo mineral ou sucralfato pode interferir na absorção do retinol. O uso concomitante de vitamina A e etretinato deve ser evitado devido ao risco de surgimento de hipervitaminose A.

O uso simultâneo de retinol e isotretinoína pode dar lugar a efeitos tóxicos aditivos. A vitamina D pode antagonizar o efeito da calcitonina no tratamento da hipercalcemia.

Preparações que contenham cálcio em doses elevadas ou diuréticos tiazídicos em uso simultâneo com vitamina D aumentam o risco de hipercalcemia, e as que contêm fósforo, também em doses elevadas, aumentam o potencial de risco de hiperfosfatemia, o uso concomitante de vitamina E e suplementos de ferro altera a resposta hematológica em pacientas com anemias ferroprivas.

Fabricante :

Laboratório Gross S.A.

Endereço: Rua Padre Ildefonso Penalba, 389 - Todos Os Santos, Rio de Janeiro - RJ, 20775-020
Telefone:(21) 2597-3112

Medicamentos do mesmo fabricante :

Adeforte, Deficical b12, Hematiase b12, Hidrion, Neurilan, Nucleo cmp, Sepurin, Suprasten, Suprasten.


Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode ser-lhes prejudicial, mesmo que apresentem os mesmos sintomas.
Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundários não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

O ministério da saúde adverte: a automedicação pode fazer mal à sua saúde.
Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária. Trata-se de um registro histórico deste medicamento.
Este texto não pode substituir a leitura da bula que acompanha o medicamento.
Os medicamentos podem mudar suas formulações, recomendações e alertas.
Apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão do medicamento comercializada.
Todas as bulas constantes no site portal são meramente informativas.
Lembre-se, a informação é o melhor remédio.

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.