Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial.Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativoProcure o medicamento pela classe terapêuticaMande-nos um e-mail

Acarsan loção

Bula da loção de uso tópico indicada no combate a parasitas externos, como piolhos.

Princípio ativo : benzoato de benzila

Classe Terapêutica: Antiparasitários.

Apresentação : Emulsão tópica. Frasco contendo 80 ml.

Indicação : Acarsan loção é um medicamento indicado no tratamento de escabiose, da ftiríase e pediculose, composto por benzoato de benzila.

Contra Indicação :

É contraindicado para pacientes com hipersensibilidade ao benzoato de benzila ou outros componentes da formulação. Escoriações, inflamações da pele, ou feridas.

Modo de Usar :

Diluição:

Uso em crianças: O medicamento deve ser diluído antes da aplicação da seguinte forma:

Crianças maiores de 2 anos: Diluir uma parte de ACARSAN (benzoato de benzila) em uma parte igual (mesma quantidade) de água. Exemplo:
20 ml. de benzoato de benzila em 20 ml. de água.

Crianças menores de 2 anos ou lactentes: Diluir uma parte de ACARSAN (benzoato de benzila) em duas ou três partes iguais de água. Exemplo: 20 ml. de benzoato de benzila em 40 ml. ou 60 ml. de água.

Adultos: Uso do medicamento sem diluição.

Pediculose (piolhos): No caso de piolho, aplique ACARSAN (benzoato de benzila) no couro cabeludo e outras partes afetadas (não deixando atingir a face), friccionando levemente e deixando agir até o próximo banho, após no máximo 24 horas. Fazer a aplicação por três dias consecutivos.

Para remoção das lêndeas dos pelos, após o banho, usar solução de água com vinagre em partes iguais para dissolver a substância que prende as lêndeas aos fios de cabelo; retirar com pente fino.

Escabiose (sarna) ou Ftiríase (chato):

Antes da aplicação do medicamento, tome um banho quente, esfregando bem a pele com o auxílio de um sabonete neutro e enxaguando normalmente.

Seque o corpo e aplique ACARSAN (benzoato de benzila) sobre todo o corpo do pescoço para baixo, e também na região posterior às orelhas (no caso de sarna) ou na região púbica (chatos), evitando o contato com a face, olhos, mucosas e meato uretral.

Quando a primeira camada estiver seca, aplique uma segunda camada do medicamento.

Deixe agir por 24 horas. Após este período, tome outro banho, colocando roupas limpas. Fazer o tratamento durante 3 noites consecutivas (ou segundo orientação médica).

Repita a aplicação, após 1 semana de intervalo, pois o medicamento não age nos ovos dos parasitas (por estarem abrigados sob a pele, nos sulcos provocados pelo parasita). Após este período os ovos liberam novos parasitas, reinfestando novamente o indivíduo.

Lave e ferva a roupa de cama e de uso pessoal diariamente. Trate também os outros moradores da residência.

Recomendações Especiais:

Durante o período de tratamento, é aconselhável o uso de ACARSAN (benzoato de benzina) Sabonete na higiene diária de toda a família para evitar a disseminação da parasitose.

Raramente é necessária a repetição desse esquema. Para o uso do medicamento em crianças, para todas as indicações,
é necessário diluir o medicamento antes do uso, conforme descrito acima.

Evitar face, olhos, mucosas e meato uretral. Aumentar a diluição do medicamento em caso de irritação importante.

Efeito Colateral :

O benzoato de benzila é irritante aos olhos e às mucosas, podendo irritar a pele com sensação de coceira, queimação e vermelhidão em mais ou menos 20% dos pacientes.

Estas reações ocorrem principalmente quando a pele está bem escarificada pelo ato de coçar e, em geral, são transitórias. Entretanto, a coceira pode, em algumas vezes, persistir por mais de uma semana, não indicando falha de tratamento.

Reações de hipersensibilidade, dermatite de contato, eritema bolhoso podem ocorrer, raramente, devendo ser retirado o medicamento da pele ou couro cabeludo com água e sabão e interromper o tratamento. Deve-se consultar um médico caso persista a irritação.

Quando acidentalmente ingerido, o benzoato de benzila pode causar estimulação do Sistema Nervoso Central (agitação e convulsão).

Em estudo de toxicidade em animais verificou-se que os gatos são peculiarmente hipersensíveis à aplicação tópica de benzoato de benzila, ao contrário de animais domésticos maiores como os cachorros.

Deve-se, portanto, evitar o seu uso em animais domésticos sem a supervisão de um veterinário.

Advertência a e Precauções

Se for absolutamente necessário o uso na presença de lesões com solução de continuidade (feridas abertas), inclusive as causadas pelo ato de coçar, torna-se necessário o aconselhamento médico.

Restrições e Cuidados:

Não deve ser ingerido ou ser usado na face, perto dos olhos, mucosas e meato uretral.

Evitar a utilização do medicamento em pele inflamada ou escarificada.

Evitar o contato do medicamento com alimentos.

Em crianças o medicamento deve ser diluído (ver Posologia), reduzindo o risco de reações adversas.

Gravidez e Lactação:

A absorção de ACARSAN (benzoato de benzila) pela pele é mínima. Estudos em animais não demonstraram teratogenicidade.

Não existem estudos controlados em gestantes, entretanto, também não há relatos isolados de mutagenicidade ou teratogenicidade devido à utilização de ACARSAN (benzoato de benzila).

É desconhecido se o medicamento é excretado pelo leite materno.

Categoria B de risco de gravidez: Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Superdosagem :

Quando utilizado corretamente, o risco de intoxicação com o medicamento é praticamente inexistente. Podem, entretanto, ocorrer reações de hipersensibilidade.

Interação Medicamentosa :

Não é recomendado utilizar ACARSAN (benzoato de benzila) concomitantemente com outras substâncias que causem irritação na pele (como ácido salicílico).

Fórmula :

Cada 1 ml. contém:

benzoato de benzila ............ 0,25 g
veículo q.s.p. ............................ 1 ml.
(ácido esteárico, água deionizada, trolamina, silicone, essência de rosas, essência de lavanda).

Informações Legais

MS - 1.1213.0001
Farmacêutico Responsável:
Alberto Jorge Garcia Guimarães
CRF-SP nº 12.449
sac: 0800 0151036

Fabricante : Biosintética Farmacêutica Ltda.

Endereço: Av. das Nações Unidas, 22428 - Jurubatuba, São Paulo - SP
Telefone:(11) 5546-6822 - SAC: 0800-7016900

CNPJ nº 53.162.095/0001-06
Indústria Brasileira

Medicamentos do mesmo fabricante :

Adalat oros, anangor., ansentron, arovit., avalox., baycuten-n, bayro-gel, benerva, bepantol, biocarbo, biometrox, biopaxel, biorrub, bioxifeno, bonar, brozepax, canesten, cipro, copaxone, corus 50 mg, corus h, corus h, deprilan 5 mg, dermomax, disgren, dysport, ephynal, eupressin, eupressin, ezulen, filgrastima, fluticaps, formocaps, gino-canesten 1, gino canesten 3, leucovorina, lipobay, lisinopril, litiocar, loratadina, micetal, minor, miodaron, naproxeno, nicolan, nifelat, nootron, oceral, omeprazol, ondansetron, one-a-day 50, osteocalcic, osteotrat, oxcord, paclitaxel, pantopept, paracetamol, prevax, progresse, revangel, ribavirina, rupafin, saridon, sinergen, somatrop, supradyn, vincetron.


Armazenamento:

Conservar o medicamento em sua embalagem original a temperatura ambiente (entre 15oC e 30oC), e protegido da luz e umidade.

Prazo de validade: Desde que sejam observados os cuidados de armazenamento, ACARSAN (benzoato de benzila) apresenta prazo de validade de 60 meses.

Não utilize o medicamento após o vencimento do prazo de validade.

Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A automedicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.